Dilatação do ventrículo direito do coração o que é isso

A expansão de uma ou mais cavidades do coração é chamada dilatação. Os principais fatores que levam a um aumento no volume interno dos átrios ou ventrículos são o efeito da pressão alta, diminuindo o tônus ​​do músculo cardíaco. Esta condição não é uma doença independente e requer esclarecimentos sobre a causa da aparência. Após sua eliminação, o tamanho do coração pode retornar ao normal. A forma avançada de dilatação é acompanhada por insuficiência cardíaca.

Leia este artigo

A expansão das câmaras do coração pode ser:

  • Tonogênico, causado pelo aumento da pressão na cavidade. Ocorre com estreitamento das aberturas valvares ou aumento da pressão na aorta ou artéria pulmonar. Pode preceder a hipertrofia do miocárdio. O tônus ​​do músculo cardíaco e a contratilidade foram preservados; entra no tipo miogênico com progressão.
  • Miogênico. O motivo é uma diminuição da contratilidade do músculo cardíaco devido a distúrbios distróficos. Processo estável e irreversível, as fibras do miocárdio são alongadas e alongadas. Ocorre em miocardite e aterosclerose.

Alterações em cada parte do coração ocorrem devido a uma violação dos caminhos de saída a partir dele ou a um aumento da carga pelo aumento do volume sanguíneo recebido.

A expansão da cavidade pode ocorrer com o estreitamento da abertura atrioventricular esquerda, o que impede a passagem de sangue para o ventrículo.

O aumento da hipertensão arterial pode subsequentemente aumentar a tensão da parede.

A dilatação refere-se à expansão de órgãos abdominais, como coração, rins, estômago, intestino, etc. Mais frequentemente, esse conceito é usado para descrever a patologia das cavidades cardíacas. Dependendo da localização da extensão, a dilatação é diferenciada:

  • o átrio direito;
  • o átrio esquerdo;
  • ventrículo direito;
  • Ventrículo esquerdo.

Normalmente, uma das câmaras cardíacas sofre dilatação, com menos frequência ocorre expansão de ambos os átrios ou ambos os ventrículos. O perigo da doença está no desenvolvimento subsequente de arritmia, insuficiência cardíaca, tromboembolismo e outras doenças.

Existem duas formas de patologia:

  • A dilatação tonogênica aparece devido à pressão alta e, como resultado, à quantidade de excesso de sangue nas câmaras cardíacas. A dilatação tonogênica precede ou é combinada com a hipertrofia do miocárdio.
  • A dilatação miogênica se desenvolve num contexto de doença cardíaca e leva ao enfraquecimento da contratilidade miocárdica. Alterações nas cavidades do coração são irreversíveis.

O alongamento de cada uma das câmaras do coração, em regra, é precedido por suas próprias causas. Assim, a dilatação do átrio direito é causada pelo aumento da pressão na circulação pulmonar. Isso se deve a:

  • doenças infecciosas do miocárdio;
  • doenças obstrutivas dos brônquios e pulmões;
  • hipertensão pulmonar;
  • defeitos cardíacos;
  • estenose tricúspide.

A dilatação do átrio esquerdo é o tipo mais comum de expansão das câmaras do coração. O motivo é um estreitamento patológico da válvula através do qual o sangue flui do átrio esquerdo para o ventrículo esquerdo. Além disso, o sangue do ventrículo esquerdo, que também é deformado, entra no átrio esquerdo ao contrário. Como resultado dessa sobrecarga, a pressão no grande círculo da circulação sanguínea aumenta constantemente e fica mais difícil para o coração bombear sangue. A dilatação do átrio esquerdo se desenvolve devido às seguintes condições:

  • esforço físico pesado;
  • fibrilação atrial (pode ser a causa e a conseqüência da expansão do átrio esquerdo);
  • fibrilação atrial ou flutter;
  • cardiomiopatia;
  • insuficiência valvar mitral.

O ventrículo esquerdo é a câmara do coração que recebe sangue do átrio esquerdo e o entrega à aorta, que nutre todo o corpo. A dilatação do ventrículo esquerdo ocorre devido ao estreitamento da aorta ou válvula aórtica. As violações anteriores incluem:

  • alguns defeitos cardíacos;
  • estenose aórtica;
  • isquemia cardíaca;
  • miocardite;
  • doença hipertônica.

Outra condição deve ser observada - cardiomiopatia dilatada. Esse diagnóstico é feito quando a expansão do ventrículo esquerdo ocorre sem motivo aparente, excluindo-se possíveis doenças.

1 182 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

A principal causa de dilatação do ventrículo direito é estenose ou insuficiência da válvula pulmonar. Várias doenças causam patologia:

  • endocardite bacteriana;
  • reumatismo;
  • coração pulmonar;
  • algumas malformações (falta de pericárdio, displasia arritmogênica);
  • hipertensão pulmonar.

As causas comuns que causam um aumento nas câmeras direita e esquerda incluem:

  • complicações após doenças infecciosas (escarlatina, amigdalite);
  • doenças fúngicas e virais;
  • infecção parasitária;
  • intoxicação;
  • tumores malignos e benignos;
  • patologias da glândula tireóide;
  • algumas doenças auto-imunes;
  • efeitos colaterais dos medicamentos.

Por via de regra, a dilatação moderada não acarreta sintomas. A expansão acentuada das câmaras, especialmente a dilatação do átrio esquerdo, leva a uma deterioração da função de bombeamento do coração e ao aparecimento de tais fenômenos:

  • falta de ar;
  • arritmias;
  • fraqueza;
  • inchaço das extremidades;
  • fadiga.

Para determinar a presença de dilatação do coração, marque:

  • O ecocardiograma é uma ecografia que é considerada o método diagnóstico mais preciso. O método não apenas mostra os tamanhos dos átrios e ventrículos e contratilidade miocárdica, mas também permite, em alguns casos, identificar a causa da patologia (por exemplo, ataque cardíaco, hipocinesia, insuficiência valvar).
  • Eletrocardiografia - como método adicional de pesquisa.
  • Cintilografia - para diferenciar dilatação com doença coronariana.
  • Raio X.

A expansão das câmaras do coração leva a consequências graves: com o tempo, ocorre hipertrofia dilatada - alongamento e espessamento das paredes do coração. A condição provoca o desenvolvimento de:

  • insuficiência cardíaca crônica;
  • doença cardíaca infecciosa crônica;
  • insuficiência mitral;
  • expansão do anel da válvula;
  • trombose, tromboembolismo;
  • fibrilação atrial e ventricular.

Essas complicações afetam a qualidade de vida do paciente e, em casos graves, levam à morte. Portanto, o tratamento deve ser prescrito e monitorado por um cardiologist.

O objetivo da terapia é eliminar ou corrigir a doença primária que levou ao alongamento das câmaras. Dependendo da patologia subjacente, o seguinte pode ser prescrito:

  • antibióticos;
  • glucocorticostero>5bfd75bf970015bfd75bf9703f - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

Se a terapia medicamentosa falhar, são utilizados métodos cirúrgicos, principalmente a instalação de marca-passo. O dispositivo controla a frequência cardíaca.

Métodos de apoio e prevenção são parte integrante da terapia, sem a qual o sucesso é quase impossível. Melhorar a circulação sanguínea, fortalecer o músculo cardíaco, aumentar a imunidade, aliviar a carga no coração aumenta a qualidade e prolonga a expectativa de vida. Para fazer isso, você precisa:

  • faça a dieta certa com base em alimentos vegetais, carne magra, várias variedades de peixes, frutos do mar, laticínios, nozes e cereais;
  • pratique esportes ou apenas se mova mais, ande, faça exercícios;
  • livrar-se de maus hábitos.

A dilatação do ventrículo esquerdo é uma patologia caracterizada pelo alongamento ou expansão da câmara esquerda do coração. A principal função desse átrio é bombear sangue dos pulmões. Ela vai para o ventrículo esquerdo, que por sua vez o entrega na aorta. A partir daqui, o sangue entra no corpo, fornecendo órgãos vitais com oxigênio e substâncias úteis.

A dilatação da cavidade do ventrículo esquerdo ocorre se for impossível transferir sangue do átrio para ele. A causa mais comum dessa condição é o estreitamento da válvula.

No contexto da insuficiência mitral, o átrio à esquerda está sob uma tremenda tensão, tentando empurrar o sangue por um buraco estreito. Freqüentemente, a dilatação do ventrículo esquerdo do coração ocorre devido à fibrilação atrial. Essa forma de distúrbio é caracterizada por fibrilação atrial prolongada.

O perigo da patologia reside no fato de que seus sintomas podem não aparecer ou ser semelhantes à condição de uma pessoa na insuficiência cardíaca. Às vezes, torna-se um achado inesperado enquanto o paciente é submetido a um ultra-som do coração.

Na prática médica, existe a dilatação idiopática. Esta condição patológica pode ocorrer com o coração e os pulmões de uma pessoa absolutamente saudáveis. Como regra, neste caso, cardiologistas aconselham o paciente a levar um estilo de vida correto, eliminar completamente o álcool. Essas recomendações permitem que o paciente restaure sua saúde após 9-12 meses. Se a causa da patologia não for o uso excessivo de álcool, resta apenas observar o tamanho do átrio esquerdo.

Para entender o que é a dilatação do ventrículo direito do coração, é necessário determinar inicialmente a natureza de sua origem. Quando um paciente tem áreas hipertróficas no músculo cardíaco, isso implica um espessamento das paredes do miocárdio e um aumento na massa da região cardíaca direita. Problemas semelhantes levam a alterações estruturais e volumétricas nos departamentos do miocárdio, hipóxia de órgãos e aumento da pressão no átrio direito.

Em bebês, essa patologia pode ser uma consequência de doença cardíaca congênita. A hipertrofia no bebê ocorre devido a um defeito no septo ventricular, como resultado do qual o sangue não entra na aorta, mas é ejetado no ventrículo direito. Isso força o átrio da criança a sofrer um estresse severo ao bombear grandes volumes de sangue.

Trikuspidalnyj stenoz e1499434090183 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

A dilatação do ventrículo direito em adultos, em particular em atletas profissionais, é geralmente associada a um coração pulmonar, ou seja, problemas respiratórios. No contexto da falta de ar nas artérias pulmonares, a pressão arterial aumenta e o átrio direito aumenta de volume.

A dilatação pode ser causada por vários motivos. Na maioria das vezes, são representados por alterações no miocárdio e sobrecargas que este departamento sofre como resultado do estreitamento da válvula mitral. As condições patológicas geralmente são causadas por um processo inflamatório no coração - miocardite. Freqüentemente, a causa da patologia é a doença isquêmica, hipertensão.

Às vezes, os pacientes são diagnosticados com distúrbios no trabalho dos ventrículos esquerdo e direito ao mesmo tempo. Esta patologia cardíaca é chamada dilatação da câmara dos ventrículos. Entre seus sintomas estão:

  • falta de ar mesmo com pouco esforço físico;
  • a ocorrência de dor que causa à esquerda sob a escápula ou na área do peito;
  • fadiga, letargia, baixo desempenho;
  • um aumento acentuado da pressão arterial.

Mecanismo de desenvolvimento

O átrio esquerdo bombeia sangue, que é saturado com oxigênio, para o ventrículo esquerdo. Entre essas cavidades está uma válvula cardíaca do tipo mitral.

Freqüentemente, a dilatação ocorre devido a patologia valvar - estenose ou insuficiência.

Isso é um estreitamento do lúmen da válvula, como resultado do qual o sangue é empurrado com força. Essa patologia da válvula ajuda a garantir que o sangue do ventrículo esquerdo retorne através do lúmen de volta ao átrio. E isso significa que o átrio transborda e se estende.

50c35810f5254a30877d09333e51d6ca - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

A fibrilação atrial, isto é, fibrilação e flutter atrial, pode ser outra causa de átrio esquerdo dilatado. Muitas vezes, essa arritmia ocorre como resultado da dilatação.

A cardiomiopatia também pode causar dilatação, pois é caracterizada por distrofia das paredes do miocárdio e, portanto, alongamento.

Conclui-se que os fatores de risco para a dilatação podem ser o abuso de álcool, várias doenças infecciosas, bem como a presença de patologias neuromusculares e autoimunes.

Para o tratamento de doenças cardiovasculares, Elena Malysheva recomenda um novo método baseado no chá monástico.

Consiste em 8 plantas medicinais úteis que são extremamente eficazes no tratamento e prevenção de arritmia, insuficiência cardíaca, aterosclerose, doença cardíaca coronária, infarto do miocárdio e muitas outras doenças. Neste caso, apenas componentes naturais são usados, sem química e hormônios!

  • calcificação do anel fibroso esquerdo;
  • insuficiência mitral;
  • doença hipertônica;
  • estenose aórtica;
  • cardiopatias congênitas;
  • neoplasia no átrio esquerdo.

É importante notar que a dilatação do átrio esquerdo, como resultado do seu desenvolvimento, pode levar a várias doenças do sistema cardiovascular. Ou seja, freqüentemente é tromboembolismo, insuficiência cardíaca, vários distúrbios do ritmo cardíaco

Dilatação das câmaras cardíacas: causas e métodos de combate à patologia

O uso de medicamentos é indicado para hipertensão e hipertensão secundária para descarga do miocárdio, diminuindo a frequência das contrações, prolongando o período de relaxamento (diástole) para facilitar a saída de sangue do átrio. Use os seguintes grupos de drogas:

  • betabloqueadores (Concor, Betalok);
  • antagonistas de cálcio (diacordina, isoptina);
  • Inibidores da ECA (Tritace, Prestarium).

Com o desenvolvimento da insuficiência cardíaca, são prescritos glicosídeos cardíacos (Korglikon, Strofantin, Digoxin) e diuréticos (Lasix, Hipotiazida), em caso de distúrbio no ritmo das contrações, medicamentos antiarrítmicos (Cordaron, Rhythmorm) e anticoagulantes (Aspirina, Varfarina) ) são indicados para evitar complicações. Com miocardite e origem reumática de doença cardíaca, é realizada terapia anti-inflamatória e antibacteriana.

Defeitos valvares e grandes vasos, anormalidades na estrutura das câmaras cardíacas, estenose subaórtica e presença de um tumor são indicações para cirurgia cardíaca reconstrutiva.

Detonic - um medicamento único que ajuda a combater a hipertensão em todas as fases do seu desenvolvimento.

Detonic para normalização da pressão

O efeito complexo dos componentes vegetais da droga Detonic nas paredes dos vasos sanguíneos e no sistema nervoso autônomo contribuem para uma rápida diminuição da pressão arterial. Além disso, este medicamento evita o desenvolvimento da aterosclerose, graças aos componentes únicos envolvidos na síntese da lecitina, um aminoácido que regula o metabolismo do colesterol e impede a formação de placas ateroscleróticas.

Detonic síndrome não viciante e de abstinência, uma vez que todos os componentes do produto são naturais.

Informações detalhadas sobre Detonic está localizado na página do fabricante www.detonicnd.com.

Remédios populares

No estágio de compensação total, podem ser recomendadas infusões e decocções de plantas que facilitam o trabalho do coração e fortalecem o músculo cardíaco, normalizam o ritmo cardíaco e removem o excesso de líquido do corpo. Sua ingestão ajuda a interromper a progressão da doença e o desenvolvimento de insuficiência cardíaca. Para isso, preparações à base de plantas são preparadas a partir de:

  • ervas de marshmallow;
  • ervas mãe;
  • frutos de espinheiro;
  • visco branco (bagas, folhas e galhos);
  • ervas de astrágalo;
  • bagas de aronia.

Uma colher de sopa de material vegetal picado (um componente ou uma coleção) é derramada com um copo de água fervente e infundida em uma garrafa térmica por cerca de 3 horas. Depois disso, a infusão em uma forma quente é consumida antes das refeições, 1/3 xícara três vezes ao dia durante um mês.

Para prevenir o aumento da pressão e o aparecimento de edema na dieta dos pacientes, o sal é limitado a 3-5 g por dia e o líquido até 1,5 litros (não incluindo as primeiras refeições e bebidas). Produtos vegetais - vegetais, frutas, bagas, cereais devem prevalecer na dieta. A fonte de proteína pode ser peixe ou frango, queijo cottage e bebidas com leite azedo. As gorduras animais são limitadas e os pratos fritos e condimentados, alimentos enlatados e marinadas e o álcool são excluídos dos alimentos.

A refeição deve ser em pequenas quantidades 5 a 6 vezes ao dia na forma de calor.

Os tipos permitidos de cozinhar estão fervendo em água ou cozidos no vapor. Saladas de vegetais úteis com ervas e óleo vegetal, sucos feitos na hora de frutas, frutas, cenouras e abóboras.

03 Ambulância
18 de maio de 2018 / Faina / Iwaovo

. o pulso é grande. resultado do ultra-som do coração - dilatação das cavidades dos átrios direito e esquerdo, o miocárdio do VE é espessado. salvo. disfunção diastólica do ventrículo esquerdo. PV 56% resultado do cadiograma - dilatação da droga, HVE. Eos não é rejeitado, ritmo sinusal. aberto

cardiologista
18 de maio de 2018 / Faina / Iwaovo

. o pulso é grande. resultado do ultra-som do coração - dilatação das cavidades dos átrios direito e esquerdo, o miocárdio do VE é espessado. salvo. disfunção diastólica do ventrículo esquerdo. PV 56% resultado do cadiograma - dilatação da droga, HVE. Eos não é rejeitado, ritmo sinusal. aberto

pediátrico cardiologista
16 de janeiro de 2018 / Irina / Yoshkar-ol

a criança está envolvida na natação 2.5 anos. agora aos 8 anos de idade, os resultados do ultra-som cardíaco são uma ligeira dilatação da cavidade do ventrículo esquerdo, sem função contrátil comprometida. ele é canhoto. o que você pode aconselhar? obrigado aberto

cardiologista
7 de dezembro de 2015 / Love / Goose-crystal

. e MK. Fluxos patológicos não foram detectados. Dilatação das cavidades do átrio esquerdo, ventrículo direito e átrio. Hipertrofia concêntrica. Septo interventricular espessado 1,7, parede posterior do ventrículo esquerdo espessada 1-4, folheto valvar. aberto

cardiologista
24 de novembro de 2015 / Nadezhda / Berdsk

Boa tarde Diga-me, por favor, fez o ultra-som do coração. Ambos os átrios estão aumentados. Dilatação do ventrículo esquerdo. Ligeira hipertrofia ventricular esquerda. Contratilidade miocárdica do VE reduzida. EF 42-45%. aberto

cardiologista
4 de dezembro de 2014 / Julia / Belgorod

. com estenose moderada e insuficiência de grau 1. dilatação pronunciada do coração direito. estenose valvar mitral com mixomatose. veia cava inferior. hipertrofia miocárdica do ventrículo direito. massa hipertrofia cardíaca -30, 5 g. hipertensão pulmonar com. aberto

cardiologista
17 de outubro de 2014 / Natalya / Budennovsk

. tempo deitado. Ele fez uma ultrassonografia do coração em 27.08.2014 / 8/34. Aqui estão os resultados:. (mm) - 43, PP (mm) - 21x, aeronave (mm) -.

Parâmetros da função sistólica da esquerda. válvulas aórticas. Dilatação das câmaras esquerdas do coração. A função sistólica do ventrículo esquerdo é satisfatória. aberto

cardiologista
13 de setembro de 2014 / Faina / Katunki

. 2006 e 2012), cirurgia de ponte de safena com complicações (pleurisia, osteomielite torácica) em 2013. Diabetes. segmento. Dilatação moderada do coração esquerdo com uma diminuição moderada da contratilidade do miocárdio do ventrículo esquerdo devido a. aberto

cardiologista
17 de julho de 2014 / Love / Komsomolsk-on-Amur

. janela oval, diagnóstico diferencial com comunicação interatrial. Dilatação das câmaras direitas do coração (sinais de sobrecarga de volume). As funções contrátil, bombeadora e distólica do ventrículo esquerdo são satisfatórias. Terceiro ultra-som :. aberto

  • dificuldade em respirar durante o esforço físico e, posteriormente, em repouso;
  • ataques de asma;
  • tosse, escarro com manchas de sangue;
  • cianose dos lábios, pontas dos dedos;
  • inchaço nas pernas à noite;
  • dor e peso no hipocôndrio direito;
  • fraqueza, tontura, desmaio;
  • comprometimento da memória;
  • fibrilação atrial, extra-sístole, bloqueio da condução por impulso.

No diagnóstico da hidrocefalia, os tamanhos dos ventrículos laterais são determinados por suas características quantitativas e qualitativas. Há um número suficiente de técnicas especiais para isso. Nesse caso, é medida a profundidade direta dos ventrículos laterais, bem como o tamanho da cavidade do septo transparente localizado no terceiro ventrículo.

Normalmente, a profundidade dos ventrículos está na faixa de 1 a 4 mm. Com um aumento desses indicadores em mais de 4 mm, como resultado de sua curvatura lateral desaparecer e a forma se tornar redonda, eles falam do início da expansão dos ventrículos laterais.

A dilatação dos ventrículos laterais é considerada não uma patologia, mas um sintoma de alguma doença. É por esse motivo que os especialistas precisam diagnosticar.

O acúmulo excessivo de líquido cefalorraquidiano ocorre mais frequentemente como resultado de uma doença como a hidrocefalia. É considerada uma patologia cerebral bastante séria. Nesse caso, há uma violação do processo de absorção do líquido cefalorraquidiano, pelo qual se acumula nos ventrículos laterais, o que leva à sua dilatação.

Excesso de líquido cefalorraquidiano aparece com lesões do sistema nervoso central. Nesse caso, os ventrículos se expandem devido à excreção tardia do líquido cefalorraquidiano.

A violação da circulação normal do líquido cefalorraquidiano ocorre devido ao aparecimento de neoplasias na forma de tumores ou cistos, bem como resultado de lesões cerebrais traumáticas, processos inflamatórios e hemorragias no cérebro.

Uma causa comum de dilatação é uma malformação congênita do aqueduto silviano. Ocorre em 30% dos casos de hidrocefalia. Além disso, a causa da hidrocefalia pode ser aneurisma de uma veia de Galeno e um hematoma subdural da fossa craniana posterior.

A síndrome de Arnold-Chiari causa hidrocefalia transmissível. Nesse caso, ocorre uma mudança no tronco cerebral e no cerebelo. Além disso, essa condição pode ser causada por citomegalia ou toxoplasmose.

A dilatação dos ventrículos laterais é a causa de defeitos cerebrais. Ao mesmo tempo, apesar de não afetar a saúde da criança, ainda é necessária a observação por um especialista.

Na maioria das vezes, a dilatação dos ventrículos laterais, não causada por doenças graves, não leva a sérias conseqüências. Pode ser uma conseqüência do raquitismo, além de aparecer como resultado da estrutura específica do crânio.

A dilatação e a assimetria dos ventrículos laterais são detectadas por ultra-som do cérebro. Em caso de dúvida, após um certo período de tempo, é prescrito um segundo ultra-som.

Se o paciente não se queixa, não foram reveladas outras doenças dos sistemas cardiovascular, endócrino e outros que podem levar à dilatação, o tratamento não é indicado, basta ver um cardiolEcocardiografia ogista e de controle pelo menos 1 vez por ano Ao identificar a causa que levou à expansão do átrio, é necessário afetá-la diretamente.

Se tais causas forem complicações de doenças infecciosas que levam à inflamação do músculo cardíaco e alteração de suas câmaras - tratamento anti-infeccioso, se o motivo for trocar o aparato da válvula - consulte um cirurgião cardíaco sobre a conveniência de trocar a válvula, se a dilatação ocorre devido a níveis consistentemente elevados de pressão arterial - terapia anti-hipertensiva adequada, se a causa da dilatação residir em distúrbios endócrinos - tratamento e normalização das glândulas endócrinas.

Eliminar a causa inibe a progressão da dilatação. Além disso, o tratamento deve ter como objetivo eliminar as complicações da cavidade aumentada do átrio esquerdo, que incluem distúrbios do ritmo, insuficiência cardíaca, tromboembolismo. Com tendência à formação de coágulos sanguíneos, são prescritos agentes antiplaquetários, a terapia antiarritmogênica é realizada quando são detectados distúrbios do ritmo. Para melhorar a nutrição, a oxigenação do miocárdio é prescrita por medicamentos metabólicos.

Não se esqueça de que um paciente com átrio esquerdo aumentado deve observar um estilo de vida saudável, abandonar o álcool e o cigarro para sempre, monitorar o peso corporal e impedir seu aumento, seguir uma dieta pobre em sal e gorduras animais, manter atividade física aceitável e cumprir totalmente as nomeações e recomendações do médico assistente.

Terapias

Os tratamentos de dilatação do coração melhoraram significativamente na última década. A terapia medicamentosa pode retardar a progressão da doença e, em alguns casos, até melhorar a condição do coração.

A terapia padrão pode incluir:

  • Inibidores da ECA;
  • diuréticos (diuréticos) e digitálicos;
  • anticoagulantes;
  • restrição de sal;
  • evasão de álcool.

Operação

Os marcapassos artificiais podem ser usados ​​em pacientes com condução intraventricular atrasada e desfibriladores cardioversores implantáveis ​​com arritmias cardíacas graves.

Esses métodos de tratamento interrompem os sintomas de dilatação, reduzem o período de hospitalização e melhoram a qualidade de vida do paciente. Pacientes com doenças avançadas que não são passíveis de terapia medicamentosa são prescritos para transplante de coração.

A dilatação deve ser tratada quando a patologia é detectada em diferentes estágios. Nas manifestações iniciais, o tamanho dos átrios pode retornar às consequências normais e graves, podendo ser evitado.

5bfd75bfeb76a5bfd75bfeb7a7 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

O alongamento das câmaras requer a eliminação da patologia subjacente (inflamação, hipertensão, obstrução mecânica na malformação). Portanto, antibióticos, diuréticos, glicocorticóides, anti-hipertensivos, correção cirúrgica pode ser necessária.

A presença de insuficiência cardíaca é tratada com glicosídeos cardíacos.

É dada muita atenção à restauração do ritmo correto. Drogas antiarrítmicas (betabloqueadores) são usadas para isso.

Na ausência de um efeito terapêutico, são utilizados métodos de exposição ao frio (aplicação de criogenia), incisões e corte do átrio esquerdo da direita, outros tipos de cirurgia com a eliminação simultânea do defeito.

Se o tratamento cirúrgico não for possível, o resultado é alcançado por uma combinação de Digoxina, pequenas doses de betabloqueadores no plano de tomar Warfarin para evitar a separação do trombo.

O seguinte deve ser incluído na terapia de dilatação:

  • melhoradores do metabolismo do tecido;
  • medicamentos para aliviar alterações isquêmicas nos vasos;
  • Inibidores da ECA;
  • agentes antiplaquetários.

A dilatação atrial deve ser considerada como parte da patologia geral do coração, bem como a influência de outros fatores que requerem sobrecarga miocárdica.

5bfd75c0448c55bfd75c044905 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

O prognóstico para o tratamento precoce da doença e a eliminação (correção) de suas causas é favorável: o coração pode retornar ao seu tamanho natural ou diminuir levemente, o que reduzirá significativamente o risco de complicações. O tratamento deve ter como objetivo se livrar da patologia subjacente, que levou ao alongamento das câmaras cardíacas.

Além disso, para dilatação cardíaca, também é indicada terapia especial, que pode incluir:

  • meios para influenciar o metabolismo nos tecidos;
  • medicamentos para insuficiência cardíaca;
  • agentes anti-isquicos;
  • medicamentos para baixar a pressão arterial;
  • diuréticos;
  • Inibidores da ECA e betabloqueadores;
  • glicósidos cardíacos;
  • agentes antiplaquetários;
  • drogas antiarrítmicas.

Como medidas não farmacológicas, uma dieta é indicada, com exceção de alimentos gordurosos e uma restrição de sal na dieta, abandono do fumo e álcool, terapia por exercícios.

Em casos graves com insuficiência cardíaca progressiva, apenas um transplante de coração pode ajudar o paciente.

Dos remédios populares para melhorar os processos metabólicos, você pode aplicar as seguintes receitas:

  1. Despeje uma colher de chá de raiz de valeriana picada com 150 ml de água fria e deixe por 12 horas. Tome 50 ml três vezes ao dia.
  2. Brew uma colher de sopa de hortelã com 300 ml de água fervente, deixe por 2 horas. Beba 100 ml três vezes ao dia.
  3. Misture as flores de imortela e camomila, botões de bétula, erva de São João e frutas de espinheiro-alvar igualmente. Prepare uma colher de sopa da coleção com um copo de água. Beba ¼ xícara três vezes ao dia. O tratamento com ervas é melhor realizado pelo menos 30-45 dias 2-3 vezes por ano.

Hoje, esta doença é a principal causa de morte precoce de jovens atletas.

A hipertrofia ventricular esquerda é propensa a progressão. O risco de espessamento das paredes do ventrículo esquerdo é muito alto. Treinamento esportivo em quantidades ilimitadas, ansiedade e experiências frequentes, sono e descanso inadequados - tudo isso pode causar a ocorrência de hipertrofia.

Portanto, uma pessoa pode não estar ciente do desenvolvimento de sua hipertrofia. Um dos raros sinais de hipertrofia ventricular esquerda pode ser desmaio, causado por um súbito afundamento do coração.

Isso acontece devido à falta de suprimento de oxigênio ao músculo cardíaco e à deficiência de oxigênio no miocárdio.

Tal espessamento dos músculos do átrio esquerdo em casos frequentes pode ser considerado não como uma doença independente, mas como um sintoma de qualquer doença.

O objetivo do tratamento da hipertrofia atrial esquerda é normalizar o funcionamento do músculo cardíaco. Primeiro, é necessário identificar a natureza da origem e característica da doença.

Se os pacientes desenvolverem dilatação da cavidade e disfunção sistólica, a terapia para insuficiência cardíaca é realizada de acordo com as regras gerais. Outro método de operação de acordo com L. Bokeria e K.

Borisov - excisão da área do septo interventricular dilatado do átrio direito.

O artigo (link) descreve a doença hipertrofia do miocárdio. Como adjuvante ao curso principal do tratamento, também estão incluídos métodos alternativos de tratamento da hipertrofia do átrio esquerdo. O tratamento da hipertrofia atrial esquerda será completo e eficaz se o paciente abandonar completamente os maus hábitos, incluindo o uso de álcool.

Minha mãe chegou ao hospital com hipertrofia e agora está em tratamento. A expansão das cavidades de vários órgãos no corpo humano é chamada de dilatação. Essa expansão pode ser tanto fisiológica quanto patológica. O coração humano de quatro câmaras, composto por 2 átrios e 2 ventrículos, também é um órgão da cavidade.

Uma característica do trabalho do átrio esquerdo é o bombeamento de sangue oxigenado para o ventrículo esquerdo. Em seguida, o sangue vai para a aorta e se espalha por todo o corpo. Entre o átrio e o ventrículo existe uma espécie de faixa - uma válvula.

Ao mesmo tempo, além do sangue pulmonar, o sangue do ventrículo esquerdo entra no átrio esquerdo. A dilatação do átrio esquerdo não apresenta sintomas próprios, pois essa condição não é uma doença independente. Uma das razões para a dilatação do LP é a cardiomiopatia. O gatilho para isso pode ser alcoolismo, infecções, patologias neuromusculares e autoimunes.

Sobrecarga ventricular com excesso de sangue. Do átrio esquerdo, o sangue é empurrado para o ventrículo esquerdo e posteriormente para a aorta - o maior vaso arterial do corpo. Com estenose aórtica ou estreitamento da válvula aórtica, o ventrículo dificilmente empurra o sangue e se expande por sobrecarga. Patologia da parede muscular do próprio ventrículo, como resultado da qual ele se torna mais fino e alongado.

Este diagnóstico é feito após a exclusão de todas as possíveis causas de dilatação.

Às vezes, alterações escleróticas ou cicatriciais irreversíveis podem ocorrer no músculo cardíaco, o tratamento nesse caso visa retardar o desenvolvimento da doença.

O tratamento da dilatação moderada pode ser baseado em terapia metabólica, que afeta os processos de metabolismo nas células e tecidos, mas casos graves ainda requerem uma abordagem mais séria.

5bfd75c08fd685bfd75c08fda5 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

A dilatação do coração é uma expansão do átrio esquerdo, direito ou ventrículos. Pode ocorrer apenas em uma câmara do coração ou em várias ao mesmo tempo.

A causa é muitas doenças, como doença cardíaca coronária (doença cardíaca coronária), hipertensão arterial, reumatismo, endocardite, patologias broncopulmonares obstrutivas, malformações. Várias violações levam à expansão de uma câmera específica.

A dilatação é perigosa para o desenvolvimento de insuficiência cardíaca, congestão na circulação pulmonar e grande circulação, trombose. As complicações mais graves são ataque cardíaco, edema pulmonar e falência de múltiplos órgãos.

A dilatação das câmaras do coração é a expansão real das paredes, o que leva à expansão e aumento de toda a estrutura. O órgão é composto por 4 câmaras: 2 átrios e 2 ventrículos. Devido à sua redução consistente, o sangue se move por todo o corpo. Porém, sob a influência de vários fatores, há uma super extensão de uma câmera ou duas ao mesmo tempo.

O principal problema que o corpo encontra durante a dilatação do coração é que o órgão não é capaz de bombear a quantidade de sangue necessária para garantir o funcionamento normal.

A expansão moderada das câmaras leva a hipoxemia e hipóxia, estagnação no círculo grande e pequeno, trombose.

As seguintes condições são fatais: embolia pulmonar, ataque cardíaco de vários órgãos, falência de múltiplos órgãos.

Existem 2 tipos de dilatação: miogênica e tonogênica.

O primeiro tipo de expansão ocorre devido ao dano miocárdico. A camada muscular do coração sofre alterações, o que leva à sua fraqueza ou destruição. Como resultado, o fluxo sanguíneo diminui, há risco de insuficiência cardíaca. Mais frequentemente, esse tipo está associado a uma doença grave - cardiomiopatia dilatada.

A expansão tonogênica é causada pelo aumento da pressão nos átrios ou ventrículos, devido ao qual o sangue se acumula excessivamente nas cavidades do coração, o que leva à sua expansão sem aumentar a espessura da parede.

Distinga entre dilatação simples, hipertrófica e atrófica.

Com uma expansão simples, a parede não diminui significativamente a espessura, mas as cavidades do coração são aumentadas. Com as paredes hipertróficas se tornam mais espessas, as cavidades do coração se expandem. Quando atróficas, as paredes se tornam mais finas, mas as câmaras aumentam em volume. Esta é a visão mais desfavorável, pois o coração é incapaz de exercer pressão sobre o sangue.

A dilatação não é uma doença separada, mas surge como resultado de várias condições patológicas.

Qual é a ameaça para a saúde de uma criança e um adulto

Com dilatação bastante avançada, os sinais de descompensação circulatória aumentam:

  • ataques de asma
  • incapacidade de respirar na posição horizontal,
  • chiado acima da superfície dos pulmões
  • inchaço da face e membros,
  • acúmulo de líquido no abdômen e no peito.

Ao fazer o diagnóstico, leva-se em consideração a história de ocorrência de sinais de insuficiência circulatória - falta de ar, taquicardia, sibilos nos pulmões, inchaço das extremidades, dilatação das bordas do coração à percussão. Para esclarecer o diagnóstico, são necessários métodos de exame instrumental:

  • ECG - sinais de sobrecarga de uma ou mais câmaras do coração, distúrbios do ritmo na forma de fibrilação atrial, bloqueio da condução.
  • A ultrassonografia do coração é a principal forma de detectar a expansão dos átrios ou ventrículos, bem como a presença de hemodinâmica intracardíaca - fluxo sanguíneo reverso, sobrecarga de pressão.
  • Radiografia - aumento do tamanho do coração devido a uma das cavidades.
  • Cintilografia para avaliar alterações no miocárdio.
  • Ressonância magnética e tomografia computadorizada para detectar a causa da dilatação do coração.

A terapia para a expansão do coração envolve a correção de manifestações de insuficiência circulatória, arritmias.

Com a descompensação, os pacientes são transferidos para o repouso, a ingestão de água e cloreto de sódio é reduzida. Use os seguintes grupos de drogas:

  • Inibidores de ACE - Enap, Kapoten;
  • diuréticos - Veroshpiron, Triampur;
  • antiarrítmico - Bisoprolol, Carvedilol;
  • nitratos prolongados (reduzem o fluxo sanguíneo para a metade direita do coração) - Isoket, Nitrogranulong.

A prevenção do aumento do coração consiste no tratamento adequado de reumatismo, endocardite, infecções virais e bacterianas que podem ser acompanhadas por miocardite, detecção e tratamento cirúrgico oportuno de defeitos cardíacos congênitos e adquiridos.

É necessário que as doenças potencialmente perigosas em relação à dilatação dos átrios ou ventrículos abandone completamente o álcool, para garantir uma quantidade suficiente de proteínas e vitaminas na dieta.

Consequências e complicações

Se for possível eliminar a causa da dilatação dos átrios, seu volume poderá diminuir gradualmente e retornar aos valores normais. Em todos os outros casos, as câmaras do coração aumentam gradualmente de volume, o que leva ao aumento da insuficiência cardíaca.

Durante a vida, a pessoa média produz nada menos que duas grandes poças de saliva.

Segundo a pesquisa da OMS, uma conversa diária de meia hora em um telefone celular aumenta a probabilidade de desenvolver um tumor cerebral em 40%.

O medicamento para tosse "Terpincode" é um dos líderes em vendas, de modo algum por causa de suas propriedades medicinais.

O primeiro vibrador foi inventado no século XIX. Ele trabalhava em um motor a vapor e tinha como objetivo tratar a histeria feminina.

O morador australiano de 74 anos, James Harrison, tornou-se um doador de sangue cerca de 1000 vezes. Ele tem um tipo sanguíneo raro, cujos anticorpos ajudam recém-nascidos com anemia grave a sobreviver. Assim, o australiano salvou cerca de dois milhões de crianças.

Durante o espirro, nosso corpo para de funcionar completamente. Até o coração para.

As pessoas que estão acostumadas a tomar café da manhã regularmente têm muito menos probabilidade de serem obesas.

5bfd75c0e2ee95bfd75c0e2f26 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

Cada pessoa tem não apenas impressões digitais únicas, mas também linguagem.

O sangue humano “corre” através dos vasos sob tremenda pressão e, se sua integridade for violada, pode disparar até 10 metros.

Se você sorrir apenas duas vezes por dia, poderá diminuir a pressão sanguínea e reduzir o risco de ataques cardíacos e derrames.

Para dizer as palavras mais curtas e simples, usamos 72 músculos.

Muitos medicamentos foram inicialmente comercializados como medicamentos. A heroína, por exemplo, foi inicialmente comercializada como remédio para tosse. E a cocaína foi recomendada pelos médicos como anestesia e como meio de aumentar a resistência.

O estômago humano faz um bom trabalho com objetos estranhos e sem intervenção médica. Sabe-se que o suco gástrico dissolve mesmo moedas.

Segundo os estudos, as mulheres que bebem alguns copos de cerveja ou vinho por semana têm um risco aumentado de contrair câncer de mama.

5bfd75c0eba1e5bfd75c0eba5c - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

A vida útil média dos canhotos é menor que a direita.

Tecnologias que mudarão completamente os cuidados de saúde em 2018

Em 2018, a assistência médica russa espera grandes mudanças. Eles se referem principalmente à implementação ativa das tecnologias da informação e, em particular, do corpo.

Características e classificação

Uma das opções conhecidas para cardiomiopatia é a dilatação dos ventrículos. A expansão da cavidade ocorre em muitos pacientes sem motivo aparente. Como resultado, a função miocárdica superficial é interrompida, o que leva a um rápido aumento no seu tamanho. O aparecimento de disfunção está associado a uma diminuição da força das contrações da parede muscular dos ventrículos.

Com a dilatação tonogênica, observa-se uma expansão da cavidade cardíaca devido a um aumento no fluxo sanguíneo para eles e um aumento na pressão. A forma miogênica é caracterizada por uma mudança irreversível na câmara em volume. Aparece no contexto do alongamento e alongamento das fibras, com uma simultânea falta de contratilidade.

A última variante de dilatação é mais frequentemente combinada com uma diminuição no tom da parede. É dividido em primário e secundário. A primeira forma se desenvolve com miocardite nos estágios agudos ou crônicos, cardiosclerose causada pela aterosclerose. Com a expansão primária, ocorre um aumento uniforme da cavidade no tamanho.

5bfd75c10002f5bfd75c10006d - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

A forma secundária já ocorre no contexto da hipertrofia do miocárdio formada. O tamanho do coração em comparação com o primário é aumentado significativamente.

Existem muitos fatores que afetam negativamente o miocárdio, mas existem certas condições que contribuem para a dilatação da cavidade do ventrículo esquerdo:

  1. Patologia associada a danos ao miocárdio.
  2. Carga excessiva.

Alguns pacientes são caracterizados por um curso assintomático da doença em meio à saúde completa. Com o tempo, se for impossível compensar a condição, surgem sinais da doença. Isso é característico da cardiomiopatia dilatada. Outras causas são inflamação, hipertensão, que com o tempo torna a parede muscular fraca. Essa condição leva a uma perda de elasticidade e extensibilidade excessiva, o que leva à dilatação da cavidade.

A sobrecarga da câmara esquerda do coração ocorre quando o funcionamento da abertura da válvula na aorta é prejudicado. O estreitamento cria um obstáculo ao fluxo sanguíneo, que eventualmente leva ao alongamento do tecido cardíaco e à dilatação da cavidade.

Essa condição é observada em pessoas com defeitos nos quais uma grande quantidade de sangue entra no ventrículo.

De acordo com o mecanismo de desenvolvimento, dois tipos de dilatação são diferenciados: tonogênico e miogênico. A dilatação tonogênica também é chamada de compensatória, pois nessa fase a função contrátil do coração é preservada e, eliminando a causa do aumento da pressão no ventrículo esquerdo, leva ao desenvolvimento reverso do processo. Os tamanhos dos átrios e ventrículos estão voltando ao normal.

No momento da diástole, o volume de sangue que entra nos ventrículos é grande, o que faz com que as câmaras se estiquem. Mas, nesta fase, o ventrículo esquerdo ainda é capaz de funcionar bem, jogando uma porção de sangue nos vasos eferentes com a mesma força. No entanto, o miocárdio não é um músculo eterno e, como outros órgãos, está sujeito a desgaste.

Se a causa não for eliminada e a sobrecarga em volume e líquido continuar, em algum momento o “motor” humano começa a desistir. O miocárdio ventricular não pode forçar o sangue com a mesma força, as fibras musculares são esticadas, perdendo sua contratilidade. A dilatação miogênica se desenvolve.

A dilatação miogênica é primária e secundária. O primário pode se desenvolver no contexto de miocardite, cardiosclerose e é uma extensão uniforme da cavidade do ventrículo esquerdo. A forma secundária se desenvolve no contexto da hipertrofia miocárdica existente. Com a dilatação secundária, as dimensões das câmaras excedem significativamente aquelas em comparação com as primárias. A dilatação pode ser isolada quando apenas uma câmara do coração é expandida.

Os departamentos esquerdos (átrio e ventrículo) podem expandir-se, ambos os ventrículos - os ventrículos direito e esquerdo. O coração, que possui todas as câmaras expandidas, é chamado de coração de touro. Um exemplo de isolado é a dilatação do átrio direito com estenose da valva tricúspide ou sua insuficiência em quadro de endocardite infecciosa.

destaque

Só porque não ocorre um aumento nas câmaras do coração, existem certas razões.

A dilatação do átrio direito aparece devido a um aumento da pressão na circulação pulmonar. As razões para isso são:

  • infecções por doenças do miocárdio;
  • doenças obstrutivas dos pulmões e brônquios;
  • hipertensão pulmonar;
  • vícios
  • estenose tricúspide.

A dilatação do átrio esquerdo aparece com mais frequência em todos os tipos de dilatação do coração. A razão para isso é uma diminuição patológica na válvula que separa o átrio esquerdo e o ventrículo esquerdo, através dele o sangue é destilado de uma para a segunda parte.

No átrio esquerdo, o sangue flui do ventrículo esquerdo do coração e também aumenta. Aparece uma sobrecarga, a chamada dilatação tonogênica, e torna-se difícil para o coração destilar o sangue devido ao aumento da pressão em um grande círculo.

As razões para a ocorrência de um aumento no átrio esquerdo são:

  • forte esforço físico;
  • fibrilação atrial. É a causa ou consequência de um aumento na cavidade do átrio esquerdo;
  • vibração ou fibrilação atrial;
  • cardiomiopatia;
  • insuficiência valvar mitral.

O ventrículo esquerdo é uma câmara cardíaca que destila o sangue do átrio esquerdo para a aorta, saturando todo o organismo. A dilatação do ventrículo esquerdo é consequência de uma diminuição da válvula aórtica ou da própria aorta. Os precursores do fracasso são:

  • certos vícios;
  • estenose aórtica;
  • doença isquêmica;
  • miocardite;
  • hipertensão.

5bfd75c1040265bfd75c104063 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

Há outra posição que se destaca no quadro clínico geral - a cardiomiopatia dilatada. Esta é uma condição especial quando não há causas na expansão do ventrículo esquerdo e as doenças são completamente excluídas.

A dilatação do ventrículo direito aparece devido a estenose ou insuficiência valvar na artéria pulmonar. Prenúncio disso são doenças individuais:

  • endocardite bacteriana;
  • reumatismo;
  • coração pulmonar;
  • malformações, como displasia arritmogênica ou falta de pericárdio;
  • hipertensão pulmonar.

Há uma dilatação de ambos os átrios. É um aumento no coração direito e esquerdo. As causas de LP e PP são:

  • várias complicações após doenças, como amigdalite ou escarlatina;
  • doenças fúngicas e virais;
  • helmintos;
  • envenenamento;
  • tumores são benignos e malignos;
  • anormalidades da tireóide;
  • certas doenças auto-imunes;
  • efeitos colaterais de pílulas.

Uma ocorrência bastante comum, quando uma pequena expansão do coração é uma descoberta literalmente aleatória. O ultra-som do coração é agora o melhor método de diagnóstico. O resultado mostra as mudanças mais importantes no estado do órgão principal:

  • tamanho da câmera;
  • quanto é perturbada a função sistólica e diastólica dos ventrículos cardíacos;
  • se há danos nas válvulas;
  • coágulos sanguíneos no coração;
  • patologia do pericárdio.

Os resultados da pesquisa são comparados com valores normais por idade, altura e peso. Por exemplo, o diâmetro normal do ventrículo esquerdo não é superior a 56 mm, mas em pessoas altas e no corpo uma pequena expansão não se tornará um defeito. O diagnóstico é feito quando o aumento de várias ou de todas as câmeras ao mesmo tempo é superior a 5%.

5bfd75c1088265bfd75c108867 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

Outros métodos de diagnóstico que ajudarão a identificar a patologia:

  • ECG. Separação de dilatação e outras doenças, revela um tipo de distúrbio do ritmo cardíaco.
  • Roentgenografia. Revela sinais inerentes à cardiomegalia, um aumento das cavidades cardíacas, se o caso for grave - uma forma esférica do coração, um aumento nas raízes dos pulmões, sinais de hipertensão pulmonar.
  • Coronaroangiografia. É necessário esclarecer a estrutura do coração se for necessário tratamento cirúrgico.
  • Eletrocardiograma. Um ECG permite ver as alterações que ocorrem no ventrículo esquerdo. Este método não ajudará a detectar a própria dilatação.
  • Ultra-som No processo de realização deste estudo, você pode ver a cavidade expandida do coração, além de alterações estruturais nas paredes do átrio esquerdo.

A dilatação geralmente causa o desenvolvimento de insuficiência cardíaca e arritmias, que são doenças graves que ameaçam a vida de uma pessoa. Outras complicações desta condição incluem:

  • fibrilação atrial;
  • trombose;
  • regurgitação cardíaca e mitral;
  • tromboembolismo;
  • arritmias;
  • infecções do miocárdio.

Para evitar a ocorrência de tais conseqüências, é necessário tratar a patologia imediatamente após seu diagnóstico. Também aumenta as chances de uma recuperação completa.

Um paciente que encontrou dilatação do ventrículo esquerdo requer tratamento especial. Ele deve ser selecionado, com base na causa da doença. Na maioria dos casos, a correção médica ajuda a restaurar a saúde do paciente, mas também há situações em que a patologia desencadeia processos irreversíveis no coração. Pode ser fibrose, cicatrizes ou esclerose do miocárdio. Nesses casos, resta apenas impedir a hipertrofia do ventrículo esquerdo.

Dependendo da situação, o paciente pode receber os seguintes grupos de medicamentos:

  • Agentes anti-isquêmicos. Reduzem a demanda miocárdica de oxigênio, contribuindo para a diminuição da freqüência cardíaca e suprimindo a contratilidade do ventrículo esquerdo. A droga "Sustak" é especialmente popular na prática médica.
  • Diuréticos Eles têm um efeito diurético e ajudam a baixar a pressão sanguínea, eliminando o excesso de água e sal do corpo. Eles reduzem significativamente a carga no músculo cardíaco, causada pelo excesso de gripe.

Na ausência do efeito adequado após o curso da droga, o paciente pode ser submetido a tratamento cirúrgico. A dilatação é corrigida pelo transplante cardíaco ou pela introdução de um marcapasso.

Para qualquer doença cardíaca, o tratamento deve ser combinado com uma dieta. Antes de tudo, alimentos gordurosos, fritos e outros itens indesejados devem ser removidos da dieta. Também é necessário limitar a ingestão de sal. Nesse caso, é muito importante beber uma quantidade suficiente de água (1,5-2 litros por dia).

A terapia medicamentosa oportuna, um estilo de vida saudável e uma nutrição adequada podem melhorar significativamente a condição do paciente. Tudo isso dá à pessoa uma chance de recuperação total e boa saúde.

5bfd75c10fcae5bfd75c10fcec - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

Também afeta negativamente a câmara do coração e os vícios. Eles contribuem para o aumento da pressão na artéria pulmonar. Esse processo termina com a dilatação devido a um déficit nas funções compensatórias do corpo.

A expansão da câmara no ventrículo esquerdo ocorre frequentemente sob a influência de vários fatores provocadores. Esta condição está diretamente relacionada à idade do paciente, sua hereditariedade, a presença de excesso de peso corporal. As razões que afetam negativamente o miocárdio são consideradas:

  1. Cardiopatias congênitas. A exposição a fatores ambientais adversos já ocorre durante a gravidez. Se a lesão se tornar extensa, o feto morre. No caso de uma lesão leve, um defeito é formado.
  2. Doenças inflamatórias que incluem miocardite, pericardite, endocardite. O grupo de risco inclui crianças e adolescentes, nos quais os casos desta patologia são freqüentemente registrados.
  3. Doenças do sistema cardiovascular de forma crônica. Estes incluem hipertensão arterial, angina de peito, isquemia.
  4. Síndrome metabólica, cuja base é o excesso de peso e diabetes do paciente.
  5. Patologia crônica do tecido pulmonar.
  6. Doenças dos rins, sistemas endócrino e hematopoiético.
  7. Predisposição genética.
  8. Distúrbios autoimunes.

Os efeitos colaterais das drogas também pertencem a esse grupo. Das patologias endócrinas, o feocromocitoma é mais comum. Representa uma forma benigna ou maligna de tumores. É caracterizada pela formação excessiva de adrenalina.

Embora em muitos casos a causa não seja óbvia, a dilatação cardíaca é o resultado de dano do miocárdio resultante de vários agentes tóxicos, metabólicos ou infecciosos. Isto pode ser devido a alterações miocárdicas fibrosas de um infarto do miocárdio anterior. Ou pode ser uma complicação tardia da miocardite viral aguda do coração, por exemplo, com o vírus Coxsackie e outros enterovírus

Outras causas de dilatação do coração incluem:

  • Gravidez A cardiomiopatia peripartial ocorre no final da gravidez ou várias semanas antes e após o parto. Isso é reversível na metade dos casos.
  • Álcool Com o abuso de bebidas alcoólicas, ocorre cardiomiopatia alcoólica.
  • Doenças da glândula tireóide.
  • Distrofia muscular.
  • Tuberculose
  • Mecanismos autoimunes também são propostos como motivo para a dilatação do coração.

Estudos recentes mostraram que esses fatores causam contrações ventriculares prematuras com ocorrência extremamente alta (vários milhares de vezes ao dia).

Métodos de diagnóstico para detectar a dilatação do coração:

  • A dilatação generalizada do coração é visível com uma radiografia normal do tórax.
  • Um eletrocardiograma do coração geralmente mostra taquicardia sinusal ou fibrilação atrial, arritmias ventriculares, aumento do átrio esquerdo e também defeitos na condução intraventricular.
  • Um ecocardiograma mostra dilatação do ventrículo esquerdo.
  • O cateterismo cardíaco e a angiografia coronariana frequentemente diagnosticam doenças cardíacas coronárias.
  • Para diagnóstico avançado, é prescrita tomografia computadorizada ou ressonância magnética do coração.

1 183 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que éO aumento dos raios X da sombra do coração pode ser um sinal de dilatação

Dilatação dos átrios e ventrículos do coração

Se ocorrer uma violação da circulação sanguínea, uma das câmaras do coração se expande, o termo médico é dilatação do coração. Mas há casos em que, devido a várias doenças, os átrios e o ventrículo aumentam.

A função cardíaca reduzida pode afetar os pulmões, o fígado e outros sistemas corporais.

O que é isso

A dilatação é um tipo de cardiomiopatia do coração - um grupo de doenças que afetam principalmente a atividade do músculo cardíaco. Diferentes cardiomiopatias têm diferentes causas e afetam o coração de maneiras diferentes.

Com a cardiomiopatia, parte do miocárdio é dilatada, geralmente sem motivo óbvio. A função de bombeamento sistólico do coração é perturbada, o que leva a um aumento progressivo nele.

Esse processo é chamado de hipertrofia dilatada dos ventrículos do coração.

Anatomia e dilatação normais do coração

A dilatação cardíaca é mais comum em homens do que em mulheres de 20 a 60 anos. Cerca de um em cada três casos de insuficiência cardíaca congestiva (ICC) está associado à cardiomiopatia dilatada. A doença também ocorre em crianças.

Os sintomas

A dilatação do ventrículo esquerdo ou direito do coração pode não causar sintomas significativos que afetem a qualidade de vida.

Pessoas que sofrem de cardiomiopatia dilatada podem ter:

  • coração aumentado;
  • edema pulmonar;
  • pressão alta ou baixa;
  • cardiopalmo;
  • veias jugulares aumentadas.

destaque

Embora em muitos casos a causa não seja óbvia, a dilatação cardíaca é o resultado de dano do miocárdio resultante de vários agentes tóxicos, metabólicos ou infecciosos.

Isto pode ser devido a alterações miocárdicas fibrosas de um infarto do miocárdio anterior.

Ou pode ser uma complicação tardia da miocardite viral aguda do coração, por exemplo, com o vírus Coxsackie e outros enterovírus

Genética

25-35% dos indivíduos têm formas familiares de dilatação, com a maioria das mutações afetando os genes que codificam as proteínas do citoesqueleto, e alguns afetam outras proteínas envolvidas na contração.

A doença é geneticamente heterogênea, mas a forma mais comum de transmissão é autossômica dominante e autossômica recessiva.

Alguns parentes sofrem de dilatação assintomática de alterações no músculo cardíaco.

Portadores hereditários de genes mutacionais são mais suscetíveis a arritmias ventriculares, transplantes cardíacos, insuficiência cardíaca crônica, morte cardíaca súbita.

A progressão da insuficiência cardíaca está associada à remodelação do ventrículo esquerdo:

  • seu aumento gradual;
  • compactação de parede;
  • a câmara do coração se torna mais esférica

Tais processos ocorrem após o infarto do miocárdio. Morte ou devido a insuficiência cardíaca congestiva ou bradiarritmia ventricular taquicária.

Operação

A dilatação é um aumento de quaisquer órgãos ocos no corpo humano. Tais extensões não são apenas fisiológicas, mas também patológicas. O coração também é oco por dentro, consiste em dois átrios e dois ventrículos.

O sangue se move em dois círculos da circulação sanguínea, grandes e pequenos, devido à contração seqüencial do miocárdio. A expansão de uma das câmaras pode ocorrer devido a absolutamente quaisquer patologias. Alguns processos levam à dilatação de todos os átrios e ventrículos ao mesmo tempo.

Com a dilatação tonogênica, observa-se uma expansão da cavidade cardíaca devido a um aumento no fluxo sanguíneo para eles e um aumento na pressão. A forma miogênica é caracterizada por uma mudança irreversível na câmara em volume. Aparece no contexto do alongamento e alongamento das fibras, com uma simultânea falta de contratilidade.

A última variante de dilatação é mais frequentemente combinada com uma diminuição no tom da parede. É dividido em primário e secundário.

A primeira forma se desenvolve com miocardite nos estágios agudos ou crônicos, cardiosclerose causada pela aterosclerose. Com a expansão primária, ocorre um aumento uniforme da cavidade no tamanho.

A função de contração do miocárdio é significativamente reduzida. O pulso e a frequência cardíaca tornam-se fracos e mal sentidos.

Alguns pacientes são caracterizados por um curso assintomático da doença em meio à saúde completa. Com o tempo, se for impossível compensar a condição, surgem sinais da doença.

Isso é característico da cardiomiopatia dilatada. Outras causas são inflamação, hipertensão, que com o tempo torna a parede muscular fraca.

5bfd75c114e9f5bfd75c114edc - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

Essa condição leva a uma perda de elasticidade e extensibilidade excessiva, o que leva à dilatação da cavidade.

A sobrecarga da câmara esquerda do coração ocorre quando o funcionamento da abertura da válvula na aorta é prejudicado. O estreitamento cria um obstáculo ao fluxo sanguíneo, que eventualmente leva ao alongamento do tecido cardíaco e à dilatação da cavidade.

5bfd75c118aca5bfd75c118b07 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

Com um estreitamento ou insuficiência da válvula mitral, o átrio não tem esforço suficiente para conduzir a mesma quantidade de sangue pela abertura reduzida, devido a essa parte do sangue se acumular nela.

Há um espessamento compensatório da parede muscular do átrio. Se o estreitamento não for eliminado, o sangue continuará se acumulando, pois a compensação não pode ser de longo prazo.

A dilatação do átrio esquerdo ocorre devido ao acúmulo de sangue, que não é capaz de empurrar para o ventrículo.

Outra razão para a expansão do átrio esquerdo é fibrilação atrial ou fibrilação, flutter atrial. Muitas vezes, a arritmia ocorre no contexto da dilatação. Em uma criança, as causas da patologia são semelhantes.

Independentemente da etiologia do aumento do átrio esquerdo, é recomendável realizar um exame diagnóstico completo por um cardiologist e iniciar o tratamento prescrito.

A dilatação do átrio esquerdo não apresenta sintomas próprios, pois essa condição não é uma doença independente. O paciente sente sinais de arritmia, constrição ou falha da válvula.

Entre esses sintomas estão falta de ar, palidez severa e cianose da pele, hemoptise, sensação de dor atrás do esterno e palpitações.

Muitas vezes as pessoas que vivem até os 50 anos não percebem nenhum problema e somente após um exame de ultrassom é que descobrem seu diagnóstico. Esses casos requerem exame adicional do paciente para encontrar a causa. É recomendado ser registrado com um cardiologista que monitora as mudanças no coração.

As principais causas de dilatação do ventrículo esquerdo incluem:

  • Estreitamento ou insuficiência da válvula aórtica, aneurisma e estreitamento da aorta. Devido a essas patologias, há um aumento direto na pressão intraventricular. O aumento da pressão nos estágios iniciais é neutralizado pela hipertrofia miocárdica compensatória parcial. Com um ligeiro aumento, os mecanismos compensatórios funcionam por um longo tempo e não mostram sinais de patologia. Uma pessoa é diagnosticada acidentalmente com um exame de rotina.
  • Miocardite, hipertensão arterial, doença cardíaca coronária, reumatismo, doenças infecciosas na infância que afetam a parede do coração, tornando-a flácida.

Dilatação ventricular esquerda

Com a exclusão de todas as causas de expansão acima, é feito um diagnóstico de cardiomiopatia dilatada.

5bfd75c11e7d45bfd75c11e811 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

Se a dilatação do departamento for aguda, podem ocorrer patologias graves, como asma cardíaca, edema pulmonar e o risco de insuficiência cardíaca aguda, que é um perigo para a vida do paciente.

O sangue entra no átrio direito a partir da veia cava, isto é, de um grande círculo de circulação sanguínea. O átrio empurra-o pela válvula tricúspide, localizada entre o átrio direito e o ventrículo. Do ventrículo direito, o sangue flui através da válvula do tronco pulmonar para as artérias pulmonares, depois para os pulmões e alvéolos, onde é saturado com oxigênio.

As principais causas de dilatação do átrio direito incluem:

  • Estreitamento ou insuficiência da válvula tricúspide. O mecanismo de desenvolvimento da dilatação é semelhante ao estreitamento da válvula mitral: o átrio é incapaz de empurrar qualitativamente o sangue para o ventrículo direito, o que leva ao seu acúmulo no átrio direito e à sua expansão.
  • Doenças broncopulmonares. Nesse caso, o espasmo das artérias broncopulmonares ocorre no corpo, pelo que o coração precisa fazer mais esforços para empurrar o sangue através dos troncos espasmódicos das artérias pulmonares e de seus ramos laterais.
  • Outras doenças cardíacas, como doença coronariana, miocardite, reumatismo, que afinam a parede do átrio direito.

Expansão atrial direita

As principais causas de dilatação do ventrículo direito são as seguintes:

  • estreitamento ou insuficiência da válvula do tronco pulmonar;
  • hipertensão pulmonar;
  • doenças que afetam o coração.

Os principais sinais clínicos:

  • inchaço das veias no pescoço;
  • fígado aumentado;
  • inchaço do tecido subcutâneo;
  • ascites;
  • hidrotórax;
  • hidropericárdio;
  • edema geral do corpo, ou anasarca.

A causa do estreitamento das válvulas cardíacas é geralmente uma malformação congênita. Em recém-nascidos ou bebês, apenas o tratamento cirúrgico é possível.

Doenças como reumatismo, endocardite bacteriana, hipertensão pulmonar e pericardite levam à insuficiência valvar.

As principais causas das paredes musculares caídas incluem os distúrbios acima, como diferentes graus de hipertensão arterial, doença cardíaca coronária, diabetes mellitus, obesidade, patologia broncopulmonar obstrutiva e a gênese diferente da arritmia. Melhore o risco de dilatação, desnutrição, diminuição da imunidade, o que leva a infecções frequentes.

A expansão das câmaras cardíacas é diagnosticada por um cardiologist com base em uma anamnésia e métodos de pesquisa objetivos.

A expansão moderada de uma ou duas câmaras no coração por um longo tempo pode não se manifestar. Freqüentemente, a patologia é detectada por acaso, durante um exame de rotina ou tratamento de outra doença. A dilatação grave da cavidade leva a uma diminuição na função de bombeamento, o que leva ao aparecimento de sinais de insuficiência cardíaca ou arritmia. Isso inclui o seguinte:

  • Palpitações palpáveis.
  • Dispnéia.
  • Cianose do triângulo nasolabial, lábios, orelhas, pontas dos dedos.
  • Ao agravar a gravidade do curso, a cianose se espalha para a pele.
  • Inchaço nos braços e pernas.
  • Comprometimento da memória
  • Fadiga e fraqueza persistindo após o descanso.
  • Desconforto ao se deitar.
  • Tonturas.
  • Dor de cabeça.
  • Um sentimento de insuficiência cardíaca.

evidência

A dilatação moderada não apresenta sinais, com apenas uma leve taquicardia durante a caminhada, com esforço físico e inquietação. A dilatação cardíaca tem sintomas semelhantes à insuficiência cardíaca. Ao mesmo tempo, é impossível detectar distúrbios especiais que apenas a dilatação atrial possui.

Os médicos podem suspeitar de arritmia em um exame completo. Atenção especial deve ser dada a:

  • falta de ar durante conversas e movimentos;
  • com ausculta, arritmia cardíaca está presente;
  • inchaço das pernas e pés.

Nesse caso, pacientes com dilatação do átrio esquerdo se queixam de:

  • sonolência, fraqueza repentina;
  • fadiga;
  • desempenho reduzido.

Os estágios iniciais da hipertrofia não apresentam manifestações clínicas pronunciadas. Isso se deve ao fato de o músculo atrial lidar com o aumento da carga e compensar os distúrbios circulatórios nas cavidades cardíacas. Os primeiros sinais ocorrem com o desenvolvimento da deficiência de contratilidade:

  • fadiga aumentada e baixa tolerância ao esforço físico;
  • dificuldade em respirar primeiro quando exercido, depois em repouso;
  • palpitações cardíacas;
  • ritmo cardíaco irregular;
  • uma mudança no timbre da voz devido à compressão do nervo recorrente.

À medida que os distúrbios hemodinâmicos aumentam, aparecem dor no coração, ataques graves de asma, peso no fígado, inchaço nas extremidades e inchaço das veias cervicais. A razão para isso é o aumento da pressão no átrio esquerdo, pois não permite o fluxo livre de sangue dos pulmões.

Os processos estagnados resultantes e a hipertensão em um pequeno círculo levam a uma diminuição do fluxo venoso da veia cava, um aumento no acúmulo de fígado e líquidos no tórax e na cavidade abdominal.

5bfd75c123e035bfd75c123e40 - Dilatação do ventrículo direito do coração o que é

Dependendo da causa da hipertrofia nos pacientes, são observados sinais adicionais característicos de uma patologia específica.

destaqueevidência
Pressão altaDor de cabeça, tontura, visão turva, pontos de cintilação na frente dos olhos.
Constrição da válvula mitralCorar o rosto, pele pálida, tosse com manchas de sangue.
Estreito da válvula aórticaDesmaios, tonturas, baixa pressão diastólica.
Coarctação da aortaPressão alta nas extremidades superior e baixa nas extremidades inferiores, cintura escapular bem desenvolvida, dores de cabeça e chiado congestivo nos pulmões.

Previsão

Cada paciente com dilatação do ventrículo esquerdo, já sabendo o que é, deve seguir todas as recomendações médicas. Com esse diagnóstico, o diagnóstico precoce e o início do tratamento são importantes. Em formas avançadas, a probabilidade de desenvolver insuficiência cardíaca é alta. Nesses pacientes, o aparelho valvar é deformado, o que leva à insuficiência mitral. Esse diagnóstico viola significativamente a qualidade de vida e reduz sua duração. O prognóstico para os pacientes é ruim.

É importante que cada paciente lembre-se de que os primeiros sintomas não são considerados normais e requerem um conjunto de procedimentos de diagnóstico. O tratamento oportuno reduzirá o risco de complicações e prolongará a vida útil por muitos anos.

3 razões para dilatação

Existem muitas razões que podem levar ao desenvolvimento de dilatação. Se não for possível estabelecer qual fator patológico afeta o músculo cardíaco, levando à sua distensão, eles falam de cardiomiopatia dilatada. Noutros casos, as razões para o desenvolvimento de dilatação das câmaras cardíacas podem ser as seguintes.

A dilatação do átrio esquerdo pode ser observada com:

  • com cardiopatias (estenose, insuficiência da válvula atriventricular esquerda),
  • doenças infecciosas de várias etiologias,
  • patologia endócrina,
  • bebendo muito álcool
  • atividade física excessiva,
  • formações tumorais na cavidade do átrio esquerdo,
  • distúrbios do ritmo, doenças autoimunes,
  • doença cardíaca reumática,
  • ruptura dos acordes tendinosos.

Causas de dilatação do átrio direito:

  • Hipertensão pulmonar
  • doença pulmonar obstrutiva crônica,
  • estenose valvar
  • endocardite infecciosa com danos nas cordas e nas válvulas da válvula tricúspide (tricúspide),
  • defeitos cardíacos (tetralogia de Fallot),
  • hipertensão portal.

A dilatação isolada do átrio direito é muito menos comum do que a expansão combinada do átrio direito e ventrículo direito. Não apenas os átrios, mas também os ventrículos, e ainda mais frequentemente os primeiros, são capazes de sofrer dilatação. As razões para isso podem ser muitas.

A expansão da cavidade do ventrículo esquerdo pode levar a:

  • estreitamento (coarctação) da boca da aorta,
  • estenose da válvula aórtica,
  • doença arterial coronariana,
  • miocardite,
  • hipertensão arterial.

A expansão isolada da cavidade do ventrículo esquerdo ou direito é rara. Na maioria das vezes, o átrio é dilatado com o ventrículo direito.

As causas dessa dilatação podem ser as indicadas para o átrio direito e também listadas abaixo:

  • embolia pulmonar (embolia pulmonar)
  • defeito do septo atrial,
  • comunicação interventricular,
  • canal arterial aberto,
  • ausência congênita de pericárdio,
  • displasia arritmogênica do ventrículo direito,
  • tumores do coração direito,
  • infarto do miocárdio do ventrículo direito.

4 manifestações clínicas

Infinitamente, o coração humano não é capaz de lidar com o aumento do estresse. A dilatação tonogênica é substituída por miogênica, aparecem sinais de insuficiência circulatória. Se as partes esquerdas do coração estiverem sobrecarregadas, elas falarão de insuficiência ventricular esquerda; se a sobrecarga cair nas câmaras direitas, a insuficiência ventricular direita se desenvolverá.

As principais manifestações da insuficiência ventricular esquerda são falta de ar durante o esforço físico, dor no coração, sensação de interrupções e palpitações, fadiga, fraqueza, tontura, inchaço das pernas e pés.

Em caso de insuficiência de acordo com o tipo do ventrículo direito, os pacientes queixam-se de palpitações cardíacas, falta de ar, inchaço das veias cervicais, pressão arterial baixa, peso no hipocôndrio direito, edema das extremidades.

Svetlana Borszavich

Clínico geral, cardiologista, com trabalho ativo em terapia, gastroenterologia, cardiologia, reumatologia, imunologia com alergologia.
Fluente em métodos clínicos gerais para o diagnóstico e tratamento de doenças cardíacas, bem como eletrocardiografia, ecocardiografia, monitoramento de cólera em um eletrocardiograma e monitoramento diário da pressão arterial.
O complexo de tratamento desenvolvido pelo autor ajuda significativamente com lesões cerebrovasculares e distúrbios metabólicos no cérebro e doenças vasculares: hipertensão e complicações causadas pelo diabetes.
O autor é membro da European Society of Therapists, participante regular em conferências e congressos científicos na área da cardiolmedicina e medicina geral. Ela tem participado repetidamente de um programa de pesquisa em uma universidade privada no Japão na área de medicina reconstrutiva.

Detonic