Tratamento após medicamentos para infarto do miocárdio ⋆ Tratamento do Coração

Várias medidas visam prevenir complicações e reduzir a probabilidade de um resultado adverso da doença.

Tais eventos são realizados em pacientes com infarto agudo que não têm contra-indicações. Considere os métodos mais populares e amplamente utilizados para tratar ataques cardíacos.

  1. Restauração do fluxo sanguíneo. A circunstância mais importante no tratamento de ataque cardíaco agudo é a restauração e o suporte completos do fluxo sanguíneo através da artéria coronária. Para realizar essa tarefa, novos e mais eficazes trombóticos estão sendo desenvolvidos e os regimes de administração de medicamentos clássicos estão sendo aprimorados. O alívio efetivo de um ataque depende do tempo decorrido desde o início dos sintomas até o início da intervenção.
  2. Terapia trombólica. Os especialistas da ECO descobriram que, no estágio atual de desenvolvimento da medicina, o efeito benéfico da terapia trombótica prevalece em pacientes com infarto agudo do miocárdio sobre os efeitos colaterais. Nas primeiras 5-6 horas após o início do ataque, essa intervenção evita 30 mortes por 1000 pacientes, mesmo em casos sem esperança. A eficácia dessa terapia, como o método anterior, depende da hora do início do tratamento e é máxima nos estágios iniciais da doença, e um dia após o ataque é completamente inconveniente. Existem algumas contra-indicações ao uso da terapia trombólica: lesões na cabeça, acidente vascular cerebral, aneurisma da aorta, várias origens de sangramento e outras.
  3. Métodos intravasculares. Os métodos intravasculares são baseados na restauração mecânica dos lúmens vasculares usando um balão especial (na linguagem médica - angioplastia coronária percutânea translúcida). Existem vários tipos de intervenção, dependendo da situação.
  4. Intervenção cirúrgica. Usado para formas extensas de ataques cardíacos: cirurgia de revascularização do miocárdio, stent intracoronário, angioplastia transluminal da bola, etc.

O tratamento desta doença em casa é realizado de acordo com as recomendações do médico assistente, no entanto, existem muitas receitas populares que ajudam com um ataque cardíaco e são seguras para o corpo como um todo.

Considere as receitas de alguns dos remédios populares:

  • moer com um moedor de carne 200 gramas de alho e 1 kg de cranberries, adicione 150 gramas de mel, misture e insista 4 dias. Tome 1 décimo de colher 2 vezes ao dia antes das refeições.
  • Suco de cebola espremido na hora é misturado com mel na proporção de 1: 1. Tome 3 vezes 1 colher de sopa por dia.
  • Misture 1 kg de mel com 0,5 kg de chokeberry. Tome a mistura por dia para 1 colher de sopa. colher.
!  Distrofia miocárdica de origem mista Quais são esses sintomas e tratamento

Medicamentos de vários grupos farmacológicos são usados ​​para tratar a doença nos estágios iniciais de seu desenvolvimento. Vale ressaltar que a nitroglicerina não está incluída no atendimento hospitalar por um ataque cardíaco; é mais relevante usá-la para evitar ataques ou para limitar os danos desde o início.

Detonic - um medicamento único que ajuda a combater a hipertensão em todas as fases do seu desenvolvimento.

Detonic para normalização da pressão

O efeito complexo dos componentes vegetais da droga Detonic nas paredes dos vasos sanguíneos e no sistema nervoso autônomo contribuem para uma rápida diminuição da pressão arterial. Além disso, este medicamento evita o desenvolvimento da aterosclerose, graças aos componentes únicos envolvidos na síntese da lecitina, um aminoácido que regula o metabolismo do colesterol e impede a formação de placas ateroscleróticas.

Detonic síndrome não viciante e de abstinência, uma vez que todos os componentes do produto são naturais.

Informações detalhadas sobre Detonic está localizado na página do fabricante www.detonicnd.com.

Analgésicos

O primeiríssimo grupo, que foi lançado por médicos com ambulância na chegada ao atendimento - analgésicos. Também é usado por médicos depois que o paciente é oficialmente admitido no hospital.

MorfinaUm analgésico administrado por via intravenosa e muito lenta. Eles começam com uma dose de 4-8 mg e, se não houver efeito, de acordo com o testemunho do médico, o medicamento é repetido, mas na dose de 2 mg.
FentanilOutra opção popular, a administração intravenosa lenta também é usada.
DroperidolEm geral, o medicamento utilizado para a neuroleptanalgesia em operações no cérebro, mas também pode ser administrado em caso de infarto do miocárdio, a dose é selecionada para cada paciente individualmente.

O droperidol é recomendado para pacientes que sofrem de excitabilidade aumentada ou estão propensos a entrar em pânico, pois com ele você pode se livrar da ansiedade e se acalmar.

Os analgésicos opióides produzem um efeito rápido, geralmente começando a agir alguns minutos após a primeira dose. Se a dor não parar ou retornar, as injeções são repetidas.

Antiplaquetário

Os efeitos dessas drogas são direcionados às células sanguíneas. Os agentes antiplaquetários não permitem que as plaquetas se aglutinem, o que previne efetivamente a formação de massas trombóticas, que podem agravar o dano isquêmico do miocárdio e, consequentemente, afetar adversamente a condição do paciente.

!  Infarto do miocárdio da parede posterior do prognóstico do ventrículo esquerdo

O agente antiplaquetário mais comum é a aspirina. Grandes doses (150-330 mg) são prescritas para a primeira dose, a fim de acelerar o início do efeito. Em seguida, a dose é reduzida (10-150 mg), o medicamento é tomado uma vez por dia.

A aspirina não é prescrita para pacientes que sofrem de úlceras estomacais, bem como para aqueles que têm aspirina. Meios alternativos são selecionados para eles individualmente.

Trombolíticos

Devido à nomeação de medicamentos desse grupo, geralmente é possível limitar a área de dano isquêmico e interromper a morte de cardiomiócitos.

Ao decidir sobre a relevância dos trombolíticos, o médico analisa se há um aumento de ST no cardiograma. Se o segmento estiver elevado, eles imediatamente darão trombolíticos.

Os seguintes medicamentos são usados:

  • alteplase;
  • estreptoquinase;
  • reteplase
  • tenecteplase;
  • prouroquinase.

Se você usar esse grupo de drogas no início do ataque, o efeito será melhor.

Não use trombolíticos nos seguintes casos:

  • há uma história de acidente vascular cerebral hemorrágico;
  • nos últimos seis meses, um acidente vascular cerebral isquêmico foi sofrido;
  • depois da cirurgia;
  • na presença de neoplasias malignas;
  • algumas doenças do sangue;
  • úlcera péptica do estômago ou duodeno.

Tranquilizadores

Os tranqüilizadores, se utilizados, estão principalmente na fase aguda.

Anticoagulantes

Usado como terapia adjuvante para trombolíticos. Nem sempre atribuído. A decisão é tomada pelo médico após avaliar os resultados dos testes.

Se for preferível a trombolítica Uroquinase, os anticoagulantes não serão mais utilizados.

Os medicamentos deste grupo incluem:

  • heparina não fracionada;
  • dalteparina;
  • enoxiparina sódica.

Além disso, esse grupo é obrigatório após o stent.

Adenoblocos beta

Graças à ação dos betabloqueadores, os médicos conseguem que o coração não esteja carregado com muito trabalho.

Tatyana Jakowenko

Editor-chefe da Detonic revista online, cardiologista Yakovenko-Plahotnaya Tatyana. Autor de mais de 950 artigos científicos, inclusive em revistas médicas estrangeiras. Ele tem trabalhado como um cardiologista em um hospital clínico há mais de 12 anos. Possui modernos métodos de diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares e os implementa em suas atividades profissionais. Por exemplo, usa métodos de reanimação do coração, decodificação de ECG, testes funcionais, ergometria cíclica e conhece muito bem a ecocardiografia.

Por 10 anos, ela tem participado ativamente de vários simpósios médicos e workshops para médicos - famílias, terapeutas e cardiologistas. Ele tem muitas publicações sobre estilo de vida saudável, diagnóstico e tratamento de doenças cardíacas e vasculares.

Ele monitora regularmente novas publicações de europeus e americanos cardiolrevistas científicas, escreve artigos científicos, prepara relatórios em conferências científicas e participa em conferências europeias cardiology congresses.

Detonic