Valvopatia aórtica bicúspide de cardiopatia congênita

Muitas crianças não percebem problemas há muito tempo e não reclamam da doença. Na maioria dos casos, eles se sentem bem, mas não dura muito. Muitos ainda são capazes de se envolver em treinamento esportivo. Mas a primeira coisa que os atormenta é falta de ar e aumento da frequência de batimentos cardíacos. Com esses sintomas, é importante consultar um especialista imediatamente.

A princípio, percebe-se desconforto com cargas moderadas. No futuro, a insuficiência valvar aórtica ocorre mesmo em repouso. Falta de ar perturbadora, pulsação severa das artérias localizadas no pescoço. O tratamento deve ser de alta qualidade e oportuno.

Os sintomas da doença podem se manifestar como ruído na área da maior artéria. Quanto ao desenvolvimento físico, em crianças, isso não muda com a insuficiência, mas há um notável empalidecimento da pele do rosto.

Ao considerar um ecocardiograma, a insuficiência valvar aórtica é expressa como um aumento moderado do lúmen na boca da artéria. Também existem ruídos na região da parte esquerda do tórax, o que indica o progresso da discrepância entre os lobos dos retalhos lunados (mais de 10 mm). Choques fortes são explicados pelo aumento do trabalho do ventrículo esquerdo e do átrio no modo de compensação.

Uma válvula bicúspide é o defeito mais comum da válvula cardíaca. Nesse tipo de deformidade, a válvula aórtica possui apenas dois folhetos, que são pontos difíceis. Essa condição pode levar à circulação sanguínea prejudicada do coração para a aorta, o que leva a alterações na função do coração e pulmões. O tratamento consiste em reparo cirúrgico ou substituição da válvula.

Uma válvula é um dispositivo que permite que o fluido flua em apenas uma direção ao longo de um caminho específico, obstruindo assim o fluxo reverso de fluido.

O coração tem quatro válvulas que permitem que o sangue flua na direção ordenada de cada uma das quatro câmaras do coração e na maior artéria do corpo - a aorta.

A aorta, por sua vez, se ramifica para outros vasos sanguíneos no pescoço, membros, órgãos do corpo e fornece oxigênio ao corpo.

A válvula aórtica separa o ventrículo esquerdo do coração e a aorta. Esta é a última válvula antes do sangue sair do coração e passar para a aorta. A válvula é formada durante a gravidez e, em regra, consiste em três válvulas separadas, que parecem uma barreira bem fechada que impede o retorno do sangue da aorta para o coração.

Assim, quando o coração se contrai, a válvula aórtica se abre e permite que o sangue flua do coração para a aorta e, quando o coração relaxa, a válvula aórtica se fecha e impede o retorno do sangue da aorta para o coração.

Uma estrutura de válvula tripla é necessária para o seu bom funcionamento, que foi observado já no século x, quando o grande mestre renascentista, Leonardo da Vinci, relatou suas observações de anatomia e circulação sanguínea.

A válvula bicúspide ainda não funciona adequadamente durante o desenvolvimento no útero; por razões desconhecidas, duas das três válvulas permanecem presas ao longo de uma borda, resultando em uma válvula aórtica com duas válvulas. Uma válvula bicúspide é a doença valvar mais comum no nascimento, e muitas pessoas vivem uma vida normal, mesmo sem perceber.

Infelizmente, as válvulas aórticas bicúspides não são muito confiáveis.

Ao longo dos anos, condições como a limitação do fluxo sanguíneo aórtico (estenose aórtica), refluxo sanguíneo da aorta para o coração (insuficiência aórtica ou insuficiência aórtica) e infecção (endocardite) são freqüentemente encontradas com sintomas correspondentes na idade adulta, como dano progressivo à válvula aórtica bicúspide.

Outras condições que podem ocorrer com uma válvula aórtica bicúspide são: aneurisma da aorta e dissecção da aorta (divisão da aorta em camadas com risco de vida).

A maioria das malformações da válvula aórtica bicúspide aparece esporadicamente (isto é, acidental e não está associada a defeitos hereditários) e não é transmitida dos pais para a criança.

No entanto, houve vários relatos de que a doença valvar aparece em vários membros da mesma família.

Para fins de aconselhamento genético, uma válvula bicúspide pode ser considerada uma condição esporádica com um risco extremamente baixo que é transmitido de pai para filho.

É relatado que uma válvula bicúspide ocorre em 1-2% da população em geral e é o defeito valvar mais comum diagnosticado na população adulta, responsável por até metade dos casos de estenose aórtica operada.

Por razões que não são claras, uma válvula bicúspide é 3-4 vezes mais provável em homens do que em mulheres, embora alguns pesquisadores acreditem que essa condição possa ser simplesmente diagnosticada com mais frequência em homens devido a uma maior taxa de deposição de cálcio.

É interessante notar que a válvula bicúspide também ocorre em outras condições, incluindo a síndrome de Turner, ou em pacientes com deformidade chamada coarctação da aorta (estreitamento da aorta).

Foi relatado que cerca de 35% dos pacientes com síndrome de Turner e até 80% dos pacientes com coarctação de aorta têm uma válvula bicúspide associada. O significado dessas associações permanece incerto.

Talvez você queira saber sobre o novo medicamento - Cardiol, que normaliza perfeitamente a pressão sanguínea. Cardiol cápsulas são uma excelente ferramenta para a prevenção de muitas doenças cardíacas, porque contêm componentes únicos. Este medicamento é superior em suas propriedades terapêuticas a esses medicamentos: Cardiline, Recardio, Detonic. Se você quiser saber informações detalhadas sobre Cardiol, Vá para o site do fabricante. Lá você encontrará respostas para perguntas relacionadas ao uso deste medicamento, análises de clientes e médicos. Você também pode descobrir o Cardiol cápsulas no seu país e as condições de entrega. Algumas pessoas conseguem obter um desconto de 50% na compra deste medicamento (como fazer isso e comprar pílulas para o tratamento da hipertensão por 39 euros, está disponível no site oficial do fabricante). Cardiol cápsulas para o coração

sinais e sintomas

Muitas pessoas com válvula bicúspide não apresentam nenhum sintoma e podem viver a vida inteira sem conhecer essa condição.

No entanto, danos progressivos ou infecção valvar podem levar a três condições graves:

  • estenose aórtica,
  • insuficiência aórtica,
  • endocardite.

Quando uma pessoa envelhece, a deposição de cálcio em uma válvula aórtica bicúspide torna-a rígida.

No final, a válvula pode ficar tão rígida que não abre adequadamente, o que complica a remoção de sangue do coração e para a aorta e leva à estenose aórtica.

No final, o bloqueio pode se tornar tão ruim que o sangue retorna ao coração e pulmões em vez de ir para o resto do corpo com oxigênio (insuficiência cardíaca congestiva). Essa condição pode levar a um espessamento da parede do coração, que por sua vez levará a uma violação do ritmo cardíaco.

A regurgitação aórtica ocorre quando a válvula não fecha adequadamente. Pessoas com essa condição podem sofrer com falta de ar. A gravidade dos sintomas experimentados pelo paciente depende da gravidade da insuficiência aórtica.

Finalmente, as bactérias podem se instalar em uma válvula aórtica bicúspide inadequadamente formada, causando endocardite.

Pessoas com endocardite podem apresentar sinais de febre prolongada, fadiga, perda de peso e, às vezes, danos nos rins ou manchas nos dedos e mãos.

Outras condições perigosas associadas à válvula aórtica bicúspide incluem aneurisma da aorta e dissecção da aorta.

Pessoas com aneurisma da aorta geralmente não apresentam sintomas se o aneurisma não estourar, mas as pessoas com dissecção da aorta apresentam dor nas costas.

A ruptura do aneurisma da aorta e a dissecção da aorta são muito perigosas e podem ser fatais se a atenção não for prestada em tempo hábil e o tratamento não for iniciado.

Diagnóstico

Qualquer um dos sintomas de estenose aórtica, regurgitação aórtica ou endocardite deve levar à busca do defeito valvar subjacente. A estenose ou regurgitação aórtica é diagnosticada por uma combinação de exame físico, exames cardiovasculares e imagens.

O primeiro sinal de problemas na válvula aórtica é o ruído (o som de padrões anormais de fluxo sanguíneo) ouvido pelo estetoscópio.

Os sinais posteriores incluem um coração grande, que pode ser visto em um raio-x ou em um teste cardíaco elétrico especial chamado ECG (eletrocardiograma). Se esses sintomas estiverem presentes, isso sugere que a válvula aórtica pode estar danificada.

Ao diagnosticar uma válvula aórtica bicúspide, é necessário seguir as recomendações do médico e fazer tratamento na clínica, tentar evitar o estresse, aumentar o estresse, observar os padrões de sono e comer corretamente.

Tags: coração, doença cardiovascular, doença cardíaca

Nosso coração é do tamanho de um punho e está localizado sob o esterno. Em repouso, bate cerca de 60 vezes por minuto e bombeia cerca de 5000 litros de sangue por dia pelo corpo - com uma carga atlética, o volume de sangue bombeado pode ser de até 10 litros ou mais.

O coração é composto por quatro câmaras: dois átrios e dois ventrículos. Suas entradas e saídas são equipadas com válvulas que fornecem fluxo de sangue em apenas uma direção. A válvula na saída do sangue para o grande círculo sistêmico é chamada aórtica. Na saída para os pulmões há uma válvula pulmonar, e entre os átrios e ventrículos no lado esquerdo do coração está a válvula mitral, na válvula tricúspide direita.

Em geral, cada válvula cardíaca pode ser afetada por uma doença. No entanto, os defeitos mais comuns são estenose aórtica e insuficiência valvar mitral. A estenose da válvula aórtica é um dos defeitos mais comuns da válvula cardíaca no mundo ocidental e é especialmente comum na terceira idade. Outros defeitos da válvula cardíaca:

  • Insuficiência valvar aórtica
  • Estenose da válvula mitral
  • Prolapso da válvula mitral
  • Estenose ou insuficiência valvar pulmonar
  • Estenose tricúspide ou insuficiência

Métodos de diagnóstico

A patologia mais comum em que a válvula é afetada é a estenose aórtica. Esta patologia é diagnosticada em pacientes idosos. Existem vários motivos principais:

  • processos degenerativos;
  • a presença de uma válvula aórtica bicúspide congênita (esta é uma anomalia grave);
  • há história de fixação reumática da febre.

Freqüentemente, os pacientes não apresentam nenhum sintoma dessa patologia. Alguns pacientes, quando examinados por um médico, reclamam de falta de ar, angina de peito e aparecimento de desmaios. Se tais sintomas ocorrerem, na maioria dos casos o prognóstico é ruim.

A estenose aórtica é leve ou crônica. Os sintomas podem ocorrer bruscamente ou aumentar gradualmente. O tratamento mais eficaz é a inserção da prótese. A cirurgia de emergência é realizada em formas graves de patologia, quando o paciente está em perigo e há uma probabilidade de complicações graves.

A terapia medicamentosa fornece um efeito exclusivamente temporário. Para eliminar o desconforto e a falta de ar, os diuréticos são prescritos de acordo com as instruções. Com angina de peito, os pacientes precisam tomar betabloqueadores, vasodilatadores. Outro tratamento eficaz é a valvoplastia por bola.

A insuficiência aórtica é causada por dissecção aórtica ou lesão grave. A presença de endocardite na anamnese, que ocorreu de forma infecciosa, leva a uma forma crônica de patologia. Às vezes, a raiz da aorta pode se expandir, processos degenerativos, febre reumática ocorre no corpo.

Os principais sinais clínicos incluem:

  • dor intensa nos pulmões, inchaço, falta de ar;
  • na área da borda inferior do esterno, no lado esquerdo, o sopro protodiastólico é bem ouvido;
  • aumento da frequência cardíaca;
  • deslocamento da parte superior do coração, porque há carga e pressão no ventrículo esquerdo.

Na forma aguda de desenvolvimento, os pacientes sentem uma acentuada deterioração do bem-estar. Eles precisam de atendimento de emergência. Nessa condição, ocorre frequentemente edema pulmonar, no qual existe uma alta probabilidade de um resultado fatal.

Após o exame, o médico decide sobre a conveniência de realizar próteses valvares de emergência. O paciente recebe tratamento adequado para manter o corpo. O paciente é prescrito diuréticos, medicamentos para vasodilatação, inotrópicos.

Se o paciente ignora os sintomas, a condição se torna grave. Nesse caso, falta de ar, insuficiência pancreática ocorre.

Os principais sintomas incluem sopro diastólico na borda esquerda do peito, uma vedação no pâncreas. Em situações raras, falência, a hipertensão pulmonar começa a se desenvolver bastante. Como resultado, a regurgitação progride.

Na maioria dos casos, não é necessário tratamento sério. Os médicos prescrevem medicamentos para eliminar o pâncreas, as causas da hipertensão pulmonar. Em casos graves, o paciente passa por um diagnóstico e exame abrangentes. Como resultado, pode ser tomada uma decisão sobre a inserção de uma prótese valvar no tronco pulmonar. Os especialistas selecionarão o tamanho apropriado da válvula individualmente.

Regurgitação tricúspide é diagnosticada em pacientes na maioria dos casos. Os sintomas geralmente são leves e não afetam a qualidade de vida do paciente. As principais razões são dilatação do pâncreas, hipertensão pulmonar.

O grau de desenvolvimento da insuficiência tricúspide é afetado pela forma de desenvolvimento da anomalia de Ebstein, endocardite de forma infecciosa. A intervenção cirúrgica é necessária quando a válvula cardíaca não fecha completamente. O tratamento neste caso é prescrito imediatamente. Os seguintes aspectos clínicos podem ser distinguidos:

  • na maioria dos casos, os sintomas são mínimos e não causam desconforto grave;
  • exclusivamente em situações difíceis, a insuficiência pancreática se desenvolve.

As características características incluem pulsação da veia jugular, aumento do fígado. Se não for tratado, é provável que ocorra edema periférico, ascite. Situações agudas são raras. A doença valvar cardíaca pode evoluir para uma forma crônica.

Se o paciente foi prescrito, o uso de drogas intravenosas, mas no contexto dessa terapia, ocorre endocardite e disfunção na válvula tricúspide. Na maioria dos casos, possui etiologia estafilocócica. A endocardite se desenvolve rapidamente e o paciente requer tratamento urgente. Os médicos podem sugerir uma comissurotomia valvar mitral.

Na maioria dos casos, o tratamento não é necessário para lesões da válvula aórtica dessa forma. O médico leva em consideração as características da patologia, os resultados do exame e diagnóstico. Como terapia principal, são prescritos antibióticos, comissurotomia. Eles ajudarão a eliminar problemas nas válvulas cardíacas, sintomas negativos.

Segundo indicações, podem ser utilizadas técnicas como valvoplastia, anuloplastia e próteses valvares tricúspides. O método diagnóstico mais eficaz é a dopplerometria da válvula tricúspide. Ajuda a determinar a doença, distúrbios, sua natureza de desenvolvimento. A dopplerometria ajudará a avaliar o grau de dano, se a válvula pode fechar.

Os defeitos da válvula cardíaca podem ser divididos em estenose e falha. A estenose da válvula cardíaca é seu estreitamento devido a depósitos ou cicatrizes. Como resultado, o sangue não pode mais fluir sem impedimentos, e o coração deve trabalhar duro para bombear o sangue por esse gargalo. A insuficiência da válvula é observada quando ela não fecha mais completamente, para que o sangue possa fluir de volta.

Em casos raros, os defeitos da válvula cardíaca são congênitos. Uma parte muito pequena já é encontrada no feto no útero. A extensão em que essas malformações são determinadas geneticamente ou ocorrem durante o desenvolvimento embrionário ainda não foi comprovada cientificamente. Alguns

orcs cardíacos não são detectados imediatamente após o nascimento, mas apenas nos anos subsequentes. Isso geralmente acontece por acaso durante um exame de rotina ou quando os primeiros sintomas aparecem.

No entanto, a maioria dos defeitos da válvula cardíaca aparece ao longo da vida e tem outras causas, a saber:

  • Calcinação valvar relacionada à idade
  • Expansão das câmaras do coração ou aorta
  • Infecções bacterianas e inflamação crônica
  • Tumores do coração

Nem toda disfunção da válvula cardíaca leva diretamente a certos sintomas. Assim, pode acontecer que os defeitos não sejam detectados por um longo período de tempo, às vezes até décadas, em casos extremos até que o coração seja finalmente gravemente danificado.

Existem os seguintes sintomas de defeitos nas válvulas cardíacas que devem ser verificados pelo seu médico:

  • Dispnéia
  • Baixa capacidade de trabalho
  • Mágoa
  • Perturbação do ritmo cardíaco
  • Tontura
  • Desmaio
  • Fluido estagnado
  • Lábios azuis (cianose)
  • A perda de peso

Cardiologistas qualificados podem detectar defeitos valvares no coração já no estágio de escutar tons. O procedimento diagnóstico mais comum é o exame usando o chamado ultra-som Doppler. Com ele, o médico pode descobrir o tamanho do coração e suas câmaras, bem como a espessura das paredes do coração. Verifique a operação e o fechamento adequados das válvulas aqui.

Além disso, um cardiologista pode exibir graficamente o fluxo sanguíneo no coração em cores e com ruído acústico. Assim, mesmo defeitos complexos da válvula cardíaca podem ser diagnosticados com precisão. Além disso, é adequado para avaliar a funcionalidade da válvula.

. Para alguns exames mais detalhados em casos raros, recomenda-se o uso de um cateter cardíaco.

Independentemente de se instalar uma válvula cardíaca artificial ou uma prótese, após a cirurgia, sempre é realizada uma prevenção estrita da endocardite. Cicatrizes causam turbulência no coração. Isso aumenta o risco de deposição e inflamação bacteriana, que podem ser fatais para o coração. Portanto, antes de intervenções cirúrgicas, procedimentos orais (como profilaxia dentária) e infecções bacterianas, é necessário tomar um antibiótico profilático em tempo hábil.

Se uma pessoa precisa de uma nova válvula cardíaca, precisa de melhores cuidados médicos. É por isso que o paciente se pergunta onde encontrar a melhor clínica para cirurgia valvar cardíaca.

Como essa pergunta não pode ser respondida objetivamente, e um médico que se preze nunca afirma ser o melhor, você só pode confiar na experiência dele. Quanto mais operações ele realiza nas válvulas cardíacas, mais experiência tem em sua especialidade.

Assim, especialistas no campo da reconstrução ou substituição de válvulas cardíacas são os médicos que tratam defeitos nas válvulas cardíacas. Seu conhecimento e muitos anos de experiência como

, especializada no tratamento de válvulas cardíacas, as torna a escolha certa para esse tipo de cirurgia.

Doença da válvula cardíaca hoje, volume especial da German Heart Foundation, p. 4ff.

Quando a insuficiência da válvula aórtica começa a se desenvolver, os sintomas não aparecem imediatamente. Este período é caracterizado pela ausência de reclamações graves. A carga é compensada pela válvula ventricular esquerda - é capaz de suportar a corrente reversa por um longo tempo, mas depois é esticada e ligeiramente deformada. Já neste momento há dores, tonturas e batimentos cardíacos frequentes.

Classificação de insuficiência aórtica

A insuficiência aórtica é dividida em 3 graus. Eles diferem na divergência das abas das válvulas. À primeira vista, parece simples. É:

  • Seios de Valsalva - eles estão localizados atrás dos seios aórticos, imediatamente atrás das válvulas, que são freqüentemente chamadas de lunares. As artérias coronárias começam neste local.
  • Anel fibroso - possui alta resistência e separa claramente o início da aorta e do átrio esquerdo.
  • Cúspides lunares - existem três deles, eles continuam a camada endocárdica do coração.

Os caixilhos estão localizados em uma linha circular. Quando a válvula é fechada em uma pessoa saudável, o espaço entre as válvulas fica completamente ausente. O grau e a gravidade da insuficiência da válvula aórtica dependem do tamanho da lacuna durante a convergência.

Primeiro grau

O primeiro grau é caracterizado por sintomas leves. A divergência das válvulas não é superior a 5 mm. Parece que um estado normal não é diferente.

A insuficiência aórtica de grau 1 é manifestada por sintomas leves. Com a regurgitação, o volume de sangue não é superior a 15%. A compensação ocorre devido ao aumento dos tremores do ventrículo esquerdo.

Os pacientes podem nem perceber manifestações patológicas. Quando a doença está na fase de compensação, a terapia não pode ser realizada, elas são limitadas a ações preventivas. É prescrito aos pacientes uma consulta com um cardiologista, além de exames regulares de ultrassom.

Segundo grau

A insuficiência valvar aórtica, pertencente ao 2º grau, apresenta sintomas com manifestação mais acentuada, enquanto a divergência das valvas é de 5 a 10 mm. Se esse processo ocorre em uma criança, os sinais são quase imperceptíveis.

Se, quando ocorre insuficiência aórtica, o volume de sangue retornado é de 15 a 30%, a patologia se refere a uma doença do segundo grau. Os sintomas não são muito pronunciados, mas falta de ar e batimentos cardíacos frequentes podem aparecer.

Para compensar o defeito, estão envolvidos os músculos e a válvula do átrio esquerdo. Na maioria dos casos, os pacientes se queixam de falta de ar com esforço leve, fadiga aumentada, batimentos cardíacos graves e dor.

Durante os exames que utilizam equipamentos modernos, é detectado um aumento no batimento cardíaco, o impulso apical é ligeiramente deslocado para baixo, os limites de embotamento do coração se expandem (para a esquerda em 10 a 20 mm). Ao usar o exame de raios-X, é observado um aumento no átrio esquerdo.

Com a ajuda da ausculta, você pode ouvir claramente o ruído ao longo do esterno no lado esquerdo - estes são sinais de sopro diastólico aórtico. Além disso, no segundo grau de insuficiência, o sopro sistólico é manifestado. Quanto ao pulso, ele é aumentado e pronunciado.

Terceiro grau

O terceiro grau de insuficiência, também chamado de pronunciado, tem uma discrepância de mais de 10 mm. Os pacientes necessitam de tratamento sério. Cirurgia prescrita com mais frequência com terapia medicamentosa subsequente.

Quando a patologia está no 3º grau, a aorta perde mais de 50% do sangue. Para compensar a perda, o órgão do coração acelera o ritmo.

Os pacientes geralmente se queixam de:

  • falta de ar em repouso ou com esforço mínimo;
  • dor na área do coração;
  • fadiga;
  • fraqueza persistente;
  • taquicardia.

Nos estudos, um forte aumento no tamanho das bordas do embotamento do coração é determinado para baixo e para a esquerda. O deslocamento também ocorre na direção certa. Quanto ao impulso apical, é reforçado (caráter derramado).

Em pacientes com um terceiro grau de insuficiência, a região epigástrica pulsa. Isso indica que a patologia envolveu as câmaras direitas do coração no processo.

Durante a pesquisa, um sopro sistólico, diastólico e Flint pronunciado aparecem. Eles podem ser ouvidos no segundo espaço intercostal no lado direito. Eles têm um caráter pronunciado.

Cirurgia não cardíaca de emergência

Em alguns casos, após o diagnóstico, são necessárias cirurgias e cirurgias urgentes. Este é um problema sério que não pode ser ignorado e é urgente iniciar o tratamento. É estritamente proibido ao paciente selecionar análogos por conta própria, prescrever medicamentos.

Estenose aórtica grave, válvula mitral, mesa pulmonar muitas vezes causa sérias dificuldades. Uma forma moderada de patologia é perigosa por complicações intraoperatórias. O principal problema é a falta de débito cardíaco. Esses pacientes têm um alto risco de complicações durante a cirurgia.

Os pacientes são mostrados realizando próteses em um canal danificado. Antes da cirurgia, o médico deve levar em consideração todos os riscos. Na maioria dos casos, eles estão associados a um atraso no tempo.

O suporte ao paciente deve ser correto e adequado. Se algo ameaça a saúde ou a vida do paciente, a cirurgia não cardíaca é realizada com urgência, sem levar em conta o alto risco de desenvolver complicações do coração ou dos vasos sanguíneos.

Após a reconstrução bem sucedida da válvula cardíaca, o paciente geralmente não se limita ao movimento, é totalmente capaz de tolerar a atividade física e pode até participar de esportes. No entanto, para manter esse resultado, devem ser realizadas verificações regulares por ultrassom.

Mesmo após a troca valvar, a maioria dos pacientes consegue tolerar a atividade física. Esportes de resistência são frequentemente recomendados para dinâmicas positivas, mas você deve evitar participar de competições. Na medida do apropriado, o médico determinará. Os pacientes com válvula artificial geralmente requerem terapia anticoagulante. No caso de uso de uma bioprótese, não existe tal necessidade.

Regurgitação pulmonar, causas, sintomas, tratamento

  • há uma certa sensação de pulsação das veias cervicais;
  • tremores fortes no coração;
  • aumento da frequência de contração do músculo cardíaco (minimizando o fluxo sanguíneo reverso);
  • pressionando e comprimindo a dor na área do peito (com forte fluxo sanguíneo reverso);
  • a ocorrência de tontura, perda frequente de consciência (ocorre com baixo suprimento de oxigênio ao cérebro);
  • o aparecimento de fraqueza geral e uma diminuição da atividade física.

Durante uma doença crônica, os seguintes sintomas aparecem:

  • dor na região do coração, mesmo quando calmo, sem estresse;
  • durante o esforço, a fadiga aparece com rapidez suficiente;
  • zumbido constante e uma sensação de intensa pulsação nas veias;
  • a ocorrência de desmaios durante uma mudança acentuada na posição do corpo;
  • dor de cabeça na área frontal;
  • pulsação das artérias visíveis a olho nu.

Quando a patologia está em um grau descompensatório, o metabolismo nos pulmões é perturbado (geralmente o aparecimento de asma).

Causas da doença:

  • malformação congênita da válvula aórtica.
  • complicações após febre reumática.
  • endocardite (a presença de infecção bacteriana do interior do coração).
  • muda com a idade - isso se deve ao desgaste da válvula aórtica.
  • um aumento no tamanho da aorta - ocorre um processo patológico com hipertensão na região aórtica.
  • endurecimento das artérias (como complicação da aterosclerose).
  • dissecção aórtica, quando as camadas internas da artéria principal são separadas das camadas intermediárias.
  • violação da funcionalidade da válvula aórtica após sua substituição (próteses).

Menos comuns são os motivos na forma de:

  • lesões valvares aórticas;
  • doenças autoimunes;
  • os efeitos da sífilis;
  • espondilite anquilosante;
  • manifestações de doenças difusas associadas a tecidos conjuntivos;
  • complicações após a aplicação de radioterapia.

É importante consultar um médico nas primeiras manifestações.

A falha da válvula cardíaca ocorre por vários motivos. A regurgitação pode ser congênita ou causada pelas seguintes patologias:

  • a progressão da cardite reumática aguda;
  • endocardite de uma forma infecciosa;
  • aortite sifilítica;
  • degeneração da folha valvar.

A válvula começa a crescer como resultado de dano ou alongamento excessivo da corda, bem como tecido muscular papilar. É importante prestar atenção a esses fatores para evitar uma acentuada deterioração da saúde.

A estenose valvar é congênita, reumática ou senil. Para que o médico prescreva o tratamento exato, você precisa se submeter a um exame. Com base nos resultados, o paciente receberá tratamento adequado.

Aortite sifilítica é uma das principais razões para o desenvolvimento da patologia

Cirurgia não cardíaca de emergência

A válvula aórtica bicúspide é a doença cardíaca mais comum que se formou no útero. A patologia é estabelecida em 20 dos 100 que entraram em contato com um cardiologista. Em pessoas saudáveis, a válvula tem três asas.

Eles abrem e fecham em um determinado ponto. Os caixilhos fornecem o movimento do sangue em uma direção. Uma válvula bicúspide se desenvolve mesmo antes do nascimento no útero. É considerado um desvio da norma.

Durante um longo período de tempo, pode não aparecer.

A válvula aórtica bicúspide é uma patologia que se desenvolve no útero

Defeito aórtico "válvula aórtica bicúspide" ocorre no contexto de:

  • a transferência por uma mulher grávida de uma ou outra patologia infecciosa;
  • exposição à radiação;
  • situações estressantes frequentes em uma mulher grávida;
  • fumar e beber bebidas alcoólicas por uma menina enquanto cria um filho;
  • predisposição genética;
  • a presença de um dos pais de qualquer doença hereditária grave.

Válvula aórtica 2 vezes maior - uma patologia que se forma no útero. Como regra, isso ocorre em 5-9 semanas de gestação. Este período é considerado o mais crítico. Ao interagir com o corpo de uma mulher que tem um filho, fatores negativos aumentam o risco de desvios no trabalho do coração e no sistema vascular do feto.

Um defeito cardíaco pode resultar de uma mulher grávida com gripe e rubéola.

Na maioria das vezes, a formação de duas válvulas está associada a uma predisposição hereditária. O risco de um desvio em uma criança é alto se um dos pais encontrar uma violação.

Mulheres que tiveram uma doença viral durante a gravidez correm o risco de ter um bebê com válvula bicúspide.

Doença cardíaca congênita “válvula aórtica bicúspide” pode ocorrer por um longo tempo sem sinais óbvios. Muitas vezes, os pacientes aprendem sobre a presença de desvios em uma idade mais avançada.

Normalmente, de 10 a 20 anos, a válvula funciona conforme o esperado e não provoca a ocorrência de sinais negativos. Os sintomas se manifestam gradualmente. O paciente começa a incomodar:

  • uma sensação de latejamento na cabeça (sua intensidade pode variar);
  • sensação de um batimento cardíaco forte;
  • taquicardia sinusal;
  • desmaio e perda periódica de consciência;
  • tonturas regulares e pronunciadas;
  • violação no funcionamento dos órgãos da visão;
  • dificuldade em respirar mesmo com o esforço físico mais insignificante;
  • dor no peito.

Fadiga, desmaio podem ser sinais de doença cardíaca.

Com a patologia no paciente, o fluxo sanguíneo é significativamente prejudicado. Os sintomas podem ter intensidade variável. A válvula aórtica bicúspide em crianças há muito tempo não causa desconforto. Gradualmente, pode ocorrer intolerância a qualquer tipo físico de carga. Periodicamente, um paciente pequeno pode se queixar de dores de cabeça.

A válvula aórtica bicúspide em uma criança provoca comprometimento da memória.

Na infância, a patologia pode se manifestar com um reflexo de sucção fraco, lágrimas excessivas e letargia. A criança está mal ganhando massa e constantemente cospe.

A patologia na ausência de tratamento torna-se crônica. O desvio é caracterizado pelos seguintes sintomas:

  • distúrbio do ritmo cardíaco;
  • a presença constante de dificuldade em respirar;
  • tosse à noite;
  • inchaço.

A tosse é um dos sinais de um curso crônico da doença.

Os pacientes correm alto risco de patologias adicionais. Quando eles aparecem, todos os sintomas se tornam mais pronunciados.

CHD - Uma válvula aórtica bicúspide pode ser diagnosticada com:

  • Ultrassom
  • ECG padrão e monitoramento diário;
  • radiografias dos pulmões.

Antes de tudo, o cardiologista pede ao paciente e identifica as queixas. O médico identifica possíveis causas para o desenvolvimento do distúrbio.

Atenção particular à inspeção inicial. Crianças com doença cardíaca estão significativamente atrasadas no desenvolvimento físico de seus pares. Ao diagnosticar uma violação em um bebê, o médico pode notar uma pele azul, músculos hipotônicos e ganho de peso lento.

Se houver suspeita de uma válvula bicúspide, é obrigatório um ECG do coração

Estudos de laboratório são necessários para determinar a condição geral e identificar anormalidades concomitantes.

O principal método de diagnóstico é o ultra-som. Esta é a única maneira de confirmar a presença de uma válvula aórtica bicúspide. Outros estudos são necessários para esclarecer o grau de dano e a seleção de medidas terapêuticas.

A válvula aórtica bicúspide nem sempre precisa de tratamento. A terapia é selecionada individualmente, para que o paciente precise se submeter a diagnósticos anuais para prevenção.

A cirurgia é considerada grave, portanto, só é realizada se houver sintomas negativos

Não há necessidade de tratamento se o paciente não apresentar sintomas negativos. A condição é normal. No estágio avançado do desvio, a cirurgia é prescrita - a instalação de uma prótese. Após o procedimento, é necessário o uso de medicamentos. Variedades de implantes são descritas na tabela.

Tipo de prótese
Biológico É feito de tecido animal.
Mecânico É feito de compostos metálicos.

A operação é considerada difícil. Pode causar:

  • comprometimento grave do fluxo sanguíneo;
  • destruição de processos biológicos;
  • tromboembolismo arterial.

O paciente deve tomar medicamentos em cursos. O cardiologista prescreve:

A válvula aórtica de 2 folhas não pode ser tratada independentemente. Os medicamentos devem ser prescritos apenas por um médico.

Nutrição adequada, caminhadas freqüentes e abandonar maus hábitos são as principais recomendações para detectar uma patologia

Se a válvula cardíaca tiver 2 asas, o paciente deve mudar completamente seu estilo de vida. Uma dieta equilibrada deve ser preferida. Misturas especiais são recomendadas para bebês. Necessário regularmente para sair.

O paciente é recomendado para se nadar. Exercícios terapêuticos mostrados diariamente. A atividade física deve ser moderada. O paciente pode ser encaminhado para dissecção da válvula aórtica bicúspide.

Um médico pode tomar uma decisão sobre a cirurgia somente após um exame completo

O prognóstico para o futuro com uma válvula aórtica bicúspide em crianças é individual. Na ausência de um quadro clínico de desvios e agravamento das condições, a patologia pode não causar nenhum desconforto. O paciente viverá uma vida normal.

Após a cirurgia, as pessoas vivem de 12 a 17 anos. Depende diretamente do estilo de vida e das características individuais do corpo. Sujeito a todos os depoimentos de médicos, a expectativa de vida será longa.

Em outras palavras, o prognóstico da vida com uma válvula aórtica bicúspide é frequentemente favorável. O principal é atividade física moderada e diagnóstico regular.

A maioria dos pacientes com válvula bicúspide tem um estilo de vida normal.

Medidas preventivas são necessárias para manter o bem-estar e reduzir o risco de complicações. Eles incluem:

  • manter o estilo de vida certo;
  • o uso de alimentos saudáveis ​​com muitas vitaminas essenciais;
  • praticar esportes ao ar livre;
  • caminhadas regulares na rua;
  • alternância de atividade física com mental.

O paciente deve evitar o estresse. Fortemente não excesso de trabalho. É importante que a carga alterne com descanso. É necessário abandonar os maus hábitos. A dieta deve incluir o maior número possível de frutas e legumes. A válvula aórtica de 2 folhas não é perigosa e, seguindo as recomendações do médico, o paciente não sentirá nenhum desconforto.

Os medicamentos podem ajudar a melhorar ou manter a relação pressão-fluxo do sangue. Isso remove o fardo do coração. No entanto, a causa do defeito da válvula, no entanto, não pode ser remediada.

Somente a cirurgia é útil aqui. Hoje, alguns defeitos das válvulas cardíacas já podem ser corrigidos sem cirurgia cardíaca extensa com cateterismo cardíaco ou minimamente invasivo. Alguns procedimentos cirúrgicos para o tratamento de defeitos nas válvulas cardíacas são brevemente descritos abaixo.


  • Reconstrução valvar cardíaca

    : aqui, durante a cirurgia, uma válvula cardíaca danificada é restaurada. Detalhes sobre a reconstrução da válvula cardíaca podem ser encontrados aqui.
  • Substituição da válvula cardíaca: aqui a válvula danificada é substituída por uma nova. Existem válvulas mecânicas e biológicas do coração.
  • Valvoplastia com balão: esse procedimento pode ser usado com um cateter cardíaco para estenose da válvula pulmonar e mitral. A constrição se expande com uma bola e os depósitos são removidos.

  • Substituindo a válvula aórtica por um cateter:

    Para substituir a válvula aórtica por um cateter, o acesso é feito através da virilha ou do ápice do coração. Este procedimento pode ser usado em pacientes idosos, para quem a cirurgia cardíaca séria será muito arriscada.
  • Mitraclip com insuficiência da válvula mitral: A colocação do Mitraclip é um procedimento reconstrutivo minimamente invasivo

insuficiência valvar mitral

. Usando um cateter, um grampo especial é entregue através da virilha para o lado esquerdo do coração para reiniciar a válvula mitral.

É necessário tratar os defeitos da válvula cardíaca o mais cedo possível; mesmo que não causem nenhum desconforto. O objetivo é evitar danos permanentes ao coração e aumentar a expectativa de vida. Nos últimos anos, os avanços no reparo de válvulas cardíacas e na substituição de válvulas com falha cresceram dramaticamente.

Detonic - um medicamento único que ajuda a combater a hipertensão em todas as fases do seu desenvolvimento.

Detonic para normalização da pressão

O efeito complexo dos componentes vegetais da droga Detonic nas paredes dos vasos sanguíneos e no sistema nervoso autônomo contribuem para uma rápida diminuição da pressão arterial. Além disso, este medicamento evita o desenvolvimento da aterosclerose, graças aos componentes únicos envolvidos na síntese da lecitina, um aminoácido que regula o metabolismo do colesterol e impede a formação de placas ateroscleróticas.

Detonic síndrome não viciante e de abstinência, uma vez que todos os componentes do produto são naturais.

Informações detalhadas sobre Detonic está localizado na página do fabricante www.detonicnd.com.

Svetlana Borszavich

Clínico geral, cardiologista, com trabalho ativo em terapia, gastroenterologia, cardiologia, reumatologia, imunologia com alergologia.
Fluente em métodos clínicos gerais para o diagnóstico e tratamento de doenças cardíacas, bem como eletrocardiografia, ecocardiografia, monitoramento de cólera em um eletrocardiograma e monitoramento diário da pressão arterial.
O complexo de tratamento desenvolvido pelo autor ajuda significativamente com lesões cerebrovasculares e distúrbios metabólicos no cérebro e doenças vasculares: hipertensão e complicações causadas pelo diabetes.
O autor é membro da Sociedade Europeia de Terapeutas, participante regular de conferências e congressos científicos na área de cardiologia e medicina geral. Ela participou repetidamente de um programa de pesquisa em uma universidade particular no Japão no campo da medicina reconstrutiva.

Detonic