Preparativos para o tratamento da lista de arteriosclerose cerebral com descrição

lechenie ateroskleroza2 - Lista de preparações para o tratamento da arteriosclerose cerebral com descrição

A aterosclerose é oficialmente considerada uma doença incurável. Portanto, as pessoas diagnosticadas com essa doença terão que desistir de todos os seus esforços para interromper seu desenvolvimento. Os medicamentos ajudarão nisso. Eles foram projetados para resolver os seguintes problemas:

  1. Normalize o metabolismo das gorduras no corpo.
  2. Reduzir a intensidade da penetração lipídica através das paredes dos vasos sanguíneos, inibir a formação de placas.
  3. Fortalecer a produção de endoteliócitos. Essas substâncias secretam óxido nítrico, o que ajuda a aumentar o lúmen vascular. O uso desses medicamentos permite que você lide com os sintomas desagradáveis ​​que acompanham a aterosclerose.
  4. Aumento da concentração de lipoproteínas antiaterogênicas.
  5. Preservação da integridade de placas já formadas. Caso contrário, a formação de coágulos sanguíneos é muito provável.
  6. Restaure a circulação normal.

No tratamento da aterosclerose, é importante usar uma abordagem integrada. É necessário minimizar os fatores de risco, reduzir a quantidade de colesterol que entra na corrente sanguínea. Especialistas identificam vários aspectos que exacerbam o curso da doença:

  1. Hereditariedade severa.
  2. Excesso de peso.
  3. .
  4. A presença de maus hábitos.
  5. Idoso.
  6. Diabetes.
  7. A pressão arterial aumenta.
  8. Sobrecarga emocional frequente, estresse.

Segundo as estatísticas, a doença geralmente afeta os homens. Portanto, é especialmente importante para os representantes do sexo forte eliminar fatores que agravam a doença.

Medicamentos específicos para aterosclerose devem ser selecionados pelo especialista assistente. Somente um médico pode selecionar corretamente a dosagem e as regras necessárias para tomar a medicação.

Os principais grupos de drogas

A aterosclerose é uma patologia vascular que pode se manifestar em qualquer parte do sistema circulatório e afetar quaisquer tecidos e órgãos. Portanto, o tratamento é selecionado estritamente individualmente. A farmacoterapia moderna oferece uma variedade de medicamentos para a aterosclerose dos vasos sanguíneos. Uma ampla gama de medicamentos permite criar regimes de tratamento combinados e selecionar com mais precisão o remédio necessário.

Sredstva ot ateroskleroza - Lista de preparações para o tratamento da arteriosclerose cerebral com descrição

Os medicamentos hipolipemiantes estão disponíveis em várias formas de dosagem - comprimidos, injeções, na forma de pós e suspensões. Em vários casos clínicos (por exemplo, com aterosclerose dos vasos cerebrais), os conta-gotas são mais eficazes - de acordo com as opiniões e avaliações dos médicos, isso tem um efeito mais direto sobre os vasos. Considere os grupos de medicamentos apresentados em nosso mercado farmacêutico e utilizados no tratamento da aterosclerose.

Detonic - um medicamento único que ajuda a combater a hipertensão em todas as fases do seu desenvolvimento.

Detonic para normalização da pressão

O efeito complexo dos componentes vegetais da droga Detonic nas paredes dos vasos sanguíneos e no sistema nervoso autônomo contribuem para uma rápida diminuição da pressão arterial. Além disso, este medicamento evita o desenvolvimento da aterosclerose, graças aos componentes únicos envolvidos na síntese da lecitina, um aminoácido que regula o metabolismo do colesterol e impede a formação de placas ateroscleróticas.

Detonic síndrome não viciante e de abstinência, uma vez que todos os componentes do produto são naturais.

Informações detalhadas sobre Detonic está localizado na página do fabricante www.detonicnd.com.

Estatinas

As estatinas são drogas que afetam uma das ligações na transformação do colesterol. As estatinas na aterosclerose inibem a enzima que aciona a biossíntese do colesterol - HMG CoA redutase. No organismo, após a inibição desse processo bioquímico, são ativados os receptores da fração “nociva” do colesterol - LDL.

As estatinas auxiliam no tratamento da colelitíase devido à capacidade de influenciar os cálculos e potencializar sua clivagem, além de apresentarem efeitos antiinflamatórios e antiagregantes. Além da aterosclerose, esses medicamentos podem ser usados ​​em outros ramos da medicina para a prevenção de doenças graves - demência, doença de Alzheimer.

Nas farmácias, a linha desses medicamentos hipolipemiantes é amplamente representada - tanto os medicamentos de marca de cada uma das quatro gerações quanto muitos genéricos estão disponíveis. Vejamos alguns exemplos de estatinas, que mais frequentemente aparecem nas folhas de prescrição médica.

  • Atorvastatina. Estatina de primeira geração, que é muito bem comprovada na aterosclerose das extremidades inferiores, aorta, artérias carótidas, artérias e veias dos rins. Seu efeito ocorre rapidamente devido à alta taxa de absorção no trato digestivo. Como tomar estatina para aterosclerose e quanto tempo para beber? Está disponível em forma de comprimido, o medicamento não depende da comida e da hora do dia, o que aumenta sua conformidade. A dosagem é prescrita individualmente pelo médico assistente em uma gradação de 10 a 80 mg. O curso do tratamento é de três meses.
  • Sinvastatina. Os medicamentos com esta substância ativa têm uma biodisponibilidade mais baixa, seu efeito terapêutico na aterosclerose aparece 2 semanas após o início do tratamento.
  • Lovastatina. Entre todas as estatinas, é absorvida mais lentamente no trato digestivo. Para formas leves de aterosclerose, é utilizada uma dose de 20 mg. Em situações clínicas moderadas e graves, a dose diária pode ser aumentada para 40-80 mg. Após 4-6 semanas, o resultado do tratamento com este medicamento aparece.

Contra-indicações comuns para estatinas de todos os grupos e gerações são:

  • Insuficiência renal de forma aguda e crônica, uma vez que o uso de estatinas aumenta o risco de rabdomiólise.
  • Gravidez e lactação.
  • Doenças do fígado na fase aguda ou latente.
  • Reações de hipersensibilidade individuais.
  • Um aumento nas transaminases hepáticas três vezes maior que o VGN (limite superior do normal).

Fibratos

Esse grupo de medicamentos inclui uma ampla variedade de medicamentos, no entanto, hoje o Fenofibrato mantém a palma da mão nas consultas. Considere o mecanismo de ação e contra-indicações de fibratos em seu exemplo. A substância ativa do fenofibrato é o ácido fibroico. É um catalisador nos processos de divisão lipídica e promove a excreção acelerada de lipoproteínas do plasma.

Uma vez no trato digestivo, o medicamento é ativado por enzimas e atinge seu pico 5 horas após a ingestão. Com aterosclerose, é recomendável beber com alimentos. O fenofibrato, como qualquer outro agente desse grupo hipolipidêmico, é prescrito com cautela e somente se for absolutamente necessário, pois apresenta muitos efeitos colaterais e contra-indicações. Estes últimos incluem:

  • Insuficiência hepática e renal de forma aguda ou crônica.
  • pancreatite
  • Forma calculosa de colecistite
  • Reações de hipersensibilidade individual à substância ativa ou a outros componentes.
  • O uso simultâneo de drogas com efeitos tóxicos no fígado.

Para evitar complicações e melhorar significativamente o estado geral, a terapia medicamentosa ajudará. É impossível curar completamente a aterosclerose, mas você pode retardar ou interromper o desenvolvimento da doença. Os medicamentos utilizados pertencem a diferentes grupos farmacológicos.

Com base no exame, nos resultados dos testes e na condição corporal do paciente, o médico seleciona um ou mais medicamentos. É absolutamente impossível decidir independentemente com o que tratar os vasos. As informações de medicação abaixo são apenas para referência.

Estatinas

Os agentes hipolipidêmicos desse grupo reduzem a concentração de lipoproteínas de baixa densidade e triglicerídeos de ácidos graxos no sangue. O mecanismo de ação é baseado no bloqueio da síntese desses compostos no organismo. Estudos clínicos demonstraram que tomar uma dose única reduz o colesterol em mais de 30%.

Ao mesmo tempo, as estatinas estimulam a produção de gorduras “saudáveis” - lipoproteínas de alta densidade - que evitam a formação de placas nas paredes dos vasos. Os medicamentos mais populares: Atorvastatina, Lovastatina, Rosuvastatina, Sinvastatina, Fluvastatina.

Os AGL são resinas de troca iônica de polímero que formam complexos insolúveis com ácidos biliares no intestino. Isolando assim os compostos necessários para a digestão e removendo-os do corpo, as preparações estimulam sua síntese. E eles são produzidos pela oxidação do colesterol nas células do fígado.

Os medicamentos desse grupo geralmente são prescritos como parte da complexa terapia da aterosclerose, tomada antes das refeições. Emitido sob os nomes comerciais Kolestiramin, Kvestran, Kolestipol, Kolesevelam.

Na prática moderna de tratamento da arteriosclerose cerebral, seqüestradores de ácidos biliares são usados ​​cada vez menos, uma vez que são menos eficazes que as estatinas (mas mais frequentemente causam efeitos colaterais). A lista de reações negativas à AGL do corpo inclui: prisão de ventre, inchaço e dor abdominal, anorexia, vômito, náusea, dispepsia, pancreatite, erupções cutâneas.

O uso prolongado provoca acidose, sangramento gástrico e hemorróida e diminuição da coagulação sanguínea. Os medicamentos são contra-indicados para gestantes, lactantes, pessoas com fenilcetonúria e hipersensibilidade aos componentes do medicamento.

Fibratos

O segundo grupo mais eficaz de drogas hipolipemiantes que ajudam a reduzir as concentrações de triglicerídeos. Os fibratos afetam o colesterol em menor grau, mas contribuem para a síntese de lipoproteínas benéficas. O mecanismo de ação é ativar a enzima que decompõe o LDL. Além disso, a agregação plaquetária e os níveis de fibrinogênio são reduzidos.

Com o uso prolongado, eles contribuem para a destruição dos depósitos extravasculares de colesterol. Disponível na forma de dosagem de cápsulas sob os nomes Lipantil, Fenofibrate, Tricor, Lipanor.

A razão para a nomeação de antagonistas do cálcio na aterosclerose é sua capacidade de expandir os vasos do cérebro, ativar o fluxo sanguíneo, diminuir a pressão sanguínea. Na prática farmacológica, vários compostos químicos que bloqueiam os canais de cálcio são usados ​​para a produção de drogas:

  • fenilalquilaminas - com base nelas, foi sintetizado o primeiro BPC Verapamil;
  • benzotiazepinas - Klentiazem, Diltiazem;
  • difenilpiperazinas - flunarizina, cinarizina;
  • 1,4-di-hidropir>otk ot kur - Lista de preparações para o tratamento da arteriosclerose cerebral com descrição

As drogas do grupo também têm a capacidade de inibir a agregação plaquetária, além de destruir coágulos sanguíneos já formados. Além disso, a lista de efeitos colaterais dos antagonistas do cálcio é mínima.

Vasodilatadores

Muitas vezes, a principal terapia para aterosclerose é complementada com medicamentos vasodilatadores para diminuir a pressão arterial. Eles são divididos em vários grupos de acordo com o mecanismo de ação, pois afetam vários receptores.

A ingestão regular de medicamentos como papaverina, vincamina e nicotinato de xantinol reduz o tônus ​​das artérias cerebrais, contribuindo para sua expansão. A vincamina com Xanthinol também possui propriedades antiplaquetárias e estimula a circulação cerebral.

Angioprotetores

A categoria inclui vários medicamentos que reduzem o tônus ​​vascular, inibem a agregação plaquetária e ativam a circulação cerebral. Estes incluem os antagonistas de cálcio, vasodilatadores, drogas anti-histamínicos.

Betagistina, dipiridamol e nicergolina são os mais eficazes no tratamento da aterosclerose. Pode ser usado tanto por via oral quanto por infusão intravenosa.

Antiplaquetário

Este grupo farmacológico inclui muitos medicamentos, o mais famoso e acessível dos quais é a aspirina. No entanto, devido ao efeito negativo no sistema digestivo, é prescrito com cautela, em pequenas doses. Meios como clopidogrel, clopidex, Zilt são menos propensos a causar reações adversas, com eficácia semelhante.

O mecanismo de ação dos agentes antiplaquetários é baseado na prevenção da adesão das plaquetas aos glóbulos vermelhos, o que reduz a viscosidade do sangue e ativa a microcirculação.

Vitaminas

A deficiência desses compostos químicos sempre leva a várias avarias no funcionamento do corpo. Vitaminas com propriedades antioxidantes, como ácido ascórbico e tocoferol, são de grande importância para a saúde vascular.

Mas o mais significativo é a niacina ou o ácido nicotínico. Ela é responsável pelo processo de metabolismo da gordura, portanto, é incluída no regime de tratamento da aterosclerose sem falhas.

Terapia medicamentosa

O tratamento medicamentoso da aterosclerose é realizada utilizando vários grupos de fármacos:

  1. Estatinas
  2. Fibratos.
  3. Sequestentes de ácidos graxos.
  4. Ácidos graxos ômega 3.
  5. Complexos de plantas.
  6. Medicamentos complexos.

A terapia medicamentosa deve ser realizada exclusivamente sob a supervisão de um especialista. Antes de usar qualquer medicamento, você deve estudar cuidadosamente as instruções de uso.

Terapia com estatina

As estatinas são medicamentos projetados para inibir a atividade da 3-hidroxi-3metilglutargil coenzima redutase. Essa enzima atua nas reações que levam à síntese do colesterol. Assim, os leitos levam a uma diminuição na concentração de colesterol no sangue. O uso desses medicamentos tem os seguintes efeitos no corpo:

  1. Retarda o processo de realocação de células musculares lisas.
  2. Promove a divisão de pedras formadas na vesícula biliar.
  3. Melhora a função endotelial vascular.
  4. Eles param o processo inflamatório.
  5. Elimine uma concentração excessiva de colesterol na bile.
  6. Reduza a probabilidade de adesão de plaquetas, o que reduz a probabilidade de trombose.
  7. Inibir o processo de adesão celular.

Esses medicamentos são usados ​​para tratar a aterosclerose, bem como na prevenção da doença de Alzheimer, demência relacionada à idade e osteoporose. Estudos recentes mostraram que tomar estatinas reduz o risco de câncer.

b5125t5z9 jf3gfhu8i7m769q - Lista de preparações para o tratamento da arteriosclerose cerebral com descrição

Esses medicamentos para aterosclerose não podem ser usados ​​em todos os casos. As principais contra-indicações incluem:

  1. Insuficiência renal grave.
  2. Gravidez e amamentação.
  3. Doenças do fígado.
  4. Intolerância individual.
  5. Três vezes a concentração de enzimas hepáticas.

Depois de tomar esse grupo de medicamentos para o tratamento da aterosclerose, você precisa monitorar a condição do fígado. Quando os indicadores são excedidos significativamente, o especialista deve decidir sobre a conveniência de continuar o tratamento. Muito provavelmente, esse método precisará ser substituído por outro.

Em alguns casos, tomar esses medicamentos pode desencadear o desenvolvimento de efeitos colaterais. Estes incluem: reações alérgicas, tonturas, alterações na acuidade visual, aparecimento de zumbido, alopecia, dor nas articulações e músculos, fadiga severa, fraqueza.

Os medicamentos mais eficazes desse grupo incluem:

  1. Atorvastatina. Esta ferramenta é rapidamente absorvida pelo sangue. Sua concentração máxima é observada após duas horas. O especialista seleciona a dosagem separadamente para cada paciente. Se necessário, aumente a dose. A análise de controle é realizada após duas ou quatro semanas. Em 2016, o medicamento Atoris, que inclui atorvastatina, foi colocado à venda. Tem uma quantidade mínima de efeitos colaterais.
  2. Sinvastatina. O medicamento tem baixa biodisponibilidade. A meia-vida é de cerca de três horas. O efeito é observado após duas semanas a partir da data de início do tratamento. É melhor tomar o medicamento à noite. Durante o curso da terapia, o uso de álcool é estritamente proibido.
  3. Lovastatina. Este medicamento não é recomendado para uso com o estômago vazio, uma vez que sua eficácia é reduzida em três vezes. A eficácia de pico do fármaco é observado 4-6 semanas após o início da administração.

O tratamento com esses medicamentos é bastante eficaz. O principal é seguir rigorosamente todas as recomendações do médico assistente.

Tratamento fibrado

Uma lista impressionante de medicamentos pertence ao grupo de fibratos. Para o tratamento da aterosclerose, o fenofibrato é usado com mais frequência. Ele acelera a degradação das gorduras, rapidamente remove as lipoproteínas do plasma.

Este medicamento etiotrópico reduz o colesterol em 25%. A quantidade máxima de substância no sangue é observada após cinco horas. O medicamento é completamente removido após 20 horas.

O fenofibrato é prescrito em combinação com métodos de tratamento não medicamentosos. Estes incluem dieta, atividade física moderada. Em alguns casos, esse tratamento pode ser perigoso. As contra-indicações incluem:

  1. Doença hepática ou renal grave.
  2. Fotossensibilidade.
  3. Pancreatite que ocorre de forma crônica ou aguda.
  4. Intolerância individual.

Recomenda-se que esse remédio seja tomado com as refeições. A cápsula deve ser lavada com uma quantidade suficiente de água. Se o efeito não for observado durante os primeiros três meses de uso deste remédio, o especialista poderá alterar o método de tratamento.

Tais medicamentos são baseados em colestiramina. Eles ácidos biliares biliares. Nesse caso, formam-se compostos insolúveis, que são removidos naturalmente com fezes.

Com a aterosclerose, o tratamento com esses medicamentos leva a uma diminuição na concentração de colesterol no sangue. É absorvido pelo sangue em quantidades mínimas. A substância ativa da droga não é absorvida pelas superfícies mucosas do sistema digestivo, portanto, não é exposta aos efeitos negativos das enzimas.

Esse medicamento é usado para hipercolesterolemia e obstrução parcial do ducto biliar. Existem várias contra-indicações:

  1. Intolerância individual.
  2. Fechamento completo do trato biliar.
  3. Gravidez e amamentação.
  4. Fenilcetonúria.

No tratamento da aterosclerose, a dosagem do medicamento é selecionada individualmente, com base nas características do corpo do paciente e na gravidade do problema. O medicamento é melhor tomar antes das refeições, bebendo muita água limpa.

Entre os principais efeitos colaterais desse medicamento estão:

  1. Dor no intestino.
  2. Problemas de pele.
  3. Violação no processo de assimilação de ácido fólico.
  4. Redução do tempo de protrombina. Como resultado, a probabilidade de desenvolver sangramento aumenta.

Esse medicamento não é recomendado para pessoas com mais de 60 anos de idade. Durante a terapia, os níveis de colesterol no sangue devem ser monitorados. Se uma deficiência de ácido fólico for detectada nas análises, será necessária uma ingestão adicional.

Durante o tratamento com seqüestradores de ácidos biliares, os pacientes são aconselhados a beber o máximo de líquido possível. Pode ser não apenas água pura, mas também bebidas com vitaminas, compotas e sucos de frutas.

Os medicamentos à base de ômega-3-triglicerídeos estão na forma de cápsulas ou óleos orais. Eles ajudam a reduzir efetivamente a concentração de células adiposas no sangue, impedem a formação de coágulos sanguíneos e têm um efeito imunomodulador. Além disso, esses agentes têm um efeito anti-inflamatório leve.

Tomar ômega-3 não apenas ajuda a lidar com a aterosclerose, mas também reduz a probabilidade de desenvolver um ataque cardíaco. Estes medicamentos são recomendados para lipídios no sangue distorcidos.

Esses comprimidos para aterosclerose não podem ser usados ​​nos seguintes casos:

  1. Pancreatite crônica.
  2. Hemofilia e outros distúrbios hemorrágicos.
  3. Colecistite que ocorre de forma crônica.
  4. Intolerância individual.
  5. Doenças do fígado e rins.

Durante o tratamento da aterosclerose, o medicamento é usado após as refeições com uma quantidade suficiente de água limpa. Os adultos precisarão de uma cápsula três vezes ao dia. A duração de um curso de terapia não excede três meses.

Entre os efeitos colaterais de tais drogas estão:

  1. Ataques de náusea e vômito.
  2. Hemorragia
  3. Manifestações de reações alérgicas.
  4. Secura excessiva das superfícies mucosas da nasofaringe.
  5. Abaixando a pressão sanguínea.
  6. Dores de cabeça e tonturas.

Este método de tratamento é frequentemente usado como parte da terapia complexa da aterosclerose. Ele acaba sendo eficaz no estágio inicial da doença.

Nas farmácias modernas em 2017, é apresentada uma ampla gama de medicamentos baseados em componentes naturais destinados ao tratamento da aterosclerose. Entre eles, pode-se distinguir especialmente:

  1. Óleo de semente de abóbora. A ferramenta tem um efeito laxante suave, melhora o desempenho do fígado, tem um efeito hipolipemiante. As sementes são ricas em vitamina E e ácidos graxos.
  2. Ravisol. A droga é uma tintura de folhas de visco, sophora e espinheiro, sementes de castanha da Índia, flores de trevo. Essa ferramenta é usada para reduzir lipoproteínas, colesterol e triglicerídeos no sangue. Melhora a circulação sanguínea, tem um efeito antiplaquetário. Esse medicamento é proibido para uso em doenças renais crônicas, hipertensão arterial e intolerância individual aos componentes.

Entre todos os medicamentos utilizados, os produtos à base de ingredientes naturais são considerados os mais seguros. Eles têm uma lista mínima de contra-indicações e raramente levam a efeitos colaterais.

Fibratos

O tratamento da aterosclerose deve ser abrangente, indivíduo, em curso, e em tempo oportuno. Muitas vezes, os medicamentos são prescritos por longos períodos, ou mesmo por toda a vida. Para alcançar o efeito desejado do tratamento, os pacientes precisam mudar seu estilo de vida, adicionar uma quantidade moderada de atividade física, terapia com exercícios, ginástica, massagens terapêuticas.

preparaty dlya lecheniya ateroskleroza sosudov golovnogo mozga - Preparativos para o tratamento da lista de arteriosclerose cerebral com descrição

No processo de desenvolvimento da aterosclerose, o vaso perde sua elasticidade, as microfissuras aparecem em sua concha e os depósitos lipídicos começam a se acumular nos locais de dano. Com o tempo, o lúmen da artéria se estreita devido à proliferação de placas ateromatosas, ocorrem processos irreversíveis nas paredes vasculares e o suprimento de sangue para os órgãos é perturbado. A terapia medicamentosa é o principal método de eliminação das causas que provocaram o desenvolvimento da aterosclerose. Funções dos medicamentos:

  • restaurar o mecanismo do metabolismo lipídico;
  • melhorar o tom e elasticidade das paredes vasculares;
  • normalizar o colesterol;
  • impedir a formação de placas ateromatosas;
  • aliviar a inflamação da membrana arterial;
  • dilatar os vasos sanguíneos para normalizar o fluxo sanguíneo;
  • acelerar a saturação de oxigênio dos órgãos internos.

O tratamento etiológico é apoiado por dieta e outros métodos não medicamentosos. Eles ajudam a consolidar os resultados da terapia, são uma boa prevenção, mas não eliminam a causa da doença. Com a aterosclerose, vários grupos de medicamentos são amplamente utilizados.

A aterosclerose é uma patologia crônica e é oficialmente considerada incurável. Os medicamentos ajudam a parar os danos vasculares. A terapia é eficaz com uma abordagem integrada. Além de tomar pílulas, você precisa reduzir os fatores de risco, reduzir a ingestão de colesterol, fornecer uma dieta saudável e atividade física adequada. A ação de medicamentos para aterosclerose visa:

  • normalização do metabolismo da gordura;
  • inibição da formação de placas de colesterol;
  • diminuição da capacidade dos lipídios para penetrar em uma série de paredes vasculares;
  • aumentando a geração de endotelócitos que secretam óxido nítrico para aumentar a permeabilidade vascular;
  • estabilização de placas já formadas;
  • aliviando sintomas;
  • restauração do fluxo sanguíneo.

Fundos combinados

A seguir, são apresentados os medicamentos mais frequentemente incluídos no regime de tratamento da aterosclerose cerebral. Os métodos de terapia medicamentosa devem ser combinados com uma dieta, alguns medicamentos podem ser prescritos somente depois.

Não é necessário tomar nenhum medicamento sem receita médica (mesmo vitaminas), pois é impossível determinar o tipo de hiperlipidemia sem exame e análise. Em alguns casos, é necessário um monitoramento regular do estado do corpo.

Atorvastatina

A preparação do comprimido é produzida por empresas farmacêuticas russas e estrangeiras em dosagens de 10 a 80 mg. Reduz o colesterol inibindo a enzima necessária para a síntese de LDL. É indicado em caso de hiperlipidemia, hipertrigliceridemia, hipercolesterolemia, bem como para a prevenção de doenças cardíacas e vasculares, na presença de factores de risco.

Na lista de contra-indicações, além da intolerância a componentes ativos e auxiliares, estão listadas gravidez, lactação e idade inferior a 18 anos.

O regime padrão é de 1 vez por dia, independentemente da refeição, o que não afeta a absorção. O curso terapêutico mínimo é de 4 semanas. A dose única é determinada individualmente, podendo variar de 10 a 80 mg da substância ativa. Na hora da marcação, a idade do paciente e a interação com outros medicamentos são levados em consideração.

A incidência de efeitos colaterais da atorvastatina não excede 2%, as reações negativas mais frequentes do trato gastrointestinal (dispepsia, distúrbios nas fezes, flatulência).

Fenofibrato

O medicamento é produzido na forma de comprimido ou cápsula contendo 200 mg da mesma substância ativa.

O fenofibrato em combinação com estatinas é indicado para:

  • trigliceridemia grave;
  • IHD;
  • aterosclerose das artérias cerebrais e periféricas;
  • aneurisma da aorta abdominal;
  • diabetes.

Tome o medicamento com as refeições, 1 cápsula ou comprimido a cada 24 horas. Os efeitos colaterais após a administração são raros. Indigestão, reações alérgicas e uma alteração no hemograma são observadas. Em alguns casos, efeitos tóxicos no tecido muscular ocorrem durante interações medicamentosas com estatinas.

O fenofibrato está contra-indicado em: fígado, insuficiência renal, presença de hipersensibilidade à substância ativa, gravidez, aleitamento materno, bem como na infância e adolescência (até 18 anos).

Diltiazem

medicamento por via oral refere-se a antagonistas de cálcio, é um derivado da benzotiazepina. Ao bloquear os canais lentos de cálcio nas membranas das células musculares, proporciona relaxamento dos músculos lisos das artérias. Como resultado, o lúmen vascular se expande, o fluxo sanguíneo é ativado e a pressão diminui. É bem absorvido pela ingestão, não é viciante, mesmo após um curso de terapia de muitos meses.

O diltiazem está disponível em cápsulas e comprimidos em 60 e 90 mg, em preparações prolongadas - em 180 mg. A dose máxima diária é de 360 ​​mg, geralmente 60 mg são prescritos três vezes ao dia. Tome comprimidos ou cápsulas com água antes das refeições.

A admissão é contra-indicada em crianças, grávidas, lactantes, pessoas com intolerância a benzotiazepinas, patologias cardíacas e insuficiência hepática. Dos efeitos colaterais, é provável que ocorram distúrbios digestivos, distúrbios do ritmo cardíaco e alergias.

Dipiridamol

Uma das pílulas mais eficazes para a arteriosclerose cerebral. Um medicamento de amplo espectro que regula a circulação cerebral, reduzindo o tônus ​​vascular. Ao mesmo tempo, evita a adesão e adesão de plaquetas, ativando o fluxo sanguíneo.

Possui opções de dosagem em 25, 50 e 75 mg. O curso da terapia para alterações ateroscleróticas nos vasos cerebrais é longo, pelo menos dois meses. Para aumentar a eficácia, recomenda-se combinar a administração de dipiridamol com ácido acetilsalicílico em pequenas doses.

Tome o medicamento estritamente com o estômago vazio a cada 8 horas. Uma dose única é determinada individualmente, levando em consideração a gravidade da doença e contra-indicações. Estes últimos incluem infância, lactação, algumas doenças cardíacas, hipersensibilidade, úlcera gástrica, insuficiência hepática.

O dipiridamol na gestação pode ser prescrito se o benefício para a mulher for superior aos riscos teratogênicos potenciais. De efeitos colaterais, distúrbios do ritmo cardíaco, digestão, várias reações alérgicas podem ocorrer.

Um ácido nicotínico

Esta substância, também conhecida como niacina ou vitamina PP, é de grande importância para a implementação de processos redox, incluindo o metabolismo da gordura. É obrigatório para a aterosclerose cerebral, pois possui um efeito terapêutico versátil:

  • inibe a síntese de LDL;
  • estimula a produção de “colesterol bom”;
  • dilata os vasos sanguíneos;
  • ativa fibrinólise;
  • retarda a agregação plaquetária.

A substância ativa é utilizada na produção de medicamentos combinados ou é produzida na forma pura. A niacina nas cadeias de farmácias é vendida como uma solução injetável e comprimidos. Estes últimos contêm 0,05 g de niacina, usada após as refeições.

A dose diária recomendada para um adulto é de 3 g, dividida em várias doses. O medicamento tem contra-indicações mínimas - hipersensibilidade - e raramente causa reações negativas no organismo.

Lovastatina - Lista de preparações para o tratamento da arteriosclerose cerebral com descrição

A combinação de medicamentos é um novo método no tratamento da aterosclerose, que significa o duplo efeito de se tomar um medicamento. A droga reduz a quantidade de lipídios e contém uma pressão abaixadora, bem como um componente abaixador de lipídios.

Comprimidos combinados para aterosclerose:

  • Inegi (sinvastatina e ezetimiba);
  • Statesi, Azi-ator (atorvastitin e ezetimibe);
  • Kaduet, Biperina, Amlostat, Duplexor (atorvastitina e amlodipina).

Levará muito tempo para obter uma cura para a aterosclerose - uma vida inteira. Todas essas drogas têm efeitos graves no corpo. A administração adequada reduzirá a probabilidade de efeitos colaterais. Por esse motivo, apenas um médico deve prescrever um medicamento.

Técnicas populares

Em casos graves, o tratamento medicamentoso não traz o efeito esperado. Então o único método de terapia é a cirurgia. Nos últimos anos, dois métodos principais de operação têm sido utilizados:

  1. Cirurgia de ponte de safena. O cirurgião organiza um novo canal no local do bloqueio para o suprimento total de sangue.
  2. Protéticos. A área obstruída é substituída por uma prótese sintética.

É aconselhável realizar tais operações em grandes vasos das pernas e no coração, bem como na artéria carótida. É proibido realizar tais procedimentos para insuficiência cardíaca, doenças graves do fígado e rins, imediatamente após um acidente vascular cerebral ou em caso de dano a um grande número de vasos.

Com a aterosclerose, o tratamento medicamentoso pode ser complementado com produtos preparados em casa a partir de ingredientes naturais. Entre as receitas mais eficazes estão:

  1. Suco de batata crua. Deve ser consumido em pequenas quantidades antes de cada refeição. Esta ferramenta é especialmente recomendada para pessoas com mais de 40 anos de idade.
  2. O método de limpeza vascular mais antigo é o uso de alho. Para preparar a tintura, é necessário transformar em uma pasta 50 gramas de alho fresco e despeje-o com um copo de vodka. Para sustentar essa mistura é necessário por uma semana em um local escuro. Periodicamente, a tintura deve ser agitada. Essa ferramenta é tomada na quantidade de 10 gotas três vezes ao dia antes das refeições. Depois que toda a tintura é usada, é necessário fazer uma pausa na terapia por dois meses.
  3. A tintura de plantas medicinais ajudará a lidar com a doença. Para isso, um conjunto de dogrose, cinza de montanha, motherwort, espinheiro e arandos está a ser preparado. Para cozinhar e beber esse remédio é necessário todos os dias. Fortalece os vasos sanguíneos, tem um efeito sedativo, tem um efeito colerético e diurético.
  4. Uma cura eficaz para a aterosclerose pode ser preparada com base em cravo. Em uma jarra de três litros, você precisa derramar meio litro de vodka. Adicione 25 gramas de cravo, 500 gramas de açúcar. São enviados 4 limões, ralados junto com a casca. Esta mistura deve ser mantida por 15 dias. É necessário tomar esse medicamento todos os dias em 25 gramas. Depois que todo o remédio estiver bêbado, faça uma pausa por uma semana.
  5. Reduzir a concentração de colesterol no sangue ajudará o chá terapêutico. Para prepará-lo, misture roseira, folhas de bétula, raízes de bardana, cenoura, hortelã e raiz de eleutherococcus. Todos os componentes são obtidos em quantidades iguais. As matérias-primas na quantidade de duas colheres de sopa são derramadas com um copo de água fervente. Após meia hora de aquecimento em banho-maria, o medicamento está pronto para uso.
  6. Com aterosclerose dos vasos das extremidades inferiores, recomenda-se o uso de banhos de urtiga. Para fazer isso, você precisa preparar um caldo de urtiga e despejá-lo em um banho com água morna. É necessário sentar-se nesse banho até que o líquido esfrie completamente.

técnicas populares se tornar um excelente complemento para o tratamento principal. Às vezes, podem provocar o desenvolvimento de uma reação alérgica. Portanto, antes de usá-los, você deve consultar um especialista.

Recomendações gerais de tratamento

preparaty ot ateroskleroza - Lista de preparações para o tratamento da arteriosclerose cerebral com descrição

Primeiro de tudo, você pode tomar qualquer medicamento para aterosclerose apenas conforme indicado pelo seu médico. A doença em cada caso individual ocorre de maneira diferente, o mecanismo e as causas da formação de placas ateroscleróticas requerem diagnóstico clínico. Por exemplo, a deposição de colesterol pode estar associada a um aumento da concentração de lipoproteínas ou triglicerídeos de baixa densidade.

É dada especial atenção à compatibilidade de medicamentos. Como a terapia na maioria dos casos é complexa, pode ocorrer antagonismo entre drogas de diferentes grupos, sinergismo ou reações colaterais negativas. Freqüentemente, para evitar este último, é necessário um monitoramento constante por um especialista e testes laboratoriais periódicos. Além disso, você precisa beber comprimidos em estrita conformidade com as características de sua assimilação: antes, durante ou após uma refeição.

Uma condição importante para o sucesso do tratamento da aterosclerose é a organização da nutrição adequada. Você deve aderir a uma dieta baixa em colesterol durante todo o curso da terapia medicamentosa, em alguns casos antes dela, porque os maus hábitos afetam negativamente o tônus ​​vascular, é preciso abandoná-los, principalmente o fumo. A eficácia dos medicamentos também aumenta em combinação com a atividade física, uma vez que exercícios moderados estimulam o metabolismo.

Nutrição dietética para aterosclerose

Todos os métodos de tratamento da aterosclerose devem ser acompanhados de uma dieta. Esta é a única maneira de restaurar o metabolismo normal e interromper a deposição de placas de colesterol. O principal princípio dessa dieta é minimizar a ingestão calórica das refeições. Ao compilar o menu, você deve seguir as seguintes recomendações:

  1. Para normalizar o colesterol no sangue, você deve abandonar o uso de gorduras animais. Apenas pratos de frango são permitidos. Produtos lácteos também podem ser uma fonte de colesterol.
  2. É necessário minimizar a quantidade de óleo vegetal consumida. Reduz a concentração de lipoproteínas de alto plano.
  3. O menu pode incluir produtos feitos com farinha de trigo integral. Eles ajudam a limpar o corpo de nitritos, metais pesados, cancerígenos.
  4. Um bom efeito é o uso de frutos do mar. Cozinhar pratos de lula, mexilhão e camarão. Esses produtos contêm iodo, que está envolvido no processo de metabolismo da gordura.
  5. O cardápio deve ter muitas frutas, legumes e ervas. Atenção especial deve ser dada à salsa, banana, ameixa, groselha preta. Eles contêm uma grande quantidade de sais de potássio.
  6. Recomenda-se começar o dia com aveia, flocos de milho, iogurte.
  7. Use um sistema de energia fracionário. A ingestão diária de alimentos deve ser dividida em cinco a seis refeições. Neste caso, as porções deve ser pequeno.
  8. É estritamente proibido o uso de chocolate, bebidas espirituosas, assados, sorvetes.

No início do tratamento, uma dieta rigorosa era recomendada. Nesse caso, o paciente deve sempre estar sob a supervisão de um especialista em tratamento. Se o desenvolvimento da aterosclerose não parar, a restrição nutricional terá que ser reforçada.

Classificação de medicamentos utilizados para aterosclerose

A patologia vascular afeta adversamente o trabalho do cérebro ou dos órgãos internos. Os pacientes geralmente apresentam hipertensão, distúrbios metabólicos e diabetes. Portanto, os médicos no tratamento etiológico da aterosclerose usam medicamentos básicos e adicionais.

Para corrigir o nível total de colesterol, utiliza-se a concentração de lipoproteínas de várias densidades (LDL, HDL), um medicamento com substâncias ativas sintéticas e / ou naturais.

Grupos de medicamentos para ateroscleroseMateriaisefeito farmacológico
EstatinasAgentes hipolipemiantesInibir uma enzima que sintetiza o colesterol.
• Reduza a viscosidade do sangue.
• Melhorar a condição das membranas da artéria danificada.
• Não interfira no metabolismo de proteínas, purinas ou carboidratos.
Fibratos ou derivadosDrogas de correção de lipídios.Anticoagulantes.
• Ative a lipoproteína lipase, que quebra as lipoproteínas de baixa densidade (LDL).
• Reforçar as paredes vasculares.
• Aliviar a inflamação.
• Reduzir a produção de triglicérides.
SequestrantesMedicamentos que isolam os ácidos biliares no sistema digestivo.• colesterol mais baixo.
• Não absorva no sangue.
• Contribuir para a extração de colesterol do sangue.
nicotinatosAgentes hipolipidêmicos.• Reduzir lipoproteínas e triglicerídeos de baixa densidade.
Preparações à base de plantasRemédios de ervas de ação complexa.Agentes antiplaquetários.
• As substâncias naturais normalizam suavemente o processo de metabolismo de lipídios, proteínas e carboidratos.
Reduzir o colesterol, triglicerídeos.
• Aliviar os sintomas da aterosclerose, anestesiar.
Ômega-3-triglicerídeosMeios de origem animal.• Afeta de maneira abrangente os sistemas do corpo.
Vasodilatador.
• Antiateroscleróticos.
Reduza a pressão sanguínea.
• Normalize o metabolismo e a concentração de lipoproteínas de baixa densidade.
• Dilua o sangue.
• Aumentar a imunidade.
• Aliviar a inflamação do tecido.
Fundos combinadosEles têm dois efeitos terapêuticos.• Corrija a concentração de lipoproteínas.
Reduza a pressão sanguínea.

O classificador é baseado em quatro diferenças no mecanismo de ação das drogas sintéticas. O primeiro grupo impede a absorção de colesterol no sistema circulatório. O segundo tipo de medicamento inibe as enzimas envolvidas na síntese de lipoproteínas, triglicerídeos, resultando em uma diminuição de sua concentração no sangue. O terceiro grupo de medicamentos acelera a degradação metabólica e a eliminação de substâncias gordas aterogênicas. O quarto tipo de medicamento melhora o trofismo do revestimento interno do vaso, prevenindo seus danos e o aparecimento de depósitos lipídicos.

A lista inclui medicamentos "Lovastatina", "Atorvastatina", "Rosuvastatina", "Sinvastatina". As estatinas de última geração podem ser combinadas com betabloqueadores, agentes antiplaquetários, fibratos, inibidores da enzima de conversão da angiotensina. Você não pode beber suco de toranja, álcool, antibióticos, eritromicina, claritromicina durante o curso do tratamento. Durante a terapia, é necessário um exame de sangue bioquímico trimestral para avaliar a função hepática.

Omakor - Lista de preparações para o tratamento da arteriosclerose cerebral com descrição

Antes de elaborar um regime de tratamento para um paciente com estatinas, é realizado um teste de triagem ou perfil lipídico. Após avaliar o nível de colesterol, triglicerídeos, lipoproteínas de várias densidades, a dosagem diária é selecionada.

A estatina é prescrita para:

  • baixa eficácia de outros métodos para reduzir a concentração de LDL;
  • cardioldoenças ogicas (condição pós-infarto, doença cardíaca coronária, angina de peito, acidente vascular cerebral);
  • terapia cirúrgica após colocação de stent ou cirurgia de ponte de safena;
  • obesidade;
  • diabetes mellitus;
  • a probabilidade de desenvolver doenças cardiovasculares.

O uso de medicamentos deste grupo é impraticável se o indicador de LDL estiver abaixo de 6.5 mmol / l. As estatinas não são prescritas durante a lactação, gravidez, hipersensibilidade aos componentes. Eles são contra-indicados em caso de patologias graves ou fígado, insuficiência renal.

Entre os efeitos colaterais, alergias de pele, inchaço no tornozelo e tosse seca geralmente se desenvolvem. Com o uso prolongado de estatinas, raramente são observados taquicardia, dor abdominal, insônia e bem-estar geral.

Atribuir em combinação com outros medicamentos hipolipemiantes. Os médicos deixam um feedback positivo sobre fibratos. Os pacientes normalizam a circulação sanguínea, o metabolismo, a qualidade e a expectativa de vida aumentam. Sua combinação com drogas de outros grupos evita as complicações da aterosclerose, reduz a probabilidade de morte devido a um derrame ou ataque cardíaco.

Kaduet - Lista de preparações para o tratamento da arteriosclerose cerebral com descrição

  • obesidade;
  • excesso de LDL e triglicerídeos, baixas concentrações de HDL (lipoproteínas de alta densidade);
  • síndrome metabólica;
  • Retinopatia diabética;
  • gota.

As principais contra-indicações deste grupo de medicamentos incluem lactação ou gravidez, intolerância individual ao ácido fibroico, alergia à luz do sol, presença de colelitíase, pancreatite, patologia renal ou hepática.

Durante a terapia, álcool e drogas hepatoxic devem ser excluídos do uso. Sua combinação com fibratos provoca hepatite. Os medicamentos desse grupo podem aumentar a trombose, portanto, eles também tomam agentes antiplaquetários.

O grupo é representado pelo moderno medicamento “Colestiramina”, “Colestipol”. Os sequestrantes são usados ​​adicionalmente para aumentar a eficácia dos medicamentos hipolipemiantes. Suas substâncias combinam o colesterol com os ácidos biliares e são excretados junto com as fezes. Com a aterosclerose, os medicamentos deste grupo podem tratar crianças e mulheres durante a gravidez ou lactação, sujeitos a todas as medidas de precaução.

Sequestentes não podem ser usados ​​para:

  • III - tipo IV de hiperlipoproteinemia;
  • obstrução e outras patologias do sistema biliar com obstrução da saída da bile;
  • doenças gastrointestinais (úlcera, síndrome de má absorção, hemorróidas, constipação);
  • violação dos rins, fígado.

Os medicamentos desse grupo não são absorvidos pelo sangue e também não permitem que as lipoproteínas penetrem nos vasos. Eles podem interferir na absorção de vitaminas ou componentes consumidos de outros medicamentos, portanto, recomenda-se manter um intervalo de uma hora entre a ingestão de agentes terapêuticos.

Omacor, Ezetrol e outros produtos, incluindo ômega-3-triglicerídeo, são feitos com base em óleo de peixe. A preparação natural estimula suavemente os receptores de membrana e corrige o metabolismo das lipoproteínas.

Omega-3-triglicerídeos são prescritos para:

  • aterosclerose ou predisposição hereditária ao desenvolvimento de patologia;
  • isquemia cardíaca;
  • tratamento cirúrgico em conexão com intervenção cirúrgica na aorta, artérias periféricas, outros vasos;
  • cardiosclerosis;
  • claudicação intermitente;
  • obliterar patologias vasculares dos membros inferiores;
  • síndrome nefrótica com hiperlipidemia.

O medicamento não é recomendado para mulheres grávidas ou lactantes. As contra-indicações dos ômega-3-triglicerídeos incluem um período preparatório de 4 dias para a cirurgia, exacerbação de colecistite calculosa, pancreatite, intolerância individual à composição bioquímica da droga. Entre os efeitos colaterais estão reações na pele, efeito laxante, arrotos.

statezi - Lista de preparações para o tratamento da arteriosclerose cerebral com descrição

Durante a ingestão de ômega-3-triglicerídeos, não use medicamentos com efeito anticoagulante, vitaminas E, A. Sua combinação pode provocar hipervitaminose ou sangramento. Ao prescrever um longo curso terapêutico, um coagulograma é realizado trimestralmente - uma análise de coagulação do sangue. Em caso de função hepática anormal, AcAt e AlAT são monitorados durante o período de admissão.

Os remédios à base de plantas complementam a terapia medicamentosa e também evitam alterações ateroscleróticas nas paredes do vaso.

Os fundos deste grupo são feitos com base em matérias-primas de origem vegetal, não contêm substâncias sintéticas. Seu uso é útil em casos de predisposição ou uma doença já em desenvolvimento dos vasos do cérebro, coração, pernas, pescoço, mesentérica, carótida e artérias periféricas.

Para fins profiláticos e terapêuticos, o “óleo de abóbora”, a tintura “Ravisol” é mais frequentemente prescrita. Eles afetam amplamente o trabalho dos órgãos dos sistemas cardiovascular e digestivo, normalizam os processos metabólicos e reduzem o LDL.

Óleo de Abóbora

O óleo de semente de abóbora está incluído nas receitas populares de produtos de limpeza vascular. É vendido em farmácias, lojas online ou mercados de alimentos em embalagens de 100, 250, 500, 1000 ml. O custo começa em 90 rublos por 100 g.

O remédio herbal tem propriedade coloprotetora, hepatoprotetora, antiparasitária, laxante, antiesclerótica, hipolipemiante e colesterol. Não pode ser utilizado com colecistite calculosa, intolerância a derivados de petróleo, alergias a abóbora.

Tintura “Ravisol”

Medicamento homeopático "Ravisol" está disponível sem receita médica, o custo médio da tintura é de 650 rublos. Fitopreparação é prescrita para aterosclerose, hipertensão, distúrbios circulatórios, distonia, angina de peito, hiperlipidemia.

A composição do medicamento contém extratos de visco, rabo de cavalo, pervinca, trevo, castanha, espinheiro e álcool. Antes de usar, 1 colher de chá. fundos diluídos em 1 colher de sopa. l água. Não deve ser tomado com sensibilidade individual a nenhum dos componentes da tintura, crianças menores de 16 anos, mulheres grávidas.

O desenvolvimento da aterosclerose é frequentemente acompanhado por doenças concomitantes. Portanto, o paciente deve receber muitos medicamentos para eliminar os sintomas e a terapia etiológica. Para reduzir o número de medicamentos tomados, os farmacologistas desenvolveram 3 tipos de comprimidos para aterosclerose combinada.

Uma combinação de substâncias é altamente eficaz:

  • ezetimiba com sinvastatina;
  • ezetimiba com atorvastatina;
  • atorvastatina com amlodipina.

Sua combinação tem uma propriedade hipotensora e hipolipemiante, evita complicações de cardiolpatologias ogicas e vasculares. A dosagem é selecionada individualmente após exames de sangue bioquímicos.

O grupo de medicamentos de ação combinada inclui comprimidos:

As contra-indicações comuns incluem gravidez, intolerância individual, lactação, idade inferior a 18 anos, comprometimento do funcionamento dos rins e sistema hepatobiliar. Os efeitos colaterais frequentes incluem tontura, erupção cutânea, coceira, dor muscular e desconforto abdominal. Uma lista de outras restrições e efeitos adversos é indicada no resumo da medicação.

Medidas preventivas

Mesmo o método mais novo e mais moderno de tratamento da aterosclerose é um processo complexo e demorado. Nesse caso, não será possível se livrar completamente da doença. É melhor impedir o seu desenvolvimento. Para fazer isso, você deve seguir as seguintes recomendações:

  1. Cessação completa de fumar e beber.
  2. Atividade física moderada regularmente.
  3. Monitoramento periódico do estado do sangue, especialmente a concentração de colesterol nele.
  4. Medição regular da pressão arterial.
  5. Manter uma dieta adequada com ingestão mínima de gorduras animais.
  6. Evite situações estressantes.

A aterosclerose é uma doença grave que não pode ser completamente curada. Com diagnóstico prematuro e tratamento inadequado, pode levar a complicações graves até a morte. Portanto, monitore regularmente sua saúde e tente minimizar os fatores que desencadeiam a doença.

Svetlana Borszavich

Clínico geral, cardiologista, com trabalho ativo em terapia, gastroenterologia, cardiologia, reumatologia, imunologia com alergologia.
Fluente em métodos clínicos gerais para o diagnóstico e tratamento de doenças cardíacas, bem como eletrocardiografia, ecocardiografia, monitoramento de cólera em um eletrocardiograma e monitoramento diário da pressão arterial.
O complexo de tratamento desenvolvido pelo autor ajuda significativamente com lesões cerebrovasculares e distúrbios metabólicos no cérebro e doenças vasculares: hipertensão e complicações causadas pelo diabetes.
O autor é membro da European Society of Therapists, participante regular em conferências e congressos científicos na área da cardiolmedicina e medicina geral. Ela tem participado repetidamente de um programa de pesquisa em uma universidade privada no Japão na área de medicina reconstrutiva.

Detonic