Pessoal não vacinado considerado no aumento de ocorrências domiciliares de vida assistida, fatalidades

Funcionários não vacinados de olho no aumento de casos de lares de idosos, mortes

Os preços de vacinação atrasados ​​entre o pessoal de residências assistidas estão sendo associados a um aumento nacional de infecções por COVID-19 e também fatalidades em centros de idosos, e também vão para as instalações de um exame do governo em uma área duramente atingida do Colorado, onde investigadores do estado descobriram vários funcionários não foram inoculados.

O exame pelos Centros de Controle de Doenças e Prevenção dos centros em Grand Junction, Colorado, local levanta preocupações entre os profissionais de saúde pública e saúde que os sucessos em proteger idosos em risco com injeções podem estar em risco como a alternativa delta mais hostil se espalha por toda a nação.

Nacionalmente, cerca de 59% do pessoal domiciliar de vida assistida realmente obteve suas vacinas, como a parte geral de adultos completamente imunizados - mas substancialmente menos do que cerca de 80% dos proprietários de casas que são imunizados, de acordo com o Medicare. E alguns estados têm vacinação muito reduzida preços em torno de 40%.

Alguns profissionais de planos estão aconselhando o governo federal a fechar o vazio, exigindo que os funcionários das residências assistidas obtenham as vacinas, uma exigência que a administração de Biden realmente hesitou em fornecer. Os motoristas de residências de enfermagem temem que tal ação possa sair pela culatra, fazendo com que vários funcionários com agitações de injeção simplesmente parem de trabalhar.

Para ter certeza, a grande maioria dos indivíduos completamente imunizados que são contaminados com a alternativa delta sofrem apenas leves sinais e sintomas.

Mas “os adultos mais velhos podem não responder totalmente à vacina e há um risco enorme de alguém vir com o vírus”, afirmou o Dr. Joshua Sharfstein, vice-reitor de saúde pública e técnica de bem-estar da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg.

“A vacinação de trabalhadores em lares de idosos é uma emergência nacional porque a variante delta é uma ameaça até mesmo para os já vacinados”, afirmou.

O CDC realizou seu exame de episódios alternativos delta em centros de tratamento de idosos em Mesa County, Colorado, em maio e também em junho. O local é um local de coronavírus. A empresa afirmou que está ajudando estados e também áreas em todo o país como componente das "equipes de emergência" COVID-19 da Casa Branca.

Nacionalmente, as informações acumuladas pelo CDC revelam que as fatalidades e também as infecções verificadas entre o pessoal da residência assistida na verdade reduziram substancialmente, uma vez que as vacinações começaram em janeiro. Mas a variedade de fatalidades relatadas entre o pessoal realmente começou a se aproximar mais uma vez, sustentando novas preocupações.

Em um centro de tratamento de memória no local de Grand Junction, 16 proprietários de residências completamente imunizados foram contaminados e também 4 faleceram, de acordo com um slide do CDC oferecido à The Associated Press. Os proprietários que faleceram foram chamados de permanecer em tratamento de hospício, com uma idade média de 93 , mostrando que eles estavam especificamente doentes.

O CDC, na verdade, não lançou a busca por seu exame abertamente, mas afirmou que pretende liberar a causa em um futuro Morbidade e também Relatório Semanal de Mortalidade O slide foi mostrado à AP por um indivíduo associado a considerações internas, que pediu privacidade pelo fato de não ter consentimento para o lançamento das informações.

Os 16 proprietários de casas completamente imunizados contaminados no centro de tratamento de memória, o CDC descobriu que 13 criaram sinais e sintomas, explicados como leves. O CDC do condado de Mesa examinou várias instalações de vida assistida em At que estavam passando por novos episódios. “Instalação A” uma área - chamada

O - 42% do pessoal ainda não estava completamente imunizado, contrastando com cerca de 8% dos proprietários que realmente pararam de trabalhar para terminar suas vacinas.

Durante todo o CDC descobriu um preço de infecção de COVID-19 de 30% entre os proprietários imunizados e também o pessoal do centro, com os proprietários constituindo a grande maioria dos casos. É a pandemia, os indivíduos em centros de tratamento duradouros carregaram uma preocupação desproporcional de sofrimento e também fatalidade, além da reclusão elevada em decorrência dos bloqueios.

Os especialistas estimam que os proprietários de residências com vida assistida representam cerca de 1% da população dos Estados Unidos, mas representam cerca de 22% das mortes por COVID-19 - mais de 133,400 pessoas cujas vidas foram realmente perdidas.

Normalmente concorda que o pessoal está entre os principais desencadeadores de episódios domiciliares de vida assistida, devido ao fato de que os funcionários podem acidentalmente trazer a infecção da vizinhança antes de criar sinais e sintomas. Mas a chegada de injeções e também uma iniciativa hostil para Obter proprietários vacinados, casos e fatalidades despencaram e instalações de vida assistida surgiram do bloqueio. Como COVID-19 não foi realmente eliminado. Julho da semana terminando

Colorado 4, havia 410 proprietários de casas chateados em todo o país e também 146 que faleceram.

Em Indiana, não é o único a assistir a episódios de moradia assistida, já que grande parte do pessoal continua não vacinado. Condado de Howard, 7 proprietários faleceram de COVID-19 em um centro onde muito menos da metade do pessoal - 44% - estava completamente imunizou, afirmou a Dra. Polícia de saúde e bem-estar, Emily Backer Eleven. Os proprietários extras de junho foram avaliados favoravelmente no intervalo que as autoridades acham que começou em meados de

OneBacker dos indivíduos que faleceram foi completamente imunizado, e também 5 proprietários completamente imunizados estavam entre os que foram avaliados favoravelmente, incluindo ela.

Backer certamente não ligaria para o centro. ”Mais baixo do que gostaríamos.”

“Mas neste ponto,” reconheceu que o preço de inoculação de pessoal de 44% do centro era “eles não podem forçá-los”.

Apoiador que ela incluiu, Alguns alegaram que ela está incomodada com a resistência contínua à inoculação, sustentada por casos exagerados sobre efeitos adversos.

Os profissionais de Laura Gelezunas temem que a progressão arduamente conquistada na eliminação de episódios domiciliares de vida assistida possa ser perdida, pelo menos em alguns bairros.

Depois tem experiência direta com uma situação de desenvolvimento em uma unidade de vida assistida. Inúmeros telefonemas e e-mails de Missouri para a casa de assistência de sua mãe no Tennessee e também para a sede da empresa em Gelezunas

No entanto, finalmente obteve a verificação de que o bloqueio de sua mãe, enxaqueca e dor de garganta eram sinais e sintomas de COVID-19.Gelezunas, Joann afirmou que o centro não tinha sido claro sobre como sua mãe imunizada, While, adoeceu. Gelezunas a residência indicou visitantes do site ao ar livre, Gelezunas afirmou que os únicos visitantes do site de sua mãe foram realmente seu irmão e também sua cara-metade, que estão imunizados.

Gelezunas acha que foi um membro da equipe não vacinado, mas a residência ainda não ofereceu suas soluções.

“Minha mãe está acamada. Tenho pessoas cuidando dela intimamente e você está me dizendo que não pode me dizer que, por US $ 7,500 por mês, minha mãe não pode ter alguém que foi vacinado para cuidar dela ", pediu que sua mãe se conectasse com funcionários imunizados. , no entanto, os supervisores alegaram que não podiam dar garantias como resultado de fatores de privacidade pessoal e também de sua falta de capacidade de exigir disparos para os funcionários.

Joann.

Quando informou seu filho que entre 12 e 15 proprietários de casas foram contaminados com a infecção recentemente, que ela descobriu entre seus assistentes. Alimentos se tratam da necessidade de vacinas, um desafio é que as injeções de COVID-19 ainda não são completamente aceitas pelos Drug Administration e também

“O que precisamos fazer é superar a base de uso de emergência, ter (vacinação) um padrão de atendimento”, e também estamos sendo realizados sob permissão para situações de emergência. Terry Fulmer afirmou que John, chefe de estado da Fundação Hartford UMA.

Destacando, um funcionamento sem fins lucrativos para melhorar o cuidado de adultos mais velhos. Apesar da suscetibilidade potencial, os números do governo federal revelam uma grande variação entre os estados em vacinas domiciliares assistidas. Nevada, na verdade, imunizou completamente 95% de seus proprietários de residências assistidas, mas no Havaí o número é de 61%. Mas é a líder em vacinas de pessoal, com 84% totalmente imunizados. Louisiana em

Harvard, é cinquenta por cento disso, 42%. O professor de plano de saúde de David Grabowski, Low, afirmou que acredita que o fundo fiduciário é a preocupação central de vários funcionários que vivem em casa e que continuam não vacinados.

“Acho que um pouco disso reflete o que vemos na população em geral, mas entre os profissionais de saúde é realmente desconcertante”, os funcionários de Grabowskiwage podem não ter muita autoconfiança em mensagens de injeção de monitoramento em seus centros.

Indiana afirmou. Autoridades de saúde e bem-estar da região de Jackson

“Há muitas informações realmente ruins por aí que são completamente falsas”, critica a circulação de informações falsas. ”É muito triste porque acho que temos o poder de acabar com isso com a vacinação. Ninguém mais precisa morrer disso. ” ela reivindicou. (*).

Detonic