Baixa contagem de plaquetas

As plaquetas no corpo humano recebem um papel muito importante, elas agem de alguma forma como protetores de todo o espaço vascular. Estando em um vaso intacto e saudável, eles se movem livremente, circulando pelo sangue.

Em caso de violação da integridade do vaso, as células batem juntas, formando uma célula, e fecham o local onde ocorreu o defeito. Quando uma plaqueta é aplicada a outra, elas formam uma parede, devido à qual o sangramento interno para. Eles têm propriedades especiais que permitem coagular o sangue imediatamente.

A norma, indicadores geralmente aceitos, considera o conteúdo de plaquetas no sangue não superior a 160 - 400g / l. O valor da redução de plaquetas no sangue sugere que o número deles na análise seja reduzido, com base no volume médio de 150 g / l. Os especialistas nesses casos diagnosticam trombocitopenia, o que significa que o sangue perde sua capacidade de coagulação normal do sangue, considerada a norma em uma doença desse tipo. Vale a pena saber que quanto maior a diminuição, mais forte a doença se manifesta.

Contagem de plaquetas em um exame de sangue

As placas de sangue desempenham um papel importante no corpo humano. Eles apóiam o sangue no estado líquido e protegem os vasos sanguíneos de danos. Ao ferir a corrente sanguínea, as plaquetas formam tampões que não permitem que o sangue flua através da ferida. Isso se aplica não apenas às formas externas de dano vascular, mas também ao sangramento interno, que para devido a plaquetas. E todo o sangue que sai do canal está coagulado.

Se as plaquetas estiverem abaixo do normal nas mulheres, sua função será prejudicada. Eles não são capazes de proteger a corrente sanguínea contra danos, e o sangue não pode coagular e flui silenciosamente através da ferida.

Com um conteúdo aumentado de placas sanguíneas, o sangue pode coagular diretamente nos vasos, formando coágulos sanguíneos de vários tamanhos.

A norma plaquetária em mulheres após 50 anos é de 180 a 320 mil / μl. Com um desvio da norma, pode-se assumir a ocorrência de uma condição patológica. O nível pode mudar para cima e para baixo.

Com um aumento na contagem de plaquetas, o médico pode suspeitar de oncologia dos rins, fígado, leucemia, tuberculose, artrite, enterite, anemia, doenças infecciosas agudas, trombocitose. O número de células pode aumentar com danos na medula óssea.

O aumento no número de placas ocorre com o consumo excessivo de álcool, excesso de peso, após as operações, alguns ferimentos.

Independentemente do motivo que levou ao crescimento de elementos sanguíneos, é necessário consultar um médico. Para a confiabilidade do diagnóstico, ele pode prescrever métodos de exame adicionais, como:

  • análise geral de urina;
  • Ultra-som dos órgãos internos;
  • testes de plaquetas em um determinado intervalo; geralmente, pelo menos três dias decorrem entre a coleta de sangue.

Após o exame, o médico seleciona o tratamento.

A essência do problema

As plaquetas são estruturas não nucleares de forma oval ou redonda irregular. Eles são formados pela divisão de seções do citoplasma de megacariócitos (enormes células da medula óssea poliploides). Externamente, as células sanguíneas se assemelham a discos planos com um diâmetro de 2-4 mícrons. As plaquetas circulam no plasma sanguíneo por não mais de 12 dias, depois são destruídas no baço, fígado e substituídas por novas.

As plaquetas desempenham uma função hemostática. Com trauma mecânico, eles liberam até uma dúzia de processos filamentosos que excedem o tamanho da própria célula em 5 a 10 vezes. As placas de sangue vão massivamente para o local da ruptura do vaso e, com a ajuda do pseudópode, são presas à parede, firmemente agarradas uma à outra. Então, os a-grânulos com fator de crescimento (PDGF) são liberados, são essas proteínas que desencadeiam o processo de regeneração dos tecidos danificados.

Preparação e análise

A norma é considerada um indicador

50-60 anos ou mais

Todos os desvios da norma (150-380 mil / µl) são considerados patologias. No entanto, em alguns casos, é permitida uma redução no número de placas.

Se você fizer uma análise diariamente no nível de plaquetas, os indicadores serão diferentes. É importante que o nível não ultrapasse a norma.

A coagulação e um hemograma geral permitem determinar o volume médio de plaquetas. A norma deve estar na faixa de 150 a 380 mil / µl.

Para uma análise geral, o sangue é doado de um dedo e para coagulação - de uma veia. Ambas as opções para a coleta de material requerem alguma preparação. Consiste em se recusar a ingerir alimentos gordurosos, álcool, três dias antes da data do próximo teste. O sangue é administrado pela manhã com o estômago vazio.

O método de coagulação difere da análise geral pelo foco da pesquisa. Com esse tipo de diagnóstico, o assistente de laboratório determina apenas o nível de plaquetas no sangue e, com uma análise geral, todos os seus componentes são examinados.

Ao diagnosticar, deve-se ter em mente que a norma nas mulheres muda com diferentes condições fisiológicas. Durante a menstruação e durante a gravidez, a contagem de plaquetas pode mudar em menor ou maior grau.

As plaquetas durante a gravidez desempenham um papel importante. A norma neste período pode ser subestimada para 140 mil / µl. Se eles são menores que esse indicador, isso indica uma possível patologia, sangramento.

Observa-se uma queda acentuada nas plaquetas durante a menstruação, e quanto mais abundante a descarga, menor a contagem de plaquetas.

Valores de referência

A contagem de plaquetas é calculada em milhares por 1 microlitro de fluido corporal. Sua concentração depende da idade, sexo do paciente, estação do ano e até hora do dia. Nas horas de primavera e noite, o conteúdo de plaquetas no plasma sanguíneo se aproxima do limite inferior do normal.

Um baixo nível de plaquetas no sangue de uma mulher, homem ou criança indica trombocitopenia, enquanto uma síntese aumentada do elemento moldado indica o desenvolvimento de trombocitose. O sistema hematopoiético de recém-nascidos e crianças de até um ano não é estável: os corpos vermelhos estão se desenvolvendo ativamente e morrem rapidamente.

sintomatologia

A princípio, a trombocitopenia é propensa a um curso assintomático e prolongado. Um hematologista qualificado pode suspeitar de uma violação de acordo com sinais gerais de anemização do corpo: palidez da pele, falta de ar, palpitações, fraqueza, tontura e até perda de consciência.

A baixa contagem de plaquetas no sangue se manifesta:

  • Hemorragias regulares e abundantes.
  • Erupção petequial.
  • Doença periodontal.
  • O aparecimento de hematomas no corpo sem motivo aparente.
  • Micção ou defecação com sangue.
  • Menstruação prolongada em mulheres.

Por via de regra, as hemorragias pontuais estão localizadas no peito, abdômen, membros superiores e inferiores. Às vezes, um aumento dos linfonodos cervicais é acompanhado por uma condição subfebril. Com a trombocitopenia, observa-se uma mudança na fórmula de leucócitos para a esquerda, a composição quantitativa dos glóbulos vermelhos diminui, enquanto a concentração de reticulócitos aumenta constantemente.

Fatores causais

A trombocitopenia pode se desenvolver como uma patologia independente ou indicar a presença de outras doenças (adquiridas e hereditárias). Normalmente, a hipoagregação plaquetária está associada à síntese prejudicada ou a um alto grau de destruição das células sanguíneas. Problemas com coagulação sanguínea ocorrem no contexto de deficiência imunológica, deficiência de vitamina B12 e ácido fólico.

O nível de plaquetas cai abaixo do nível permitido devido às seguintes condições patológicas:

  • Desequilíbrio hormonal.
  • Hepatite crônica, leucemia aguda.
  • Atividade aumentada do baço.
  • Doenças sistêmicas (artrite reumatóide, dermatomiosite, lúpus eritematoso).
  • IRA, doenças infecciosas na infância (sarampo, varicela, rubéola).
  • Exposição à radiação ou envenenamento tóxico grave do corpo.

A trombocitopenia congênita é herdada por um sinal recessivo, a doença é causada pela estrutura inadequada das células, sua fraca viabilidade. Ocasionalmente, um baixo nível de plaquetas no sangue de uma criança está associado à síndrome de Bernard-Soulier, anomalia de May-Hegglin ou à administração de uma vacina CPC (sarampo, rubéola e caxumba).

Nível mais baixo

Freqüentemente, a razão para o desvio de plaquetas da norma em uma direção menor é a medicação não controlada.

A norma plaquetária em mulheres (60 anos) não é inferior a 170 mil / μl. Em uma taxa mais baixa, o médico pode permitir alterações no nível devido à medicação.

Além disso, pode ocorrer uma diminuição com hipotireoidismo, leucemia, anemia, cirrose, hipertireoidismo, sangramentos nasais freqüentes resultantes da hipertensão.

Após identificar a causa da patologia, o tratamento é selecionado. Em casos raros, uma transfusão de sangue pode ser prescrita.

Plaquetas durante a mudança de gravidez, a norma é um indicador de 150-320 mil / μl. Ao reduzir o número de placas abaixo de 140 mil / μl, é necessário identificar a causa. Pode ser:

  • Reações alérgicas;
  • infecções (bacterianas, virais);
  • gestosis
  • coagulação sanguínea comprometida;
  • medicação.

A má nutrição pode ser a causa da redução de plaquetas. Para determinar a causa, as mulheres grávidas devem ser submetidas a exames gerais de sangue e urina, bem como sangue para coagulação. De acordo com o depoimento, pode ser prescrito um exame de ultrassom.

Com uma diminuição na contagem de plaquetas durante a gravidez, pode haver um risco de sangramento grave durante o parto.

Às vezes, o número de placas pode aumentar. Se a análise revelar um nível superior a 380 mil / μl, testes adicionais são necessariamente prescritos e a mulher é hospitalizada em caso de emergência. O motivo do aumento de plaquetas pode ser:

  • vômitos freqüentes;
  • diarréia frequente;
  • baixa quantidade de líquido para beber;
  • infecção.

Para identificar a causa, o médico pode prescrever métodos de coagulação, ultrassom, semeadura e outros métodos de exame que ajudarão a determinar o que exatamente causou o aumento de plaquetas.

Em casos raros, pode ocorrer adesão plaquetária durante a gravidez. Essa condição é chamada de agregação. Com um aumento no indicador normal de plaquetas coladas, coágulos sanguíneos podem se formar nos órgãos, na placenta. Com uma diminuição na agregação, a micro-hemorragia pode ocorrer em diferentes zonas.

Devido à desnutrição, as plaquetas podem diminuir, a norma em mulheres por idade (a tabela é apresentada no artigo) deve ser monitorada desde a puberdade. A partir deste ponto, alimentos ricos em iodo e ferro devem ser incluídos na dieta. Eles ajudarão a evitar a ocorrência de doenças da glândula tireóide, a anemia, que levam a uma violação do nível de plaquetas.

Trombocitopenia falsa

Resultados falso-positivos podem refletir as características individuais do paciente ou indicar preparação inadequada para o KLA. A temperatura ambiente também afeta a agregação de corpos livres de energia nuclear. Quanto mais tempo se passa após a coleta de sangue, maior o risco de colisão com pseudotrombocitopenia. Um baixo nível de plaquetas no sangue durante a gravidez é devido a alterações hormonais naturais no corpo da gestante e geralmente é observado mais próximo da data prevista do parto.

A trombocitopenia é provocada por alguns agentes antibacterianos, diuréticos, AINEs e analgésicos narcóticos. A lista de anticoagulantes populares é liderada por aspirina, piracetam, voltaren e ibuprofeno. Depois de cancelar ou substituir um medicamento antiplaquetário por uma forma de dosagem mais segura, a trombocitopenia desaparece por si própria.

Métodos oficiais de medicina

Se for detectado um nível baixo ou alto de plaquetas no sangue, é necessário consultar um médico e realizar o exame médico recomendado para determinar por que as plaquetas aumentam ou diminuem. A norma em mulheres por idade (a tabela é apresentada acima) pode variar e ser um pouco menor ou maior.

A imagem do exame de sangue mudará. E não se assuste imediatamente se um ou mais elementos estiverem fora da norma, talvez esse indicador seja a norma para uma mulher, sua personalidade.

As táticas terapêuticas para trombocitopenia dependem da etiologia da doença e da gravidade das manifestações clínicas. Se a causa de um baixo nível de plaquetas no sangue for uma doença infecciosa, antibióticos são prescritos. Os sangramentos nasais graves podem ser interrompidos por um médico otorrinolaringologista, um ginecologista uterino e, se necessário, consultar um cirurgião abdominal para esplenectomia.

Medicamentos hemostáticos como “Dicinon” ou “Aminocaproic acid” aumentam a força da parede capilar, estimulam a formação de tromboplastina na lesão. A propósito, o conhecido agente hemostático "Vikasol" para trombocitopenia é ineficaz e pode até piorar a condição do paciente. "Ascorutin", "Curantil" diminuem o fluxo sanguíneo em vasos frágeis, evitando assim a hemorragia.

Trombocitose

Uma das patologias frequentes decorrentes de alterações na contagem de plaquetas é a trombocitose. Pode-se suspeitar se houver:

  • sangramento: nasal, uterino, intestinal;
  • dor na ponta dos dedos;
  • comichão na pele;
  • o aparecimento de hematomas subcutâneos;
  • tom de pele cianótico;
  • deficiência visual;
  • sonolência, fraqueza, letargia;
  • inchaço do rosto.

Quando dois ou mais sintomas clínicos aparecem, pode-se suspeitar de trombocitose. No entanto, o diagnóstico final é estabelecido somente após um exame médico detalhado.

Desempenho crítico

Do ponto de vista dos diagnósticos de laboratório, o nível de plaquetas, que não excede 30 mil unidades / μl, é um valor crítico. Neste caso, a transfusão de concentrado de plaquetas é indicada. Se um estudo genético confirmar a presença de uma patologia hereditária, o paciente pode precisar de um transplante de medula óssea doador.

Às vezes, em combinação com o tratamento hormonal para baixa contagem de plaquetas no sangue, é realizada a plasmaférese. A essência do método é limpar o corpo de anticorpos para suas próprias células plaquetárias. 2-4 sessões são suficientes para tirar o paciente de perigo. Se a trombocitopenia for acompanhada de sangramento intenso, você não poderá prescindir de uma transfusão de sangue.

O que determina a contagem de plaquetas em mulheres

O nível de plaquetas no sangue de cada mulher depende dos seguintes fatores:

  1. O período do ciclo menstrual.
  2. A idade de uma mulher.
  3. Tomando medicação.
  4. A presença de doenças infecciosas.
  5. A presença de patologias oncológicas.
  6. Gravidez.
  7. Lesões, cirurgia.
  8. Alergia
  9. Doenças do sistema endócrino.
  10. Mutações.
  11. Distúrbios digestivos.
  12. Comida.

Levantando remédios populares

Maneiras de aumentar as plaquetas com remédios populares:

Urtiga tem uma enorme quantidade de elementos úteis. Para aumentar a contagem de plaquetas com a sua ajuda, é necessário realizar o tratamento com suco e decocção. É proibido o uso de tinturas de álcool. Para preparar o produto, você precisa de uma colher de chá de suco de urtiga, 50 ml de água, os componentes são misturados e consumidos antes de cada refeição.

Óleo de gergelim - o tratamento com este componente deve ser aplicado por um período suficientemente longo. Use este óleo deve ser uma colher de sopa 30 minutos antes de comer.

Misturas de ervas - incluem rosa selvagem, urtiga e camomila. Para o caldo, é necessária grama seca. Todos os ingredientes são misturados e moídos em pó, após o que é derramado com água fervente e deixado em infusão. Então você precisa coar, adicionar suco de limão e consumir 250 ml, 2 a 3 vezes ao dia.

Qualquer tipo de tratamento deve ser realizado somente após exames e com a permissão do médico assistente; em muitos casos, seu uso não é recomendado, por exemplo, durante a gravidez ou a amamentação. É muito importante realizar um exame de sangue, tanto no nível de plaquetas no sangue, quanto em quaisquer outros componentes.

O extrato de pimenta em água e a infusão de folhas de urtiga fortalecem os vasos sanguíneos, normalizam a permeabilidade da parede capilar. Os frutos de morangos silvestres, aronia e roseira, têm propriedades hemostáticas. Com uma baixa contagem de plaquetas no sangue, os curandeiros tradicionais recomendam tomar uma decocção de yarrow, verbena medicinal, chicória, raiz ou banana.

Algumas receitas eficazes para a medicina tradicional:

  • Coleta hemostática. O produto inclui 20 g de flores de camomila, 40 g de hortelã-pimenta, 40 g de bolsa de pastor. Com trombocitopenia, despeje 300 ml de água fervente 1 colher de sopa. l matérias-primas e colocar em banho-maria (15 minutos). Em seguida, retire a panela do fogo, seu conteúdo deve ser resfriado e filtrado através de um guardanapo ou filtro de 2-3 camadas de gaze. Beba 100 ml da bebida curativa duas vezes ao dia.
  • Uma decocção de folhas de groselha. Despeje as folhas esmagadas com um litro de água quente. Com uma deficiência de plaquetas no sangue, a matéria-prima é fervida por 2-3 minutos a partir do momento da fervura e, em seguida, o líquido é derramado em uma garrafa térmica. Adicione o limão e o mel a gosto. Após 3 horas, a bebida está pronta para beber, tome 200 ml várias vezes ao dia. Ao contrário das tinturas de álcool, uma decocção limpa com segurança o corpo de toxinas, trata anemia e sangramento nas gengivas e alivia a insônia.
  • Óleo de gergelim. O óleo é feito a partir de sementes de gergelim frescas por prensagem a frio. Produto natural acelera a coagulação do sangue, possui atividade antioxidante. Tome 1 colher de sopa por dia. Eu óleo de gergelim.

Usando os métodos acima, não será possível impedir a destruição maciça de plaquetas ou curar um distúrbio autoimune. Métodos de medicina alternativa são apropriados para a prevenção da anemia. Os remédios populares suavemente e sem efeitos colaterais estimulam a agregação de plaquetas no sangue, restauram a vitalidade necessária para combater a trombocitopenia.

Uma dieta com baixa contagem de plaquetas no sangue deve incluir uma quantidade suficiente de proteínas, vitaminas, micro e macro elementos de fácil digestão. Sucos espremidos na hora de morangos, framboesas, maçãs ou rabanete preto serão inestimáveis. Um efeito positivo é o uso de alimentos ricos em vitamina B12 e ácido fólico (legumes, fígado bovino, queijo, ervas frescas, couve-flor, damascos.) Para trombocitopenia, dê preferência a costeletas de peixe ou vegetais, carne cozida, frutas assadas.

Alimentos perigosos incluem carnes defumadas, legumes em conserva, temperos, fast food e alimentos de conveniência. Alimentos picantes e muito quentes, que irritam a mucosa gastrointestinal, são estritamente proibidos. É aconselhável cozinhar mingau com água ou leite, em vez de açúcar, adicione mel, frutas e bagas. Bebidas alcoólicas fortes retardam a produção de plaquetas na medula óssea e destroem as células existentes, razão pela qual a baixa contagem de plaquetas no sangue é frequentemente associada a maus hábitos.

Como evitar uma violação

Com trombocitopenia, recomenda-se evitar não apenas esportes traumáticos, mas também atividades ao ar livre. Caminhar ao ar livre, pelo contrário, ajudará a animar, saturar as células com oxigênio. Os pacientes em risco devem saber o que significa baixa contagem de plaquetas no sangue e como prevenir o desenvolvimento da síndrome hemorrágica.

Como determinar a trombocitopenia

Para estabelecer um diagnóstico de trombocitopenia, os especialistas realizam um exame de sangue para determinar o nível de plaquetas em uma mulher e um homem. Um paciente coleta uma amostra de sangue de um dedo, o que difere do exame geral de sangue de forma alguma; às vezes, a pedido do paciente, o sangue é retirado da veia;

A diminuição da contagem de plaquetas no sangue pode ser causada por doenças crônicas, como:

  • Deficiência de ferro.
  • Infecções de natureza diferente.
  • Processos inflamatórios no corpo humano.
  • Lesões.
  • Tomando medicação.

Durante a gravidez, uma baixa contagem de plaquetas no corpo pode estar associada à toxicose. Os reflexos de vômito, assim como a manifestação de diarréia, excretam uma grande quantidade de líquido presente no corpo, tais processos contribuem para a formação de coágulos sanguíneos. O agravamento dessa condição pode servir como recusa de uma mulher em usar a quantidade necessária de líquido.

Em conclusão

Em contato com um ambiente estranho ao corpo, o sangue começa a coagular rapidamente, interrompendo o sangramento. São as plaquetas que desempenham um papel decisivo na cicatrização de tecidos danificados. Esses pequenos fragmentos de megacariócitos desempenham conscientemente uma função hemostática, aumentam a resistência das células à ação de patógenos.

Causas de trombocitopenia

As causas da trombocitopenia estão divididas nos seguintes pontos:

  • A medula óssea não produz plaquetas suficientes.
  • Destruição de células plaquetárias.
  • A contagem de plaquetas é normal, mas não é visível o suficiente no sangue periférico.

A trombocitopenia pode ser congênita, isso é uma consequência de mutações genéticas, essa condição também leva a vários desvios.

Todos esses fatores se manifestam em uma criança desde o nascimento, um exemplo de tais doenças são:

  • Doença cardíaca
  • Nascimento precoce, com complicações durante a gravidez.
  • Trombocitopenia isolada.
  • Síndrome de Fanconi.

A medula óssea não produz plaquetas suficientes, pode causar o desenvolvimento de doenças como:

  • Quimioterapia para câncer.
  • Hepatite e infecção pelo HIV (uma vez que essas doenças afetam a medula óssea).
  • Anemia megaloblástica.
  • Efeitos colaterais com o uso de uma série de drogas.

A destruição rápida de plaquetas ocorre no contexto de:

  • Artrite reumatóide (nesta doença são produzidos anticorpos que podem destruir as plaquetas).
  • Prótese de válvulas cardíacas.
  • Hemólise formada durante transfusão de sangue.

Erupção hemorrágica

Nos pacientes, muitas vezes não há manifestações com uma ligeira diminuição do componente no corpo. Essa condição por muito tempo pode permanecer descontrolada. Um estudo clínico realizado por acaso ou conforme indicado por um médico pode detectar uma diminuição ou aumento na contagem de plaquetas. Às vezes, sem esses estudos, a própria pessoa não é capaz de detectar essa doença.

Com uma diminuição das plaquetas em um adulto ou criança, podem aparecer os seguintes sintomas, que geralmente não são prestados atenção:

  • As mulheres que sofrem sangramento grave em dias críticos podem apresentar pequenos desvios da norma de vários componentes do sangue; devem ser consultadas por um especialista.
  • A manifestação de hematomas associados a contusões menores.
  • Muitas vezes, há sangue do nariz.
  • Coagulabilidade ruim do sangue.

Um conteúdo insuficiente de plaquetas no sangue humano indica baixa coagulabilidade do sangue, o que significa que em um adulto eles perderam sua função.

Como posso ajudar

Todas as pessoas podem se tornar reféns dessa condição, já que todo mundo fica doente com infecções virais ou outras doenças. Para evitar o aparecimento da doença, é necessário fortalecer sua imunidade.

É importante saber que é impossível elevar o nível de plaquetas recorrendo ao uso de drogas, uma vez que elas não existem, mas existem outras maneiras de ajudar a corrigir essa condição.

Pessoas que têm maus hábitos de consumo de álcool ou fumo, ao abaixar esse componente, devem abandonar seu uso, pois a continuação dessas ações pode desencadear um acidente vascular cerebral, o que leva à morte ou incapacidade.

É muito importante fortalecer sua imunidade, pois há um grande número de medicamentos, tinturas medicinais à base de ervas medicinais, educação física e endurecimento, além de afetar a imunidade. O uso de medicamentos deve começar apenas com a permissão de um especialista, pois eles podem ter o efeito oposto no corpo.

Detonic - um medicamento único que ajuda a combater a hipertensão em todas as fases do seu desenvolvimento.

Detonic para normalização da pressão

O efeito complexo dos componentes vegetais da droga Detonic nas paredes dos vasos sanguíneos e no sistema nervoso autônomo contribuem para uma rápida diminuição da pressão arterial. Além disso, este medicamento evita o desenvolvimento da aterosclerose, graças aos componentes únicos envolvidos na síntese da lecitina, um aminoácido que regula o metabolismo do colesterol e impede a formação de placas ateroscleróticas.

Detonic síndrome não viciante e de abstinência, uma vez que todos os componentes do produto são naturais.

Informações detalhadas sobre Detonic está localizado na página do fabricante www.detonicnd.com.

Talvez você queira saber sobre o novo medicamento - Cardiol, que normaliza perfeitamente a pressão sanguínea. Cardiol cápsulas são uma excelente ferramenta para a prevenção de muitas doenças cardíacas, porque contêm componentes únicos. Este medicamento é superior em suas propriedades terapêuticas a esses medicamentos: Cardiline, Recardio, Detonic. Se você quiser saber informações detalhadas sobre Cardiol, Vá para o site do fabricante. Lá você encontrará respostas para perguntas relacionadas ao uso deste medicamento, análises de clientes e médicos. Você também pode descobrir o Cardiol cápsulas no seu país e as condições de entrega. Algumas pessoas conseguem obter um desconto de 50% na compra deste medicamento (como fazer isso e comprar pílulas para o tratamento da hipertensão por 39 euros, está disponível no site oficial do fabricante). Cardiol cápsulas para o coração
Svetlana Borszavich

Clínico geral, cardiologista, com trabalho ativo em terapia, gastroenterologia, cardiologia, reumatologia, imunologia com alergologia.
Fluente em métodos clínicos gerais para o diagnóstico e tratamento de doenças cardíacas, bem como eletrocardiografia, ecocardiografia, monitoramento de cólera em um eletrocardiograma e monitoramento diário da pressão arterial.
O complexo de tratamento desenvolvido pelo autor ajuda significativamente com lesões cerebrovasculares e distúrbios metabólicos no cérebro e doenças vasculares: hipertensão e complicações causadas pelo diabetes.
O autor é membro da Sociedade Europeia de Terapeutas, participante regular de conferências e congressos científicos na área de cardiologia e medicina geral. Ela participou repetidamente de um programa de pesquisa em uma universidade particular no Japão no campo da medicina reconstrutiva.

Detonic