Os sintomas mais comuns de insuficiência cardíaca aguda são

A insuficiência cardíaca é uma condição aguda ou crônica na qual as manipulações musculares contráteis enfraquecem e processos estagnados se desenvolvem nos círculos da circulação sanguínea.

Ao mesmo tempo, uma pessoa com pouco esforço e em repouso sente falta de ar, cansa-se rapidamente, sofre de unhas azuladas e da área do triângulo nasolabial.

Na insuficiência cardíaca aguda, edema pulmonar, ocorre choque cardiogênico. A forma crônica da doença é perigosa pelo aparecimento da falta de oxigênio nos órgãos e tecidos. Esta doença é a causa mais comum de morte.

A patologia preocupa-se como resultado de defeitos, cardiomiopatia, isquemia, hipertensão e outras doenças.

O atendimento oportuno pode salvar a vida de um paciente. Por esse motivo, é necessário conhecer os principais sinais da doença.

Isso inclui falta de ar, fraqueza geral e fadiga rápida de uma pessoa, mesmo com pequenas cargas. Também há confusão, pulso semelhante a fio, sonolência, flutuações na pressão sanguínea, inchaço das extremidades inferiores.

Sinais de insuficiência cardíaca aguda do ventrículo esquerdo:

  • tosse úmida com expectoração espumosa;
  • chiado nos brônquios e pulmões;
  • dispnéia;
  • ataques de asfixia à noite;
  • dor atrás do esterno, transmitida sob a escápula;
  • tontura persistente.

O paciente está quase sempre em uma posição confortável para ele - uma posição sentada. Muitas vezes, são observados desmaios. Durante o curso da doença, ocorre choque cardiogênico, edema pulmonar e asma cardíaca.

Sinais de patologia do ventrículo direito:

  • sensação desconfortável no esterno;
  • dispnéia;
  • tontura;
  • aumento da frequência cardíaca;
  • inchaço das extremidades;
  • palidez da pele;
  • inchaço das veias localizadas no pescoço;
  • fraqueza;
  • ascites;
  • acrocianose;
  • hiperidrose;
  • gelatomegalia.

A doença é caracterizada pela estagnação do sangue em um grande círculo de circulação sanguínea.

Nos estágios iniciais do desenvolvimento da doença, os sintomas serão menores. Durante o exercício, pode ocorrer falta de ar. O paciente geralmente o ignora, devido a alterações no corpo relacionadas à idade. Uma tosse aparece devido ao aumento da pressão nos vasos dos pulmões. Há um batimento cardíaco acelerado após esforço físico ou alimentação. O paciente reclama de fadiga e fraqueza geral.

Muitas vezes, o paciente diminui a quantidade de urina. Isto é devido a distúrbios circulatórios na pelve. Inchaço aparece nas extremidades inferiores. A ponta do nariz, assim como a pele dos pés e das mãos, adquirem um tom azulado.

À medida que a doença se desenvolve, ocorre a circulação sanguínea no cérebro. Os principais sintomas nesta fase são irritabilidade, fadiga após esforço mental, um estado constante de depressão. Há um distúrbio do sono. Se as medidas não forem tomadas em tempo hábil, a patologia levará à morte.

Insuficiência cardíaca aguda e seus sintomas antes da morte:

  • dor insuportável na região do coração e sob a escápula;
  • Sonolência;
  • fraqueza geral do corpo;
  • a respiração ruidosa, que diminui a velocidade, torna-se convulsiva;
  • pupilas dilatadas;
  • mudança na tonalidade da pele (palidez);
  • o pulso nas artérias carótidas não é palpável;
  • falta de reflexo da pupila e da córnea;
  • estado fraco

Uma pessoa pode morrer em minutos. Como regra, resultados fatais são observados fora de condições estacionárias. A morte pode ocorrer como resultado de choques nervosos ou esforço físico significativo. Os casos de mortalidade são frequentes em repouso. Tudo depende do estágio de desenvolvimento da doença.

A insuficiência cardíaca crônica é uma síndrome que se expressa em uma diminuição da função sistólica e diastólica do coração e na hiperativação crônica dos sistemas neuro-hormonais. Ocorre como resultado de várias doenças cardiovasculares.

Hoje no mundo existe um número significativo de pessoas com insuficiência cardíaca crônica. Daqueles que vão ao ambulatório, os pacientes com esse diagnóstico são apenas 1-2%, porém, nas faixas etárias mais velhas, a incidência da doença sobe para 10%. Quase todo segundo paciente (49%) com doença em fase de descompensação está sujeito a internação no cardioldepartamento médico do hospital. [1] Graças ao sucesso no desenvolvimento de cardiology, a detecção de insuficiência cardíaca na população aumentou tanto que parece uma verdadeira epidemia. Se for tratado em tempo hábil para ataques cardíacos e outras doenças, você pode aumentar significativamente a expectativa de vida dos pacientes.

A insuficiência cardíaca crônica ocorre principalmente devido à aterosclerose, doença cardíaca coronária e hipertensão. O diabetes mellitus geralmente leva à insuficiência cardíaca crônica em idosos. Na Rússia, doença pulmonar obstrutiva crônica (13%) e uma história aguda de acidente vascular cerebral (10,3%) também levam à doença. [6] Muitas outras doenças do sistema cardiovascular que levam à insuficiência cardíaca crônica (cardiopatia, cardiomiopatia, miocardite, arritmias cardíacas) no total representam apenas 5%, desde que sejam tratadas com sucesso. [2] Em caso de rejeição do tratamento cirúrgico proposto em tempo hábil, pode haver consequências irreversíveis para a vida e a saúde.

Na Rússia, a insuficiência cardíaca crônica é mais frequentemente registrada na parte feminina da população e, em todo o mundo, pode ser encontrada nos homens. Talvez isso se deva à maior atenção das mulheres aos seus problemas de saúde.

Formas de disfunção ventricular esquerda na insuficiência cardíaca crônica:

  1. Insuficiência cardíaca crônica com função sistólica prejudicada - quando a fração de ejeção do ventrículo esquerdo diminui em 75% dos casos.
  2. Insuficiência cardíaca crônica com função diastólica prejudicada - a fração de ejeção do ventrículo esquerdo não é reduzida, mas é determinada uma violação de seu enchimento, com o qual a pressão nas veias pulmonares aumenta em 25% dos pacientes.

305 s - Os sintomas mais comuns de insuficiência cardíaca aguda são

Se você encontrar sintomas semelhantes, consulte seu médico. Não se automedique - é perigoso para a sua saúde!

Os sintomas

Os sintomas de insuficiência cardíaca aguda estão associados a funções prejudicadas dos ventrículos esquerdo ou direito.

O desenvolvimento de insuficiência ventricular esquerda é observado com patologias que aumentam a carga no coração esquerdo. Isso é possível se uma pessoa sofre de hipertensão, defeito da aorta, sofreu infarto do miocárdio.

Se o ventrículo esquerdo não pode desempenhar suas funções, há um aumento da pressão nos vasos grandes e pequenos dos pulmões, sua permeabilidade aumenta, devido à qual a parte líquida do sangue flui através de suas paredes. O edema intersticial e gradualmente alveolar se desenvolve.

ostraya serdechnaya nedostatochnost1 - Os sintomas mais comuns de insuficiência cardíaca aguda são

O quadro clínico dessa condição é representado por asma cardíaca e edema pulmonar alveolar. Um ataque ocorre se uma pessoa está finalmente sob estresse físico ou emocional. Os pacientes geralmente sofrem de asfixia súbita à noite, o que os leva a acordar.

A asma cardíaca é caracterizada pelo aparecimento de uma sensação de falta de ar, palpitações, tosse com expectoração, fraqueza severa, suor frio. Um ataque força uma pessoa a se agachar e abaixar as pernas.

Com o desenvolvimento de estagnação na circulação pulmonar, o edema pulmonar progride. Durante uma asfixia aguda, o paciente começa a tossir e o escarro rosa espumoso é liberado, devido ao aparecimento de impurezas no sangue.

O paciente respira como um samovar fervente, está sentado com as pernas para baixo, o rosto fica azul, as veias do pescoço incham, a pele está coberta de suor frio.

Na presença de edema pulmonar, é necessário entregar urgentemente o paciente à unidade de terapia intensiva e prestar assistência médica, pois a probabilidade de um resultado fatal é muito alta.

ostraya serdechnaya nedostatochnost5 - Os sintomas mais comuns de insuficiência cardíaca aguda são

Insuficiência atrial esquerda é encontrada na estenose mitral. As manifestações clínicas são semelhantes à patologia do ventrículo esquerdo.

O desenvolvimento de insuficiência ventricular direita ocorre em conexão com um bloqueio trombo de grandes ramos da artéria pulmonar.

A estagnação se desenvolve em um grande círculo de circulação sanguínea, devido ao qual as extremidades inferiores incham, dói à direita sob as costelas, as veias do pescoço estão estourando e pulsando, ocorre falta de ar, a superfície da pele fica azul, dores urgentes aparecem na área do coração.

Há também um enfraquecimento do pulso periférico, uma diminuição acentuada da pressão arterial.

!  Asma cardíaca - tratamento, sintomas, atendimento de emergência, o que é, atendimento de emergência

Se a patologia do ventrículo direito se desenvolver no estágio de descompensação, os sinais aparecerão mais cedo do que na insuficiência ventricular esquerda aguda. Isso se deve ao fato de que este último possui um grande conjunto de capacidades compensatórias, pois é a parte mais poderosa do coração.

No início da doença, os sintomas de insuficiência cardíaca são notados exclusivamente durante o esforço físico. Observa-se o aparecimento de falta de ar (respiração frequente e profunda que não corresponde ao nível de carga), com um aumento da pressão nos vasos pulmonares, ocorre uma tosse, por vezes com sangue. Como resultado da atividade física, tendo uma grande quantidade de comida e em posição supina - um batimento cardíaco aumentado. O paciente queixa-se de fadiga excessiva e fraqueza. Com o tempo, há um aumento dos sintomas que agora são preocupantes não só com a atividade física, mas também com o repouso.

Na insuficiência cardíaca, via de regra, ocorre diminuição da quantidade de urina, os pacientes vão ao banheiro principalmente à noite. À noite, o edema das extremidades inferiores aparece, começa nos pés e então “sobe” para cima, o líquido se acumula na cavidade abdominal - ascite, no tórax - hidrotórax e no pericárdio - hidropericárdio. [3] A pele dos pés, mãos, lóbulos das orelhas e ponta do nariz torna-se cianótica. A insuficiência cardíaca é acompanhada por estagnação do sangue nos vasos do fígado, contribuindo para uma sensação de peso e dor sob a costela direita.

Com o tempo, com insuficiência cardíaca, ocorre uma violação da circulação sanguínea por todo o corpo, causando irritação geral, fadiga rápida como resultado do estresse mental. O peso corporal diminui, a atividade motora diminui, falta de ar e aumento de edema. A fraqueza aumenta, o paciente não se levanta mais na cama, senta ou deita em travesseiros com uma cabeceira alta. Às vezes, os pacientes estão em estado grave por quantos meses, após os quais a morte ocorre.

destaque

O coração é o principal elo da cadeia de circulação sanguínea. Violações em seu trabalho causarão desestabilização no funcionamento de todos os órgãos.

As principais causas de insuficiência cardíaca aguda:

  • doença cardíaca (infarto agudo do miocárdio, miocardite);
  • patologia do desenvolvimento e operação das câmaras do coração e suas válvulas;
  • hipertrofia miocárdica;
  • descompensação da deficiência crônica;
  • crise hipertensiva;
  • tamponamento do coração - estagnação de líquido entre as folhas do saco pericárdico;
  • embolia pulmonar - a formação de coágulos sanguíneos, que geralmente obstruem as veias da pelve e das extremidades inferiores;
  • doenças agudas dos pulmões e brônquios.

Essas causas de insuficiência cardíaca aguda são observadas devido a distúrbios no funcionamento do órgão principal. Não há suprimento sanguíneo suficiente para os vasos.

Existem várias outras razões para o desenvolvimento da doença que não estão relacionadas ao funcionamento do músculo cardíaco. Estes incluem: extensa intervenção cirúrgica no corpo humano (restauração de órgãos internos após lesões), infecções respiratórias, lesões cerebrais, choques nervosos, uso excessivo de antidepressivos, asma brônquica, acidente vascular cerebral, efeitos tóxicos no miocárdio.

Este último é extremamente perigoso para todo o organismo. Aparece como resultado do consumo excessivo de bebidas alcoólicas, além de fumar.

Patogênese da insuficiência cardíaca

Quando o volume sistólico da circulação sanguínea diminui, os mecanismos de compensação começam: a frequência e a força das contrações cardíacas aumentam como resultado da ativação de fatores cardíacos e extracardíacos (ativação dos sistemas neuro-humorais do corpo - simpatoadrenil, sistema renina-angiotensina-aldosterona, sistema calicrequininina, sistema de peptídeos natriuréticos) Devido a isso, é suportado nas fases iniciais do volume minuto da circulação sanguínea devido a um aumento do metabolismo miocárdico, remodelação do coração.

No futuro, ocorre a hiperativação dos sistemas neuro-humorais, como resultado do dano ao miocárdio, aumento pré e pós-carga, atraso no sódio e na água, cardiomiócitos normais são substituídos por colágeno, necrose cardiomiócita, arritmias e contratilidade miocárdica diminui. [7]

A remodelação do coração se desenvolve: alterações estruturais e geométricas no ventrículo esquerdo, como resultado das hipertrofias do miocárdio e dilatação (expansão) do coração. Como resultado, a geometria do coração muda e as funções sistólica e diastólica são interrompidas. Eles incluem alterações nos cardiomiócitos individuais, diminuição no número e alterações na geometria do ventrículo esquerdo: dilatação, configuração esférica, afinamento da parede, regurgitação mitral relativa.

303 s - Os sintomas mais comuns de insuficiência cardíaca aguda são

Devido aos fatores acima, contratilidade miocárdica, o tamanho do volume minuto diminui, a pressão diastólica final do ventrículo aumenta e a estase sanguínea aparece no canal venoso dos pequenos ou grandes círculos da circulação sanguínea.

Tratamento tradicional

Com o diagnóstico oportuno, o paciente pode salvar uma vida. O tratamento da insuficiência cardíaca aguda requer uma abordagem integrada. As principais ações têm como objetivo reduzir os sintomas da doença.

O paciente é prescrito vasodilatadores para reduzir a pressão nos vasos venosos. Este tipo de medicamento ajudará a reduzir a quantidade de sangue que entra no coração. Este efeito suprime o estresse sistólico no miocárdio.

Com a ajuda de medicamentos especiais, expectoração espumosa e falta de ar progressiva são eliminadas. Edema pulmonar e choque cardiogênico são neutralizados.

Se a estase sanguínea for formada em um pequeno círculo de circulação, será necessária a sangria. Isso ajudará a suprimir o risco de edema pulmonar e respiratório. Como resultado do tratamento adequado, o fluxo sanguíneo nos vasos venosos diminui.

Em casos graves da doença, as sanguessugas são usadas adicionalmente. Eles são instalados na região sacral. Ao localizar um ataque no estômago direito, sanguessugas são colocadas no fígado. Se for observada asma cardíaca, a sangria é realizada por um método radical.

Muitas vezes, eles tentam tratar um paciente com a ajuda de medicina alternativa ou remédios populares. A automedicação pode levar a consequências negativas, bem como à morte.

Características da doença

A insuficiência cardíaca aguda é uma doença que ocorre não apenas em um adulto, mas também em uma criança. É possível diagnosticar essa doença a tempo, passando em certos testes e passando por ultra-som.

A insuficiência cardíaca aguda em crianças pode ser ventricular esquerda, ventricular direita e total. A doença ocorre como complicação após infecções, na presença de doenças alérgicas, como resultado de envenenamento exógeno. Frequentemente observado em crianças que nascem com defeitos cardíacos. Uma característica da doença é seu curso rápido.

Existem três estágios do desenvolvimento da doença:

  • No primeiro momento, falta de ar, taquicardia, ruídos cardíacos abafados, estertores úmidos e secos são observados, o volume minuto de sangue diminui.
  • O segundo é caracterizado pela presença de sinais de edema pulmonar, aumento do fígado, sibilos durante a respiração, inchaço da face.
  • No terceiro estágio, são diagnosticados edema pulmonar, flutuações na pressão arterial e oligoanúria.

A doença pode ser desencadeada por uma violação do ritmo cardíaco como resultado de atividade excessiva. A integridade do miocárdio também desempenha um papel importante. Com seus ferimentos, o sangue flui prematuramente para todos os órgãos.

Complicações e prognóstico

Se o paciente não receber atendimento médico a tempo, ocorrerá a morte.

  1. morte súbita (três vezes mais que em pessoas sem insuficiência cardíaca); [3]
  2. tromboembolismo da artéria pulmonar, vasos cerebrais, etc.
  3. ataque cardíaco;
  4. distúrbios do ritmo;
  5. insuficiência cardíaca aguda, edema pulmonar.
!  Como tratar o acidente vascular cerebral

Diagnóstico de insuficiência cardíaca

  • eletrocardiograma;
  • ecocardiograma (ecocardiografia, ultra-som do coração);
  • Raio-x do tórax;
  • Monitoramento Holter;
  • testes clínicos gerais: análise geral de sangue, urina, bioquímica (creatinina, bilirrubina, proteína, colesterol, etc.);
  • um exame de sangue para peptídeo natriurítico cerebral (um hormônio cujo nível aumenta mesmo com insuficiência cardíaca menor). [3]

Razões principais

O desenvolvimento da forma aguda ocorre sob a influência de:

  1. Doenças que reduzem a contratilidade do músculo cardíaco, danificando-o ou atordoando-o. Isso ocorre com o infarto do miocárdio, quando uma violação do fluxo sanguíneo para a área do coração causa morte celular, com inflamação do músculo cardíaco, bem como após intervenções cirúrgicas no coração ou como resultado do uso de um medicamento. circulação extracorpórea.
  2. Descompensação da insuficiência crônica, como resultado do qual o coração não pode fornecer órgãos com sangue suficiente.
  3. Violações da integridade de válvulas e câmaras.
  4. Acúmulo de líquido entre as folhas do saco pericárdico, impossibilitando a contração cardíaca normal devido à compressão das cavidades cardíacas.
  5. Espessamento das paredes do músculo cardíaco.
  6. Crise hipertensiva. Nesse caso, os indicadores de pressão sanguínea excedem significativamente a norma.
  7. Patologias da circulação pulmonar. A insuficiência aguda pode ser causada pelo bloqueio da artéria pulmonar por coágulos sanguíneos, que geralmente se formam nos membros inferiores ou pélvis, patologias agudas dos pulmões, como bronquite ou pneumonia, aceleração ou desaceleração do ritmo cardíaco.

Existem também causas extracardíacas da doença. A insuficiência cardiovascular aguda pode ser causada por:

  • processos infecciosos;
  • um distúrbio circulatório em desenvolvimento no cérebro, no qual os tecidos são danificados e as funções dos órgãos são prejudicadas;
  • intervenções cirúrgicas extensas;
  • lesões cerebrais graves;
  • efeitos tóxicos no músculo cardíaco com drogas ou álcool;
  • pulsoterapia elétrica, lesões resultantes da exposição a uma corrente elétrica.

Previsão Prevenção

Para evitar insuficiência cardíaca aguda, você deve:

  • visite um médico pelo menos duas vezes por ano, especialmente se houver doenças crônicas do sistema cardiovascular;
  • parar de fumar e abuso de álcool;
  • evitar estresse psicoemocional;
  • manter o peso corporal ideal;
  • prover atividade física regular;
  • monitorar indicadores de pressão arterial;
  • comer de forma racional e equilibrada, consumir alimentos que contenham mais fibras, recusar frituras, quentes e picantes;
  • monitorar o colesterol.

O cumprimento dessas recomendações reduzirá a probabilidade de desenvolver insuficiência cardíaca aguda.

50% dos pacientes com insuficiência cardíaca vivem mais de cinco anos. O prognóstico a longo prazo depende da gravidade da doença, estilo de vida, eficácia do tratamento selecionado, antecedentes concomitantes, etc.

O tratamento bem-sucedido nos estágios iniciais pode compensar totalmente a condição dos pacientes; no terceiro estágio da insuficiência cardíaca, o prognóstico é o mais triste.

Para a prevenção da insuficiência cardíaca, é necessário minimizar a influência de fatores que contribuem para a sua ocorrência (DIC, hipertensão, cardiopatias, etc.). [onze]

Para evitar que a insuficiência cardíaca progrida, você deve seguir o regime recomendado de atividade física, tomar os medicamentos prescritos regularmente e sem omissões, e ser constantemente observado por um cardiologist.

Diagnosticar

Sinais de insuficiência cardíaca aguda são uma indicação para hospitalização urgente. Durante o diagnóstico:

  1. Uma anamnese da doença e avaliação das queixas dos pacientes são analisadas.
  2. Eles analisam uma história de vida. Isso revelará as possíveis causas do desenvolvimento de uma condição patológica.
  3. Determine a presença de problemas semelhantes nos parentes mais próximos.
  4. Faça um exame médico. A determinação de sibilos nos pulmões, sopros cardíacos, medição da pressão arterial, determinação da estabilidade hemodinâmica (características do movimento do sangue através dos vasos). Mantenha um nível adequado de pressão arterial e freqüência cardíaca.
  5. Realize eletrocardiografia. Durante o estudo, é revelado um aumento no tamanho do ventrículo esquerdo, sinais de sobrecarga e outras características específicas de uma violação do fluxo sanguíneo no músculo cardíaco.
  6. Atribua um exame de sangue geral. O procedimento revela a presença de um processo inflamatório para aumentar o nível de glóbulos brancos, aumentar a taxa de sedimentação de eritrócitos.
  7. Um exame de sangue geral é realizado. Se proteínas, glóbulos brancos e glóbulos vermelhos aparecerem na urina, isso indica doenças que são uma complicação da insuficiência cardíaca.
  8. Um exame de sangue bioquímico é realizado para determinar colesterol, triglicerídeos e glicose.
  9. Realize ecocardiografia. Trata-se de uma ecografia do coração, utilizada para avaliar e monitorar as funções locais e gerais dos ventrículos, válvulas, identificar processos patológicos no pericárdio, complicações mecânicas após infarto do miocárdio, neoplasias no coração e outras características.
  10. Determine o nível de biomarcadores que são sinais específicos de dano do miocárdio.
  11. Atribua um raio-x do tórax. Durante o procedimento, são avaliados o tamanho e a clareza da sombra do coração, bem como a gravidade dos processos congestivos nos pulmões. A radiografia permite confirmar o diagnóstico e avaliar a eficácia da terapia.
  12. A composição gasosa do sangue é determinada.
  13. Atribuir angiografia coronária. Esta é uma técnica radiopaca para examinar os vasos coronários que fornecem sangue ao coração. O procedimento ajuda a identificar em qual local e quanto a artéria é estreitada.
  14. Realize tomografia computadorizada multiespiral usando um agente de contraste. Durante o estudo, é introduzido um agente de contraste, que permite ver a imagem do coração e criar seu modelo tridimensional. O método é necessário para identificar possíveis defeitos nas paredes do coração, válvulas, verificar seu trabalho e identificar o estreitamento dos vasos cardíacos.
  15. O cateterismo da artéria pulmonar é realizado para determinar a forma aguda de insuficiência cardíaca.
  16. Atribua imagens de ressonância magnética para obter uma imagem precisa do órgão.
  17. O peptídeo natriurético é determinado. Um aumento no seu nível ocorre dependendo do grau de insuficiência cardíaca.

Terapias

A insuficiência cardíaca aguda é uma condição que ameaça a vida de uma pessoa.

A terapia da doença após os primeiros socorros depende do principal motivo:

  1. Se a violação for causada por arritmia, para estabilizar a condição do paciente e estabelecer a circulação sanguínea, restaure a frequência normal de contrações.
  2. Na presença de infarto do miocárdio, a trombólise sistêmica é usada para restaurar o fluxo sanguíneo normal, ou seja, os trombos são dissolvidos com a ajuda de drogas trombolíticas. Os medicamentos são administrados por via intravenosa.
  3. Se ocorrer falha aguda devido a lesões, ruptura do miocárdio, danos à válvula, é necessário internar urgentemente o paciente e prestar assistência cirúrgica.

A insuficiência ventricular direita congestiva aguda é tratada com o método de correção das condições que a causaram, ou seja, eliminam o tromboembolismo, status asmático.

A insuficiência cardíaca direta é eliminada:

  1. ostraya serdechnaya nedostatochnost6 - Os sintomas mais comuns de insuficiência cardíaca aguda sãoOxigenoterapia.
  2. Sedação. Os medicamentos causam sono, do qual o paciente pode ser acordado a qualquer momento.
  3. Analgésicos.
  4. Glicosídeos cardíacos, que têm um efeito estimulante no coração.
  5. Cardiotônico para aumentar a contratilidade do músculo cardíaco.
  6. Diuréticos para remover o excesso de líquido do corpo.
  7. Drogas vasodilatadoras.
  8. Agentes antiplaquetários para reduzir a adesão plaquetária.

Detonic - um medicamento único que ajuda a combater a hipertensão em todas as fases do seu desenvolvimento.

Detonic para normalização da pressão

O efeito complexo dos componentes vegetais da droga Detonic nas paredes dos vasos sanguíneos e no sistema nervoso autônomo contribuem para uma rápida diminuição da pressão arterial. Além disso, este medicamento evita o desenvolvimento da aterosclerose, graças aos componentes únicos envolvidos na síntese da lecitina, um aminoácido que regula o metabolismo do colesterol e impede a formação de placas ateroscleróticas.

Detonic síndrome não viciante e de abstinência, uma vez que todos os componentes do produto são naturais.

Informações detalhadas sobre Detonic está localizado na página do fabricante www.detonicnd.com.

Tatyana Jakowenko

Editor-chefe da Detonic revista online, cardiologista Yakovenko-Plahotnaya Tatyana. Autor de mais de 950 artigos científicos, inclusive em revistas médicas estrangeiras. Ele tem trabalhado como um cardiologista em um hospital clínico há mais de 12 anos. Possui modernos métodos de diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares e os implementa em suas atividades profissionais. Por exemplo, usa métodos de reanimação do coração, decodificação de ECG, testes funcionais, ergometria cíclica e conhece muito bem a ecocardiografia.

Por 10 anos, ela tem participado ativamente de vários simpósios médicos e workshops para médicos - famílias, terapeutas e cardiologistas. Ele tem muitas publicações sobre estilo de vida saudável, diagnóstico e tratamento de doenças cardíacas e vasculares.

Ele monitora regularmente novas publicações de europeus e americanos cardiolrevistas científicas, escreve artigos científicos, prepara relatórios em conferências científicas e participa em conferências europeias cardiology congresses.

Detonic