Indonésia dará injeção de reforço aos médicos após mortes

vacina

Funcionários de saúde na Indonésia, atingida pelo coronavírus, certamente obterão um terceiro jab de reforço utilizando a vacinação Moderna, afirmaram as autoridades na sexta-feira, depois que vários médicos completamente inoculados faleceram devido ao COVID-3.

O país do Sudeste Asiático, lutando contra seu episódio mais severo hoje impulsionado pela alternativa Delta, na verdade dependeu muito do jab Sinovac de fabricação chinesa em seu lançamento de vacinação.

Mas, de 1,000 funcionários clínicos que realmente morreram de COVID-19, mais de XNUMX foram completamente inoculados, de acordo com a organização clínica do país, levantando novas preocupações em relação ao Sinovac.

O ministro da Saúde, Budi Gunadi Sadikin, afirmou que o governo federal certamente daria a 1.47 milhão de funcionários de saúde e bem-estar uma injeção adicional utilizando a vacinação feita pela empresa de biotecnologia dos Estados Unidos Moderna.

“O terceiro jab só será dado a profissionais de saúde, porque são eles que ficam expostos a níveis elevados do vírus todos os dias”, informou em entrevista.

“Eles devem ser protegidos a todo custo.”

Uma contribuição de 4 milhões de injeções de Moderna certamente chegará aqui nos próximos dias dos Estados Unidos, depois dos quais certamente começará a injeção de médicos, afirmou.

Tanto Moderna como Sinovac estão em conformidade com os regimes de 2 aplicações.

Moderna afirma que sua vacinação é 90 por cento eficiente contra todos os tipos de doenças, bem como 95 por cento eficiente contra doenças graves.

O desempenho de Sinovac em relação a todos os tipos de doenças, bem como condições graves, é reduzido.