Contra-indicações da idade do marcapasso cardíaco

Os dispositivos são divididos em grupos, dependendo da finalidade e da configuração. No primeiro caso, o dispositivo é recomendado para uso:

  • após cirurgia no coração;
  • prevenir patologias vasculares causadas pelo uso de medicamentos;
  • para aliviar um ataque de fibrilação ventricular.

Os marcapassos de ação prolongada são essenciais para controlar a arritmia. Eles são divididos em 3 grupos:

  1. Câmara única equipada com um eletrodo. É implantado no ventrículo esquerdo. CS não é usado para arritmias atriais.
  2. Duas câmaras contendo 2 eletrodos. Um é colocado no átrio e o segundo no ventrículo. Uma vantagem sobre o modelo de câmara única é o controle das alterações do ritmo nas regiões atrial e ventricular.
  3. Três câmaras - modelos modernos de dispositivos. Os eletrodos são implantados no ventrículo esquerdo e nas partes direitas do órgão muscular. Devido a esse arranjo de eletrodos, condições ideais são criadas para a sincronização das contrações.

O marcapasso é selecionado dependendo do tipo de patologia cardiovascular e do estado de saúde do paciente. O cardiologista informa o paciente sobre as táticas de tratamento e sobre os recursos de preparação para a operação de implante de marcapasso.

A instalação de um marcapasso pode ser recomendada para pacientes com pulso lento, especialmente se esses distúrbios do ritmo forem acompanhados pelo aparecimento de tonturas, desmaios ou desmaios. Os marcapassos podem ser adaptáveis ​​à frequência, o que permite aumentar a freqüência cardíaca durante o esforço físico ou sem adaptação à frequência.

Os marcapassos de três câmaras, além de desempenharem a função de marcapasso, podem ser indispensáveis ​​para o tratamento da insuficiência cardíaca, permitindo que os ventrículos se contraiam simultaneamente e aumentem a força das contrações. Esses marcapassos também são chamados de ressincronizadores.

E alguns marcapassos com função cardiovertor podem suprimir distúrbios do ritmo cardíaco com risco de vida - taquicardia ventricular e fibrilação ventricular. Cardiovers do tipo desfibrilador são usados ​​para evitar morte cardíaca súbita.

Existem desfibriladores cardioversores implantáveis ​​e marca-passos padrão. O primeiro define o ritmo correto e elimina a arritmia, enquanto o último afeta exclusivamente o ritmo cardíaco. O uso de marcapassos elétricos é aconselhável para bradiarritmias. Se a taquiarritmia for observada adicionalmente e houver uma alta probabilidade de fibrilação ventricular, um modelo com cardioversão e desfibrilação será selecionado.

Uma separação adicional de modelos é realizada levando em consideração a área de impacto (câmara única, duas câmaras, três câmaras). Portanto, a fixação é realizada em um ou dois ventrículos, bem como em um átrio, dependendo do modelo.

A necessidade de marcapasso artificial é temporária e permanente. A instalação temporária de um marcapasso é necessária durante a permanência do paciente no hospital para tratar problemas de curto prazo:

  • bradicardia após cirurgia cardíaca;
  • eliminar overdose de drogas;
  • aliviar um ataque de fibrilação paroxística ou fibrilação ventricular.

Os marcapassos para o tratamento de problemas de longo prazo com arritmias são produzidos por diferentes empresas, têm suas próprias diferenças. Na prática, eles podem ser divididos em três tipos.

Obstáculos à saída de sangue ao instalar eletrodos em 2 câmaras não são formados

Câmara única - difere em um único eletrodo. Ele é colocado no ventrículo esquerdo, embora não possa influenciar as contrações atriais, elas ocorrem independentemente.

  • nos casos em que o ritmo das contrações do ventrículo e dos átrios coincide, a circulação sanguínea no interior das câmaras cardíacas é perturbada;
  • não aplicável para arritmias atriais.

Marcapasso de duas câmaras - dotado de dois eletrodos, um deles está localizado no ventrículo, o segundo - na cavidade atrial. Comparado aos modelos de câmara única, apresenta vantagens porque é capaz de controlar, coordenar as alterações do ritmo atrial e ventricular.

Três câmaras é o modelo mais ideal. Possui três eletrodos implantados individualmente nas câmaras direitas do coração (átrio e ventrículo) e no ventrículo esquerdo. Tal arranjo leva a uma aproximação máxima ao caminho fisiológico da onda de excitação, que é acompanhado pelo apoio do ritmo correto e das condições necessárias para a contração síncrona.

A escolha do modelo desejado é determinada pelo tipo de arritmia, a condição do paciente. O cirurgião cardíaco assistente sempre pode aconselhar o paciente e seus parentes sobre o efeito terapêutico ideal do dispositivo em uma situação específica.

Se necessário, consulte um médico de qualquer especialidade; você deve informá-lo do marcapasso implantado. Estudos como o ultra-som, raio-x, são considerados seguros. Você pode tratar os dentes sem o impacto negativo da tecnologia dental.

Procedimentos que devem ser evitados e não usados ​​sem consultar um médico:

  • RM (ressonância magnética);
  • operações usando um electroscalpel;
  • pedras de esmagamento na vesícula biliar e no trato urinário;
  • métodos fisioterapêuticos de tratamento.

Um marcapasso é um pequeno dispositivo que gera pulsos que viajam através dos eletrodos para os tecidos do coração. Dentro do gabinete, há uma bateria e um microprocessador, a “concha” externa é feita de titânio, para que não haja reações alérgicas ao metal.

Nos marcapassos modernos, o próprio processador controla a freqüência cardíaca. Se a frequência cardíaca é suficiente, o dispositivo não envia impulsos e, no caso de uma pausa entre contrações que se estende acima do valor limite, o estimulador dá um sinal ao miocárdio. Esse tipo de trabalho é chamado "sob demanda".

Dependendo do número de eletrodos que estimulam as câmaras cardíacas, os CS são:

  • Câmara única. quando o impulso vai apenas para uma câmara - o ventrículo, uma falha significativa da qual pode ser considerada uma violação da sequência fisiológica das contrações do coração;
  • Duas câmaras - o eletrodo é colocado no átrio e ventrículo, proporcionando uma contração fisiológica de todo o órgão;
  • Três câmaras - o dispositivo mais avançado, com três eletrodos indo para o átrio e separadamente para cada ventrículo.

O dispositivo de um marcapasso se reflete em seu preço. Os dispositivos mais caros, cujo custo chega a vários milhares de dólares, têm muitas configurações adicionais, fornecem a sequência fisiológica de contrações das câmaras orgânicas, são confiáveis ​​e seguros, mas o alto custo não permite seu uso generalizado. Outra desvantagem desses dispositivos é o alto consumo de energia, o que reduz a vida útil da bateria.

Os ótimos são considerados KS da categoria de preço médio (cerca de 1000 dólares), são estabelecidos pela maior parte dos pacientes. A vantagem indubitável é o preço e a desvantagem é a vida útil de cerca de 3 anos.

Modelos desatualizados são baratos e talvez essa seja sua única vantagem, em outros parâmetros de trabalho eles são muito inferiores aos dois primeiros tipos de dispositivos.

Por funcionalidade, eles produzem:

  • Marca-passos - têm apenas a função de ajustar o coração ao ritmo correto.
  • Desfibriladores cardioversores implantáveis ​​- além de impor o ritmo correto ao coração, eles também podem interromper arritmias, incluindo fibrilação ventricular.

Pacientes com bradiarritmias recebem marcapassos regulares e pacientes com taquiarritmias e um risco aumentado de fibrilação ventricular recebem marcapassos com a função de desfibrilação e cardioversão.

Dependendo da zona de influência, EX de uma câmara, duas câmaras e três câmaras são distinguidos. Os marcapassos com uma câmera estão conectados a um dos átrios ou a um dos ventrículos. Duas câmaras - para um átrio e um ventrículo. Três câmaras (outro nome para esse marcapasso é um dispositivo de ressincronização cardíaca) - para um dos átrios e ambos os ventrículos.

Um marcapasso é um dispositivo eletrônico no qual os impulsos elétricos são gerados usando um circuito especial. Além do circuito, ele contém uma bateria que alimenta o dispositivo com energia e fios-eletrodos finos.

Existem vários tipos de marcapassos cardíacos:

  • câmara única, capaz de estimular apenas uma câmara - o ventrículo ou o átrio;
  • duas câmaras, que podem estimular duas câmaras cardíacas: o ventrículo e o átrio;
  • são necessários marcapassos de três câmaras para pacientes com insuficiência cardíaca, bem como na presença de fibrilação ventricular, taquicardia ventricular e outros tipos de arritmias com risco de vida para o paciente.
  • Câmara única, quando o impulso vai para apenas uma câmara - o ventrículo, cuja deficiência significativa pode ser considerada uma violação da sequência fisiológica das contrações do coração;
  • Duas câmaras - o eletrodo é colocado no átrio e ventrículo, proporcionando uma contração fisiológica de todo o órgão;
  • Três câmaras - o dispositivo mais avançado, com três eletrodos indo para o átrio e separadamente para cada ventrículo.

Operação de implantação EX

Para executar uma operação para instalar um estimulador, são necessárias as seguintes indicações:

  • bradiarritmias (nódulo sinusal fraco, bloqueio atrioventricular e sinoatrial);
  • taquiarritmias (fibrilação, taquicardia ventricular, etc.).

O dispositivo deve ser usado com os seguintes sintomas:

  • bloqueio intracardíaco, o pulso é fracamente expresso em menos de 30 batimentos por minuto, o batimento cardíaco é irregular com pausas de 4 segundos;
  • com ameaça mortal de distúrbios no trabalho dos ventrículos, desmaios, taquiarritmias persistentes, provocando o risco de insuficiência ventricular.

Um marcapasso é instalado sem restrições, não há contra-indicações. A operação é adiada nas seguintes circunstâncias:

  • processos inflamatórios no corpo;
  • curso crônico ou exacerbado de doenças do estômago ou intestinos;
  • problemas de saúde mental, excluindo a interação entre o paciente e o médico.

Antes de executar a operação, é necessário realizar o seguinte exame:

  • eletrocardiograma;
  • monitoramento diário por Holter;
  • estudo de estresse do coração;
  • Raio-x do tórax;
  • exame cardíaco por ultrassom;
  • coronarografia, etc.

O dispositivo é instalado cirurgicamente, introduzindo inicialmente anestesia local para anestesiar a área para a incisão. A operação não dura mais de uma hora, é realizada de acordo com o seguinte esquema de ações:

  • administrar anestesia. Existe um processo de anestesia, uma área implantada na cavidade torácica;
  • conduzir eletrodos pelas veias;
  • os parâmetros definidos manualmente são verificados através de um dispositivo externo;
  • cortar a célula torácica, formando um lugar para um estimulador;
  • o dispositivo está instalado;
  • eletrodos estão conectados;
  • uma incisão cirúrgica no peito é suturada.

A recuperação hospitalar não dura mais de duas semanas, altura em que ocorrerá dor no local em que a operação foi realizada.

Para eliminar a dor, o paciente deve tomar analgésicos com ácido acetilsalicílico. Esses medicamentos evitam o risco de coágulos sanguíneos. Antibióticos são prescritos para cicatrização de feridas.

Os primeiros problemas ocorrem em 5% dos casos. Nos primeiros dias após a intervenção, existem as seguintes complicações:

  1. hematomas;
  2. pneumotórax;
  3. tromboembolismo;
  4. infecção de ferida;
  5. sangramento;
  6. inchaço

Após um certo tempo, as seguintes complicações podem se desenvolver:

  • a mão incha no local onde o estimulador é implantado;
  • existe risco de inflamação onde os eletrodos estão localizados;
  • deslocamento de aparelhos;
  • fadiga rápida, mal-estar;
  • estimulação por impulsos dos músculos do peito ou diafragma.

As consequências negativas subsequentes ocorrem apenas em 6% dos casos. Um efeito negativo pode ser evitado com a reabilitação adequada, o que implica a rejeição do esforço físico, esportes, exercícios agudos, educação física.

Conforme prescrito pelo médico, você só pode se envolver em exercícios terapêuticos. O paciente precisa ouvir recomendações sobre outros procedimentos médicos, vida diária e profissional, esportes, aparelhos domésticos e eletrônicos.

Pessoalmente, eles me colocaram de graça, passei pela cota. Eles dizem que a cota pode ser alcançada na primeira metade do ano, enquanto ainda existem estimulantes. Para quem não tem sorte, é fornecida a possibilidade de uma operação paga: os valores são chamados de cada vez - ouvi no hospital uma cifra de 200 mil rublos para o dispositivo. Na rede, você pode encontrar muitas informações com números de 20 a 30 mil rublos a 500 mil rublos. As operações aumentaram de preço devido a mudanças no dólar.

A perturbação do ritmo é um sintoma de numerosos distúrbios no sistema circulatório. Na maioria das vezes, a causa da doença é infarto do miocárdio, cardiosclerose comum. Na prática, os cirurgiões cardíacos nem sempre são capazes de estabelecer a causa de ataques perigosos.

Existem as seguintes indicações para instalar o dispositivo:

  • tomar medicamentos para manter a função contrátil do músculo cardíaco em caso de insuficiência circulatória:
  • ataques regulares de fibrilação ventricular no fundo da fibrilação atrial;
  • violação do impulso elétrico do átrio para os ventrículos, acompanhada de perda de consciência;
  • nó sinusal fraco.

A operação de instalação do dispositivo dura até 2-3 horas. A duração da instalação de um dispositivo de câmara única é de 30 minutos, duas câmaras - 1,5 horas, três câmaras - até 2,5 horas.

A intervenção ocorre em etapas:

  1. O campo cirúrgico está sendo preparado para o alívio da dor. Os meios são administrados por via subcutânea e intramuscular.
  2. Eletrodos são inseridos em várias partes do coração. O cirurgião realiza uma incisão na clavícula e, em seguida, coloca o eletrodo na câmara desejada. Para realizar manipulações com precisão, o cirurgião precisa fazer um raio-X do campo cirúrgico.
  3. Os eletrodos são conectados ao corpo do marcapasso, que é implantado sob o músculo peitoral.
  4. O dispositivo é programado de acordo com as necessidades individuais do paciente. O médico define a freqüência cardíaca básica em repouso e durante o esforço físico. Depois disso, as bordas da ferida são suturadas.

Os dispositivos modernos são pequenos, então são invisíveis no corpo humano.

O custo da operação inclui a instalação do ECS, medidas de diagnóstico, o preço dos fios elétricos. O preço da intervenção também depende do tipo de dispositivo.

Tipo de dispositivoPreço (em rublos)
Câmara única10500-80000
Câmara dupla80000-250000
Câmara trêsОт 300000

A recuperação após a instalação do marcapasso leva pelo menos um mês (licença médica). Os termos são aumentados se a instalação foi realizada após um ataque cardíaco. Em um hospital, a recuperação não levará mais de 10 dias. Durante esse período, os especialistas monitorarão o bem-estar e o estado geral do paciente, pois são possíveis as seguintes complicações:

  • Tromboembolismo.
  • Sangramento interno.
  • Hematomas e inchaço.
  • Infecção e febre.
  • Síndrome da dor.

A chance dessas complicações não exceder 7%. Além disso, no hospital, o paciente utiliza ácido acetilsalicílico e analgésicos. Isso é necessário para eliminar a síndrome da dor e reduzir o risco de trombose.

A operação para instalar um marca-passo por um longo tempo é realizada sem abrir o peito. Use anestesia local. Um corte na região subclávia, os eletrodos são inseridos através da veia subclávia nas câmaras cardíacas e, em seguida, o próprio dispositivo é suturado ao músculo peitoral.

A verificação da instalação é realizada usando o controle de raios-x, um cardiomonitor. Além disso, o cirurgião precisa garantir que o marcapasso esteja funcionando e capte completamente os impulsos atriais em um determinado modo.

No final, alguns pontos são aplicados à pele e o local da incisão é fechado com um pano estéril

A substituição de um marcapasso é realizada após o término da vida útil do dispositivo, de acordo com o mesmo princípio da instalação inicial.

No período de reabilitação após a implantação do estimulador, o paciente precisa se acostumar com pequenas restrições à atividade física, movimentos envolvendo os músculos da cintura escapular e constante "escuta" do coração.

Se a pele no local da costura estiver inflamada, é possível haver dor moderada. Um aumento na falta de ar, o aparecimento de dor no peito e o aumento da fraqueza podem sinalizar problemas no ajuste do dispositivo.

É difícil prever com antecedência quanto tempo um paciente viverá com o dispositivo instalado. Você precisa usar as datas médias indicadas nas instruções.

A patologia cardíaca é extremamente comum. Isso não é apenas angina de peito, ataques cardíacos, hipertrofia de seus departamentos, mas também graves distúrbios do ritmo, que ocorrem mesmo com mudanças estruturais mínimas no órgão, são difíceis de tratar com medicamentos e podem levar à morte. Nesses casos, a instalação de um marcapasso (marcapasso, CS, EX) é a única maneira de preservar a saúde e a vida do paciente.

Arritmias de vários tipos levam ao comprometimento do movimento sanguíneo através das câmaras do coração e dos vasos sanguíneos do corpo, e bradicardia, bloqueios e disfunção dos marcapassos são particularmente perigosos, uma vez que a ausência de impulsos também causará a ausência de contrações do corpo. câmaras cardíacas e pode parar completamente.

Arritmias podem ocorrer espontaneamente, sem alterações morfológicas óbvias no coração, e os mecanismos genéticos dessas anormalidades não são excluídos. Em vários casos, eles acompanham outra patologia - defeitos, doença arterial coronariana, cardiomiopatia, etc.

A necessidade de instalar um marcapasso surge em uma freqüência cardíaca criticamente baixa, quando a quantidade certa de impulsos elétricos não entra no músculo cardíaco. As indicações são determinadas por um cardiologista após um exame detalhado do paciente.

Mais de 300 mil dispositivos que estimulam o miocárdio são instalados anualmente no mundo. As operações são literalmente "colocadas em operação" nos centros de cardiologia, cuja equipe possui uma vasta experiência na realização dessas manipulações. Após o tratamento, os pacientes retornam às suas vidas habituais, as manifestações de arritmia são eliminadas, facilitando muito o bem-estar.

A instalação de um marcapasso é considerada um procedimento relativamente seguro, portanto, não existem tantas contra-indicações e, com a aparente simplicidade do próprio dispositivo e de sua implantação, é muito eficaz e, sem exagero, economiza milhões de vidas. pacientes com perfil cardiológico.

Revisão por paciente do procedimento de implantação de marcapasso cardíaco

A operação em si, embora classificada como “no coração”, é realizada sob anestesia local - no meu caso, foi executada com música! Isso indica sua complexidade e perigo para o paciente com mais eloqüência do que quaisquer garantias. By the way, sobre o último - de acordo com as revisões do pessoal médico nos últimos 3 a 4 anos, não houve um único caso sério de complicações. Obviamente, a operação tem algumas contra-indicações, mas é melhor perguntar aos próprios médicos sobre elas.

A operação em si é a seguinte:

  • o paciente está deitado em um sofá, uma barra transversal é instalada acima da cabeça, onde uma toalha é pendurada para esconder o corte da vista do paciente;
  • minha cabeça vira na direção oposta à seção da incisão - tive a chance de olhar primeiro para o monitor com indicações do coração e depois, aparentemente, para o raio-x, quando os eletrodos eram alimentados pelas veias para o coração;
  • pele, camada subcutânea de gordura e músculo é cortada - pratiquei na academia por um longo tempo e um dos meus exercícios favoritos era sempre supino, então cortei por um longo tempo e também tive que injetar analgésicos 3-4 vezes;
  • um pedaço de músculo é cortado - para formar uma cama para o corpo do dispositivo (o dispositivo em si é pequeno, algo entre 4,5 por 3 cm e alguns mm de espessura, mais ou menos), o dispositivo é fixado no cama e eletrodos estão ligados a ele;
  • são realizados testes do trabalho de estimulantes e eletrodos e, se tudo estiver normal, a ferida é suturada (pontos são aplicados).

Depois disso, o paciente é levado à unidade de terapia intensiva (ou ao corredor próximo a ela) e o gelo é colocado no local de implantação do dispositivo. Nesta condição, o paciente é deixado por 2 - 2,5 horas, após as quais a operação do dispositivo é testada novamente:

  • Raios-X são feitos para determinar a posição do corpo do EX e eletrodos
  • um eletrocardiograma é realizado;
  • pressão é medida.

Se os médicos concluem que está tudo bem, o paciente é transportado para a enfermaria geral. Caso contrário, permanece em terapia intensiva.

Quanto ao meu feedback sobre as sensações que surgem durante a operação de instalação do marcapasso, então:

  • praticamente não é sentida, no entanto, devido ao fato de o médico ter que cortar várias camadas de músculos, cada vez que injetava uma nova dose de analgésico, ainda sentia pequenas sensações dolorosas (dor aguda e queimação);
  • como os eletrodos são arrastados pelas veias - é sentida, assim como sua própria presença no coração (faltam 1-2 dias para não dizer que causou grande desconforto).

Talvez você esteja interessado em conhecer minhas opiniões sobre a vida com um marca-passo após a cirurgia (há links para histórias de outras pessoas que também têm um marca-passo instalado).

Não há proibições absolutas para instalar um COP. A operação é realizada mesmo em pacientes que sofrem de infarto agudo do miocárdio, que é acompanhado por anormalidades cardíacas graves ou bloqueio atrioventicular.

Se o paciente não tiver indicações vitais para a instalação do dispositivo, a operação poderá demorar um pouco. O procedimento é adiado:

  • em doenças virais e infecciosas agudas;
  • com exacerbação de patologias crônicas;
  • com distúrbios psicológicos no paciente que interferem no contato produtivo.

Contra-indicações e indicações para cirurgia

Os distúrbios persistentes do ritmo cardíaco têm muitas causas. Na maioria das vezes, ataques cardíacos graves, cardiosclerose comum, levam a falhas. Essas mudanças são especialmente graves na velhice, quando o corpo não tem mais força para se recuperar e compensar as perdas.

Não menos frequentemente, os cirurgiões cardíacos precisam lidar com ataques perigosos sem uma razão clara (arritmias idiopáticas).

A instalação de um marcapasso é recomendada para:

  • confiança na fraqueza do nó sinusal;
  • presença de arritmias como extra-sístole, taquicardia paroxística, fibrilação atrial, se ocorrerem ataques freqüentes de fibrilação ventricular;
  • bloqueio atrioventricular completo com ataques de perda de consciência;
  • a necessidade de tomar medicamentos no contexto do bloqueio para apoiar a função contrátil do miocárdio em casos de insuficiência cardíaca.

A operação é indicada se não for possível lidar com métodos médicos. Não há contra-indicações para esta manipulação.

Patologias no músculo cardíaco requerem séria intervenção cirúrgica. Uma das maneiras de apoiar sua atividade é a instalação de um marcapasso. Tais operações permitem que as pessoas levem um estilo de vida normal, mesmo com a função cardíaca prejudicada.

Um dispositivo que apóie o trabalho do coração é indispensável em caso de arritmia, se a freqüência cardíaca permanecer em um nível suficientemente baixo. Com raras contrações do músculo cardíaco, a ameaça de insuficiência cardíaca aguda permanece. Uma deterioração acentuada da condição pode ocorrer a qualquer momento e levar à parada cardíaca.

As indicações absolutas para a instalação de um marcapasso são:

  • pulsar menos de 40 batimentos por minuto durante atividade física;
  • bradicardia, que se manifesta na forma de tonturas e desmaios;
  • Bloqueio AV com sintomas graves;
  • síndrome do seio doente;
  • bloqueio cardíaco transversal.

Ao confirmar as leituras absolutas, a operação é realizada de maneira urgente ou planejada.

As indicações relativas não requerem instalação urgente do dispositivo. Estes incluem os seguintes sintomas:

  • Bloqueio AV de segundo ou terceiro grau, sem sintomas;
  • perda de consciência, parada cardíaca.

A operação de instalação do dispositivo é realizada para crianças, adolescentes, adultos e idosos.

Artigo útil no site: Como chamar um período durante um atraso. Todos os meios e meios.

Contra-indicações temporárias para a instalação de marcapasso cardíaco para qualquer idade

Fatores de risco que podem causar complicações

Nota! As complicações após a cirurgia aparecem na presença de inflamação purulenta. Ocorre alguns dias após a intervenção em pacientes de qualquer idade. Em caso de intervenção repetida, o risco de inflamação purulenta aumenta.

Se o corpo rejeitar o marcapasso do coração, isso se tornará uma contra-indicação séria em qualquer idade.

As indicações para a instalação de marca-passo são consideradas tipos de arritmias nas quais a frequência cardíaca (FC) é inaceitavelmente baixa. Contrações cardíacas raras, longos intervalos entre elas, "perda" de batimentos cardíacos individuais, baixa atividade de marcapassos representam uma ameaça de insuficiência cardíaca aguda, cuja conseqüência mais perigosa pode ser a morte do paciente.

As indicações para a cirurgia podem ser absolutas e relativas. O primeiro grupo inclui:

  • Bradicardia grave, manifestada por vários sinais (desmaios, tonturas, síncope);
  • Pulso com menos de 40 batimentos cardíacos por minuto durante esforço físico;
  • Períodos de parada cardíaca por 3 segundos ou mais, registrados em um eletrocardiograma;
  • Bloqueio AV persistente, a partir do segundo grau, especialmente em combinação com a dificuldade de conduzir os três feixes do sistema condutor, após um ataque cardíaco;
  • Qualquer tipo de bradicardia quando a frequência cardíaca cai abaixo de 60 batimentos por minuto.

A síndrome da fraqueza do nó sinusal é uma das indicações absolutas para implante de marcapasso artificial, acompanhada de bradicardia e desmaio, mas com arritmia assintomática ou se aparecer ao prescrever medicamentos, a cirurgia de emergência não é necessária, pode ser adiada por vários anos, embora mais cedo ou mais tarde ainda é necessário realizá-lo, é uma questão de tempo e o cardiologista informa o paciente sobre isso.

Em alguns tipos de arritmias, um marcapasso é instalado para evitar a morte súbita. Estes incluem taquicardia ventricular e fibrilação atrial. Este último com uma combinação de taquicardia e bradicardia não permite ajustar o ritmo com a medicação; portanto, é indicada uma operação de emergência.

Ataques de perda de consciência e isquemia cerebral no contexto de parada cardíaca ou arritmia a curto prazo também requerem implante profilático de marca-passo, embora o risco de morte súbita seja relativamente baixo.

O bloqueio transversal completo do coração, quando os impulsos dos átrios para os ventrículos são completamente interrompidos, é acompanhado por um risco extremamente alto de morte do paciente; portanto, a instalação de um marcapasso é necessária por razões de saúde e é realizada com urgência.

Nas formas congênitas de bradicardia devido a mutações genéticas, a arritmia já se manifesta no período embrionário e atinge seu pico em cerca de 30 anos de idade, quando o pulso cai para 30 ou menos. Este é um nível criticamente baixo da função cardíaca que requer cirurgia obrigatória, mas é melhor se for realizada na infância ou adolescência, a fim de minimizar os riscos para a vida da criança. Em alguns casos, o tratamento é indicado para bebês nos primeiros dias e meses de vida.

Se forem reveladas indicações absolutas para o implante de CC, a operação poderá ser agendada ou urgentemente, dependendo da condição do paciente. Se for necessária uma intervenção de emergência, não há contra-indicações.

As indicações relativas ao implante de um marcapasso tornam possível determinar se o paciente realmente precisa dessa operação, estabelecer o momento ideal para sua operação e realizar um exame completo. A necessidade de intervenção é determinada individualmente.

As indicações relativas incluem:

  1. Bloqueio atrioventricular (AV) de segundo grau, tipo 2, quando os sintomas estão ausentes;
  2. Bloqueio AV assintomático de terceiro grau, no qual o pulso é mantido a uma carga superior a 40 batimentos por minuto;
  3. Ataques de perda de consciência e parada cardíaca durante o bloqueio de três feixes, quando não é possível estabelecer sua causa com precisão.

Praticamente não há contra-indicações para a operação, se justificada e apropriada para esse tipo de arritmia. O implante de KS não é indicado para bloqueio AV de primeiro e segundo grau do tipo 2, que são assintomáticos, bem como para comprometimento médico da condução de impulso, que pode ser eliminado conservadoramente.

O período pós-operatório geralmente prossegue favoravelmente e, no final da primeira semana, o paciente volta para casa. No quinto dia após a intervenção, você pode tomar um banho e, após uma semana, pode começar a trabalhar.

Nas primeiras semanas após a cirurgia, é melhor não levantar pesos de mais de cinco quilos devido ao risco de costuras de costura; trabalhos de casa pesados ​​devem ser confiados a parentes ou adiados temporariamente. As tarefas domésticas habituais (lavar a louça, facilitar a limpeza, cozinhar) não são proibidas, mas, ao mesmo tempo, a primeira vez que você volta para casa é ouvir seu coração e, se você se sentir pior, deve consultar um cardiologista.

Durante um mês após a operação, a caminhada será o melhor tipo de atividade física; com o restante dos exercícios, é melhor esperar até que o médico permita expandir a atividade para um nível ideal.

A primeira visita de acompanhamento ao cardiologista e a avaliação do dispositivo são realizadas três meses após o implante e, seis meses depois. Durante a operação normal do compressor, o controle é necessário uma ou duas vezes por ano. Se surgirem sintomas de problemas repentinamente, não espere a próxima visita ao médico, mas é melhor entrar em contato com ele o mais rápido possível.

A maioria dos pacientes após a cirurgia retorna à vida normal com um mínimo de restrições, pode viajar, trabalhar e até se envolver em determinados esportes.

Pacientes com marca-passo podem precisar de certos exames; portanto, a ressonância magnética é substituída por tomografia computadorizada ou outro tipo de diagnóstico de raio-x; o ultrassom é seguro sem contato direto com o corpo do dispositivo.

Muitas perguntas surgem em pacientes em casa, porque estamos cercados por uma variedade de eletrodomésticos movidos a eletricidade. Não há limitações significativas nesse sentido, mas as precauções de segurança devem ser observadas. Portanto, é melhor desligar o aparelho com a mão oposta ao local de implantação do COP, o celular deve ser mantido a uma distância de pelo menos 30 cm do marca-passo.

Trabalho físico duro. nos quais é possível o deslocamento da caixa do CS, deve ser excluído, assim como o deslocamento independente do aparelho sob a pele ou impactos nessa área. É melhor confiar cortadores de grama, brocas, furadores a especialistas e, se houver uma necessidade urgente de seu uso, os fios elétricos devem estar bem isolados.

Esportes com patologia cardíaca são bem-vindos, mas isso não se aplica àqueles em que há risco de lesão ou sobrecarga grave. Fácil corrida, caminhada, natação, ginástica restaurativa são possíveis, é melhor recusar levantamento de peso, barra, futebol e outras atividades populares.

Para muitos, a vida moderna é impensável sem a tecnologia de computador. Pacientes com marca-passo podem ficar calmos: usar um computador de mesa e um laptop é seguro para o coração.

As operações de instalação do marcapasso podem ser realizadas gratuitamente ou mediante pagamento. Implantações gratuitas são realizadas de acordo com a cota. O paciente é submetido aos exames necessários, o cardiologista determina a disponibilidade de indicações e a duração aproximada da operação, após o que você pode esperar a sua vez. A recuperação de custos é adquirida pelo estado.

Complicações após a instalação de um marcapasso

A probabilidade de complicações não é superior a 5%. As seguintes patologias ocorrem vários meses após a instalação:

  • Marcapasso deslocado.
  • Inchaço das mãos na área do gerador de pulsos.
  • Desconforto devido à penetração de impulsos elétricos no peito e no diafragma.
  • Uma redução significativa na resistência durante o esforço físico.
  • Inflamação do músculo cardíaco.

No tempo remoto após a instalação do dispositivo, você pode enfrentar:

  • Inchaço da mão pelo lado em que o gerador de pulsos está localizado.
  • O processo inflamatório no coração no local de fixação do eletrodo.
  • Deslocamento do dispositivo da cama em que foi instalado.
  • Fadiga durante o esforço físico (geralmente se desenvolve em idosos).
  • Estimulação por impulso elétrico do diafragma ou músculos do peito (possível com instalação inadequada do dispositivo, bem como devido a seu mau funcionamento).

O risco de desenvolver essas complicações é de 6 a 7%.

Vale a pena saber que as complicações após a instalação do marcapasso são encontradas em mais de 3-5% dos casos, portanto, você não deve ter medo dessa operação.

Complicações pós-operatórias precoces:

  • violação da integridade da cavidade pleural (pneumotórax);
  • tromboembolismo;
  • sangramento;
  • violação de isolamento, deslocamento, fratura do eletrodo;
  • infecção da área da ferida operatória.
  • Síndrome EX - falta de ar, tontura, diminuição da pressão arterial, perda episódica de consciência;
  • Taquicardia causada por EX;
  • falhas prematuras no trabalho do EX.

Uma operação que introduza marca-passo deve ser realizada por um cirurgião experiente sob controle de raios-X, o que ajuda a evitar a maioria das complicações que surgem em um estágio inicial. E no futuro, o paciente deve passar por exames regulares e ser registrado no dispensário.

No caso de queixas de deterioração do bem-estar, o paciente deve consultar imediatamente um médico.

Previsão

O marcapasso funciona de 7 a 10 anos, tudo depende da capacidade da bateria. Na próxima inspeção, o dispositivo emitirá um sinal sonoro indicando a necessidade de sua substituição.

Depois que a bateria chegar ao fim de sua vida útil, ela será substituída por uma nova. Quantos vivem após a instalação de um marcapasso? Pessoas com um estimulante implantado vivem mais do que sem ele. A opinião de que o COP pode prejudicar uma pessoa é errônea.

Um marcapasso atua há mais de 10 anos. A garantia do dispositivo não dura mais de 5 anos. Uma substituição completa é necessária após uma bateria fraca ou falha (a recuperação leva muito tempo). Se, após um colapso, os eletrodos conectados ao músculo cardíaco são perfeitamente preservados, apenas o gerador de pulso elétrico é substituído. Você pode substituir o dispositivo 100% gratuitamente se, durante o período de garantia, ele tiver quebrado devido a defeitos de fabricação.

A eficácia dos marcapassos elétricos é muito alta e compõe 80-100% dos casos, dependendo da patologia.

A vida útil garantida dos marca-passos é de 3 a 5 anos, dependendo do fabricante. A vida útil da bateria do dispositivo é de 8 a 10 anos. Após o esgotamento da bateria ou o mau funcionamento do dispositivo, um marcapasso precisa ser substituído.

Freqüentemente, os eletrodos atraídos para o coração ainda estão em boas condições. Nesses casos, eles não são tocados, mas apenas a parte principal do dispositivo, o gerador de pulso elétrico, é substituída. Se o dispositivo falhar antes do vencimento do período de garantia, é possível uma substituição gratuita sob a garantia, a menos que o dispositivo esteja quebrado devido a sua falha.

O pacemaker é muito eficaz na eliminação das bradiarritmias. Quanto às taquiarritmias, o dispositivo lida com ataques de taquicardia supraventricular em quase 100% dos casos e com flutter atrial, flutter ou fibrilação ventricular em 80-99% dos casos.

Comentários sobre o custo da instalação de um marcapasso

O custo da instalação do EKS na clínica multidisciplinar CELT é de 60 a 125 mil rublos.

O custo de um marcapasso é de 150 a 800 mil rublos (dependendo do tipo de dispositivo).

Basicamente, como a implantação do EX é paga pelo fundo obrigatório de seguro de saúde, a instalação de um marcapasso geralmente tem um custo zero.

Mas, às vezes, os próprios pacientes pagam por isso e por serviços adicionais (isso se aplica a estrangeiros e pessoas que não têm seguro de saúde obrigatório).

Na Rússia, aplicam-se as seguintes taxas:

  • implantação de marcapasso - de 100 a 650 mil rublos;
  • implantação de eletrodos - pelo menos 2000 rublos;
  • procedimentos cirúrgicos - de 7 500 rublos;
  • permanecer na enfermaria custa pelo menos 2 rublos por dia.

Acima de tudo, o modelo EX e as taxas da clínica selecionada afetam o custo total. Por exemplo, em um centro de cardiologia da província, a simples implantação de um modelo doméstico obsoleto de EX pode custar no mínimo 25 rublos. Em grandes clínicas vasculares que usam modernos dispositivos importados e fornecem serviços adicionais, o custo salta para 000 mil rublos.

Comentários para Fornecedores - Marcapasso

As pessoas que vivem com marcapasso cardíaco se livraram dos sintomas desagradáveis ​​associados às patologias do órgão muscular. Isso é confirmado por análises de pacientes sobre o dispositivo e dados estatísticos. A instalação do dispositivo não possui contra-indicações para idade e estado de saúde; em casos raros, apresenta complicações no pós-operatório.

Detonic - um medicamento único que ajuda a combater a hipertensão em todas as fases do seu desenvolvimento.

Detonic para normalização da pressão

O efeito complexo dos componentes vegetais da droga Detonic nas paredes dos vasos sanguíneos e no sistema nervoso autônomo contribuem para uma rápida diminuição da pressão arterial. Além disso, este medicamento evita o desenvolvimento da aterosclerose, graças aos componentes únicos envolvidos na síntese da lecitina, um aminoácido que regula o metabolismo do colesterol e impede a formação de placas ateroscleróticas.

Detonic síndrome não viciante e de abstinência, uma vez que todos os componentes do produto são naturais.

Informações detalhadas sobre Detonic está localizado na página do fabricante www.detonicnd.com.

Talvez você queira saber sobre o novo medicamento - Cardiol, que normaliza perfeitamente a pressão sanguínea. Cardiol cápsulas são uma excelente ferramenta para a prevenção de muitas doenças cardíacas, porque contêm componentes únicos. Este medicamento é superior em suas propriedades terapêuticas a esses medicamentos: Cardiline, Recardio, Detonic. Se você quiser saber informações detalhadas sobre Cardiol, Vá para o site do fabricante. Aqui você encontrará respostas para perguntas relacionadas ao uso deste medicamento, avaliações de clientes e médicos. Você também pode descobrir o Cardiol cápsulas no seu país e as condições de entrega. Algumas pessoas conseguem obter um desconto de 50% na compra deste medicamento (como fazer isso e comprar pílulas para o tratamento da hipertensão por 39 euros, está disponível no site oficial do fabricante).Cardiol cápsulas para o coração
Svetlana Borszavich

Clínico geral, cardiologista, com trabalho ativo em terapia, gastroenterologia, cardiologia, reumatologia, imunologia com alergologia.
Fluente em métodos clínicos gerais para o diagnóstico e tratamento de doenças cardíacas, bem como eletrocardiografia, ecocardiografia, monitoramento de cólera em um eletrocardiograma e monitoramento diário da pressão arterial.
O complexo de tratamento desenvolvido pelo autor ajuda significativamente com lesões cerebrovasculares e distúrbios metabólicos no cérebro e doenças vasculares: hipertensão e complicações causadas pelo diabetes.
O autor é membro da Sociedade Europeia de Terapeutas, participante regular de conferências e congressos científicos na área de cardiologia e medicina geral. Ela participou repetidamente de um programa de pesquisa em uma universidade particular no Japão no campo da medicina reconstrutiva.

Detonic